Gramado e falta de treinos atrapalham um Atlético que empatou devido à força do banco

Dylan Borrero marcou o gol do empate atleticano. Foto: Pedro Souza / Atlético

Por Pedro Bueno

O Atlético entrou de férias em 15 de dezembro, logo após erguer a taça da Copa do Brasil. Depois de um mês completo de férias, os jogadores retornaram à Cidade do Galo em 17 de janeiro e encontraram uma nova comissão técnica. El Turco Mohamed teve menos de dez dias e já estreou. Obviamente, o time sentiu os poucos treinamentos realizados e não fez uma boa partida.

Na noite de quarta-feira, 26 de janeiro, o estádio Castor Cifuentes recebeu a estreia de Villa Nova e Atlético no Campeonato Mineiro de 2021. O time de Nova Lima saiu na frente graças ao gol de Mosquito, ainda no primeiro tempo, em falha do goleiro Rafael. Porém, devido à força do banco, Zaracho lançou Dylan Borrero e o colombiano empatou para o Galo.

Além da falta de ritmo acarretada pelas férias que se estenderam até o início da última semana, o Atlético foi atrapalhado pela qualidade do gramado. Obviamente, o Vila Nova também enfrentou as mesmas dificuldades, porém o clube mandante está acostumado com a irregular grama do Castor Cifuentes.

É certo que o gramado e o baixo número de treinamentos atrapalharam, mas foi visto um time misto bem desanimado na estreia de El Turco Mohamed. A equipe, durante boa parte do jogo, não mostrou toda a sua superioridade e a atuação foi decepcionante, mesmo sabendo de que se trata apenas do início de um longo trabalho. O resultado só não foi pior porque Zaracho e Dylan entraram bem e salvaram o grande favorito ao título nos minutos finais.

Veja notícias do Atlético aqui!

O gramado

É impossível analisar a partida desta noite sem falar sobre o campo de jogo. O estádio Castor Cifuentes, casa do Villa Nova, nunca foi um primor na questão do gramado, porém a estreia dos mandantes e do Atlético ficou marcada por uma chamativa falta de qualidade.

Ao ver pela televisão, certamente, o torcedor observou que nenhum passe chegava até o destino sem quicar algumas vezes. As irregularidades do gramado prejudicaram os dois clubes, mas sempre atrapalha mais a melhor equipe e o time que tem mais a posse de bola.

O Atlético sofreu durante todo o jogo e abusou de ligações diretas – acarretou o gol de Dylan, após belo passe longe de Zaracho. É importante entender se esse estilo de jogo, com muitos lançamentos, será utilizado frequentemente ou apenas em gramados como este. A segunda opção é mais do que justa, visto que a grama do Castor Cifuentes não proporcionou facilidade para o time trocar três passes seguidos sem preocupações.

E é necessário destacar que todas as atuações fora de casa neste Campeonato Mineiro devem ser um problema para o Galo, já que os clubes do interior não possuem bons gramados. Sabendo disso, El Turco Mohamed deve pensar quais peças deve usar longe de Belo Horizonte.

Falta de treinamentos

Como dito anteriormente, o Atlético ficou de férias entre os dias 15 de dezembro e 17 de janeiro, ou seja, retornou apenas na segunda-feira da última semana. Por causa dos primeiros dias focados em exames físicos e de COVID-19, El Turco Mohamed conseguiu comandar o primeiro treinamento com bola apenas no dia 20 de janeiro e estreou seis dias depois.

Era óbvio que a parte física atleticana estaria debilitada na primeira partida, porém era esperado um ânimo maior. Mesmo com poucos treinamentos, o Atlético é muito superior e deveria se impor com mais facilidade, mas acabou atacando muito pouco e arrancou um empate no apagar das luzes.

No entanto, para a alegria dos atleticanos, o time terá compromissos apenas no Campeonato Mineiro até a Supercopa do Brasil, em 20 de fevereiro, e poderá adquirir ritmo de jogo para a primeira grande partida do ano. Enquanto isso, o Atlético tentará melhorar dentro de campo e ir somando mais pontos no estadual.

Na estreia de Turco, Atlético marca no fim e empata com Villa pelo Mineiro. Confira aqui!

A força do banco

O Galo entrou em campo com Rafael; Guga, Igor Rabello, Vitor Mendes e Dodô; Guilherme Castilho e Tchê Tchê; Ademir, Sasha e Echaporã; Fábio Gomes. No entanto, a atuação do primeiro tempo foi bem decepcionante e, aos 42 da primeira etapa, o Galo se viu atrás no placar.

A jogada do gol de Mosquito foi estranha, visto que a defesa atleticana não acompanhou a investida do atacante. Contudo, o desfecho da trama foi ainda mais bizarra visto que Rafael dividiu com o atacante, mas não mostrou vontade suficiente para levantar e seguir lutando pela bola. O resultado da falha foi o gol de Thiago Mosquito.

Analisando a atuação decepcionante e a necessidade de melhorar em campo, El Turco Mohamed promoveu mudanças. Zaracho e Savarino entraram no intervalo; Dylan Borrero entrou aos 17; e Felipe Felício protagonizou a última mudança alvinegra no minuto 30 da segunda etapa. E as mudanças deram certo.

Dylan Borrero foi o grande nome da segunda etapa e estava fazendo um bom jogo antes mesmo do lance que foi protagonista. Aos 43, Matías Zaracho, o único titular de 2021 que entrou em campo, fez um lindo lançamento, mostrando todo o seu talento, e Dylan Borrero, dominou, limpou e fez um importante gol para o Atlético empatar na estreia.

Em resumo…

Não foi uma boa partida atleticana, ao mesmo tempo que nenhum torcedor esperava uma grande exibição. A realidade é que faltou ânimo durante boa parte da partida e o time só melhorou quando El Turco mexeu. O ponto arrancado em Nova Lima passou muito pelo talento individual de Zaracho e Dylan Borrero.

No entanto, em meio à exibição ruim, a estreia atleticana com apenas um ponto pode ser facilmente justificada por duas razões: o gramado e a falta de treinos. O Atlético tentou tocar a bola em um gramado terrível e acabou não conseguindo progredir. Já a outra questão é ainda mais séria: o clube mineiro teve menos de uma semana de treinamentos com bola para estrear, ou seja, o time ainda precisa de um tempo para adquirir o ritmo necessário para jogar bem.

Calma, atleticanos. Foram só dois pontos perdidos na primeira partida do ano e de um novo trabalho. Nada anormal aconteceu nesta noite de janeiro.

Allan retorna aos treinos do Galo após período em isolamento por COVID. Veja aqui!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alberto

E OS ERROS GRAMATICAIS?São de quem?Estude concordância,filho!