Futebol Nacional

Um duelo de campeões valendo taça: Atlético e Athletico-PR se enfrentam neste domingo

Duas torcidas que soltaram o grito de “é campeão” recentemente se encontrarão em um duelo que vale taça. É certo que um dos times irá fechar a temporada com chave de ouro, visto que dois títulos importantes na reta final de um ano é algo muito especial. Algum dos “atléticos” conseguirá esta façanha e uma disputa, com jogo de ida e volta, irá mostrar quem será o último campeão nacional de 2021.

O Atlético ergueu a taça de campeão do Brasileirão no último domingo e comemorou bastante, visto que este título era o grande objetivo do time. Já o Athletico-PR foi campeão da Sul-Americana no último dia 20, ainda no mês de novembro, e também festejou bastante, pois trata-se de um importante título continental. Ambos os clubes estão satisfeitos com suas temporadas, mas o título da Copa do Brasil irá premiar o grande time do futebol brasileiro no ano!

Nesta tarde de domingo, 12 de dezembro de 2021, o Atlético recebe o Athletico-PR no Mineirão, em jogo válido pela primeira partida da grande final da Copa do Brasil. O jogo começará às 17:30 – um horário diferente – e contará com transmissão da TV Globo, SporTV e Premiere.

Chegou a hora, vai parar de festejar

Belo Horizonte não descansou nos últimos dias. Foram noites intensas na capital de Minas Gerais porque um clube foi campeão do Brasileirão, 50 anos depois da única conquista. O jejum do Clube Atlético Mineiro chegou ao fim e os jogadores, junto da sua apaixonada torcida, comemoraram bastante. A massa alvinegra sempre cantou a música “Vou festejar” e festejaram bastante. Porém, chegou a hora de retomar o foco.

Depois de justas comemorações, o atleticano focará novamente na bola rolando. Foram 10 dias de muitas festas porque o Galo finalmente chegou ao grande objetivo. No entanto, o foco dos últimos treinamentos e dos torcedores foi alterado e tem nome: a tríplice coroa.

Após conquistar o Mineiro contra o América, em maio deste ano, e o Brasileirão, na emblemática partida frente ao Bahia, 10 dias atrás, o Atlético quer finalizar a sua temporada especial com mais um título. O sonho do bicampeonato da Copa do Brasil e a tão almejada tríplice coroa são reais porque o Atlético está fazendo uma grande campanha: bateu Remo, Bahia, Fluminense e Fortaleza anteriormente.

O atleticano sabe que está presenciando uma das melhores temporadas da história do seu time. O torcedor também sabe que o bicampeonato da Copa do Brasil seria a cereja do bolo. Por isso, vencer esta primeira partida da decisão é crucial, visto que, mesmo não contando com o critério do gol fora de casa, é necessário fazer um bom resultado frente a sua torcida para não entrar tão pressionado na temida Arena da Baixada.

Os números e o momento

É sabido que os dois clubes foram campeões recentemente. Ambos vivem bons momentos e têm confiança nos seus atletas. Porém, mesmo em um duelo tão equilibrado, o Atlético possui números que o colocam como favorito, enquanto o Athletico-PR confia na sua concentração em competições de mata-mata.

O Atlético é o grande time do futebol brasileiro em 2021. Por isso, foi, merecidamente, o campeão do Campeonato Brasileiro. Com 26 vitórias em 38 partidas, o Galo fez a segunda melhor campanha da história do Brasileirão de pontos corridos com 20 times e já se consolidou como uma das grandes equipes do século XXI. Além dos números claros de uma equipe que já venceu um torneio nacional, a confiança atleticana passa pelo domínio dentro de casa: foram 16 vitórias seguidas como mandante no Campeonato Brasileiro deste ano, alcançando um recorde absoluto da competição.

Já o Athletico-PR não chega a este duelo com tanta confiança, mesmo com o título da Sul-Americana. A equipe lutou contra o rebaixamento até a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro e venceu apenas duas das últimas oito partidas – os torcedores festejam que um destes triunfos foi justamente na final do torneio continental. Além disso, um dado que chama a atenção é o quão truncado são as partidas do Furacão: seis das últimas sete partidas da equipe contaram com um gol, no máximo, marcado pelo Athletico ou pelo adversário.

Por fim, o retrospecto também indica equilíbrio, mas com uma leve vantagem do time mineiro. Em 59 jogos, o Atlético venceu 25 partidas – são seis triunfos nos últimos nove jogos -, o Athletico derrotou o rival em 22 oportunidades e os clássicos atleticanos terminaram em empate apenas 12 vezes. Uma curiosidade é que apenas um dos últimos 25 jogos terminou com o placar empatado.

As escalações

No meio de semana, na rodada de encerramento do Brasileirão, os campeões foram com uma equipe, praticamente, alternativa. A exceção foi a presença do zagueiro Nathan Silva na derrota por 4 a 3 contra o Grêmio, já que o zagueiro é titular e atuou no RS porque não pode jogar a Copa do Brasil – atuou anteriormente pelo Atlético-GO. O restante do elenco foi poupado e Réver tende a ser o substituto de Nathan na defesa alvinegra. Porém, caso o capitão não esteja 100% fisicamente, Igor Rabello será a opção. Já no ataque, Diego Costa e Nacho Fernández brigam por uma vaga.

Provável escalação: Everson; Mariano, Réver (Igor Rabello), Alonso e Arana; Allan, Jair e Zaracho; Hulk, Diego Costa (Nacho Fernández) e Keno. Técnico: Cuca.

Assim como Cuca, Alberto Valentim aproveitou que já havia resolvido a sua situação no Brasileirão e escalou uma equipe completamente reserva no empate com o Sport por 1 a 1. Com isso, ambos os times chegam bem fisicamente para as decisões. E também da mesma forma que o Atlético, o Furacão tem apenas uma dúvida por causa de limitação física: após um entorse no tornozelo, Renato Kayzer retornou aos treinamentos somente nos últimos dias e é dúvida – Pedro Rocha é opção.

Provável escalação: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández; Marcinho, Erick, Léo Cittadini e Abner; Nikão, Renato Kayzer (Pedro Rocha) e Terans. Técnico: Alberto Valentim.

Atlético x Athletico-PR

1ª partida da final da Copa do Brasil de 2021
12/12/2021, 17:30 horas, Mineirão
Transmissão: Globo, SporTV e Premiere
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (RJ).

Redação Bola pra Frente

Posts Recentes

Ele é inevitável: assim como em 2021, Hulk brilha e Atlético vence a 1ª no Brasileirão

Por Pedro Bueno Um confronto entre duas camisas tão pesadas sempre é complicado. Na verdade,…

1 mês atrás

As mordidas do Jacaré mostram a dificuldade da Série B: Cruzeiro estreia mal e perde para o Bahia

Por Pedro Bueno A pior atuação do Cruzeiro em 2022 aconteceu justamente na primeira das…

1 mês atrás

O mesmo rival da estreia do último título de Brasileirão: Cruzeiro inicia a Série B sonhando com a taça

O Cruzeiro Esporte Clube iniciará nesta noite de sexta-feira, 08 de abril de 2022, a…

1 mês atrás

Quer quebrar um tabu? Chama o Galo! Atlético vence duelo difícil pela Libertadores e ganha moral

Por Pedro Bueno É possível citar diversas façanhas deste Atlético. Desde a última temporada, o…

1 mês atrás

Ronaldo tem 7 dias para quitar dívidas e registrar cinco atletas. Conheça os reforços do Cruzeiro!

O Cruzeiro teve uma grande notícia na noite de segunda-feira, 04 de abril. Depois de…

2 meses atrás

Decisivo, profissional e artilheiro: Hulk é exemplo para atletas e ídolo para atleticanos

Por Pedro Bueno Givanildo Vieira de Sousa é uma unanimidade dentro do futebol brasileiro. Não…

2 meses atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!