O 2021 do Cruzeiro: não passou de 11º, o artilheiro do ano saiu em julho e houve um excesso de empates

O elenco cruzeirense reunido. Foto: disponível no Twitter do Cruzeiro.

Após empatar sem gols com o Náutico, a temporada cruzeirense chegou ao fim, aliviando vários torcedores que não queriam seguir sofrendo. Pela terceira vez consecutiva, o Cruzeiro terminou uma temporada sem estar com o sorriso no rosto. O time permaneceu na Série B e a realidade indica que a disputa foi pela permanência, sem sequer disputar o acesso.

O centenário cruzeirense foi comemorado apenas no início do ano, sendo completamente esquecido durante a temporada, visto que não era possível festejar os feitos de 2021. A equipe esteve mal com frequência, preocupou os torcedores e lutou contra o rebaixamento para a Série C, algo inimaginável ao olhar a história cruzeirense.

A realidade é que o time foi mal montado, as decisões da diretoria também são bem contestáveis e apenas o retorno da torcida, já no fim do ano, foi positivo. Mais uma vez, o Cruzeiro não encontrou o caminho certo para as vitórias e o time aparentou estar ainda mais perdido.

Em meio a estatísticas terríveis, a Raposa terminou a temporada com inúmeros fatos assustadores e o Blog irá citar alguns.

Confira todas as notícias do Cruzeiro aqui!

Não passou de 11º

Na história cruzeirense, algumas temporadas na Série A foram ruins e o time disputou todo o campeonato no meio de tabela. Porém, em 2021, o time mineiro não teve desempenho, pontuação e nem aproveitamento semelhante às equipes que estavam na primeira parte da tabela. A questão principal, ao comparar com a história, é que a atual temporada foi disputada na Série B, ou seja, o Cruzeiro não conseguiu figurar entre os dez melhores da Série B.

Depois do empatar com o Náutico, a Raposa alcançou o 48º ponto e chegou ao 11º lugar, porém, obviamente, não será possível subir qualquer degrau, visto que o confronto da noite passada abriu a última rodada. Logo, a posição final do Cruzeiro será de 11º para baixo, podendo parar até na 15ª colocação, caso os times que estão abaixo ganhem as suas partidas.

Um gráfico indicando a posição do Cruzeiro durante as 38 rodadas da Série B de 2021. Fonte: site da CBF.

Esta posição ruim já era esperada após a temporada desastrosa da equipe azul celeste. Durante a Série B de 2021, a equipe passou oito rodadas na zona do rebaixamento e não conseguiu aparecer na parte de cima da tabela. A melhor posição cruzeirense nesta edição foi o 11º lugar, colocação que foi alcançada nas rodadas 30, 35, 36 e 38 – vale destacar que a sequência da rodada pode tirar o time de Luxemburgo desta colocação.

Logo, em 38 rodadas da Série B de 2021, o Cruzeiro não passou de 11º. A equipe teve até uma sequência de 12 jogos seguidos sem perder, porém não conseguiu chegar à primeira metade da classificação. Um fato assustador, vexatório e que evidencia quão ruim foi a temporada cruzeirense.

Cruzeiro registra maior público da Série B e segundo maior do ano no Brasil. Veja aqui!

O artilheiro saiu em julho

Pode parecer estranho, contudo o artilheiro de 2021 do Cruzeiro foi um volante que deixou o time em julho, ou seja, não jogou nos últimos quatro meses e mesmo assim foi o goleador máximo. Matheus Barbosa marcou sete gols até 21 de julho deste ano, quando deixou a Raposa e foi para o Atlético-GO, e foi o artilheiro da temporada cruzeirense mesmo deixando a equipe.

Isto deixa claro quão problemático foi o ataque cruzeirense. Matheus Barbosa nunca foi um goleador e nem conseguiu se firmar no Atlético-GO: só fez nove jogos pelo Dragão no Brasileirão de 2021 e marcou apenas um gol.

A questão é que a parte ofensiva da Raposa não conseguiu ter a sequência ideal: várias peças ganharam espaço e não aproveitaram. Por causa disso, nenhum atleta marcou mais do que seis gols. Atrás de Matheus Barbosa, Marcelo Moreno foi o segundo jogador que mais balançou as redes na temporada: seis gols, sendo dois via cobrança de pênalti.

Os outros artilheiros foram: Giovanni e Felipe Augusto com cinco gols; Bruno José e Thiago com quatro gols; Ramon, Rafael Sobis e William Pottker com três gols; Airton, Claudinho, Eduardo Brock, Léo Santos, Marcinho e Vitor Leque com dois gols; Adriano, Guilherme Bissoli, Jadson, Manoel e Raúl Cáceres com apenas um gol.

Alguns jogadores que foram titulares como Matheus Pereira, Lucas Ventura, Rômulo e Wellington Nem sequer marcaram gols.

Luxemburgo abre porta do Cruzeiro para ídolos: ‘Desde que tenham condições’. Confira aqui!

O excesso de empates

O time mineiro se mostrou viciado em igualdades. O Cruzeiro teve o maior número de empates da Série B de 2021: foram 18 placares iguais, ou seja, em quase metade das partidas da Série B de 2021, a Raposa ficou no empate.

Obviamente, somando apenas um ponto em 18 partidas, é muito complicado conseguir alçar voos maiores em qualquer competição. Em várias partidas, a equipe azul celeste não jogou mal, porém não conseguiu desempatar a partida ou falhou defensivamente, permitindo o empate adversário. Com isso, algumas atuações razoáveis terminaram empatadas, fazendo com que a equipe não saísse do lugar – tanto que permaneceu na parte de baixo da tabela durante toda a Série B.

O empate foi tão predominante na temporada cruzeirense que foi o resultado que mais aconteceu durante todo o ano, contando o Campeonato Mineiro – onde a equipe foi eliminada pelo América na semifinal – e a Copa do Brasil – competição que a Raposa foi desclassificada pela Juazeirense.

Foram 55 jogos em 2021: 18 vitórias, 21 empates e 16 derrotas, tendo assim um aproveitamento de 45,45% ; a equipe marcou 59 gols e sofreu 55 tentos, ou seja, exatamente um gol sofrido por jogo.

O recorde de vitórias consecutivas aconteceu no Mineiro deste ano, quando até venceu o clássico frente ao Atlético e teve uma sequência de quatro triunfos seguidos. Porém, em resumo, foi uma temporada realmente empatada. O Cruzeiro não conseguiu empolgar e todos os fatos descritos descritos acima deixam claro que o time urge por mudanças.

Algumas contratações já estão encaminhadas e o zagueiro Maicon já foi até anunciado, mas os problemas do time exigem mudanças ainda mais drásticas. O Blog voltará nos próximos dias para falar das contratações e das especulações cruzeirenses. Acompanhem e boas férias para a Raposa!

Pedrinho revela retorno de Manoel ao Cruzeiro; Willian ‘Bigode’ é desejo. Veja aqui!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments