Nesta noite, contra o Juventude, o Atlético tem duas missões: vencer e controlar a ansiedade

Foto: Pedro Souza / Atlético

Não existem dúvidas: o título do Brasileirão está se aproximando da Cidade do Galo. No entanto, o time mineiro tem que fazer a sua obrigação em algumas partidas, principalmente nos confrontos realizados em casa, com o apoio da massa atleticana. E a torcida está bastante empolgada. Os ingressos para a crucial partida desta noite se encerraram rapidamente e os torcedores provaram que estarão apoiando o seu clube em busca de mais um triunfo.

A grande questão da partida desta noite é que, para alcançar a taça mais rapidamente, a vitória é crucial. Contudo, outra missão do time alvinegro é controlar a ansiedade, visto que o time sabe que está próximo da glória, ao mesmo tempo que os jogadores e os torcedores também sabem que nada será garantido com um triunfo sobre o Juventude. Logo, o objetivo é vencer e controlar a ansiedade para seguir em busca do título.

Neste sábado, 20 de novembro de 2021, o Atlético recebe o Juventude no Mineirão, em partida válida pela 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O confronto entre o Galo e o Ju contará com transmissão exclusiva do Premiere.

Controlar a ansiedade

O torcedor flamenguista sonha com um milagre para conquistar o Brasileirão. O palmeirense já sabe que o Galo precisa apenas vencer um jogo para o seu time sair da briga. No entanto, o atleticano ainda está bem receoso acerca das comemorações e tem razão, já que, usando uma “célebre” frase, “o jogo só acaba quando termina”.

A partir do momento que o Atlético não for alcançado por nenhum clube na primeira colocação do Campeonato Brasileiro, o torcedor alvinegro poderá soltar o grito que está preso na garganta há 50 anos. Enquanto isso, a missão da torcida é controlar a própria ansiedade e seguir apoiando um time que se mostra, cada dia mais, focado e concentrado em busca de bons resultados.

Atualmente, segundo a UFMG, o Atlético possui 98,1% de chances de título, ou seja, apenas um desastre tira a taça da mão do time de Cuca. Porém, não se pode duvidar da imprevisibilidade do futebol. Mesmo precisando de apenas três vitórias e de um tropeço do Flamengo, ou quatro triunfos, independentemente dos resultados dos adversários, o Galo sabe que não terá vida fácil nesta reta final.

O Atlético está próximo da conquista e vencer o Juventude é uma obrigação para se aproximar ainda mais da taça. A torcida apoiará e os jogadores tendem a mostrar toda a sua determinação para passar por mais uma etapa em busca do bicampeonato do Brasileirão.

O recorde

O atual elenco está marcando o seu nome na história do clube mineiro e quebrando recordes no futebol brasileiro. O Atlético está com 71 pontos em 32 rodadas, ficando atrás apenas do desempenho do Flamengo de 2019 após esta quantidade de jogos. Além deste número chamativo, o Atlético já quebrou recordes no Brasileirão recentemente e quer buscar uma façanha ainda mais impressionante.

Após empatar com a Chapecoense, ainda na quinta rodada deste Campeonato Brasileiro, o Galo realizou 13 jogos em casa e venceu em todas estas oportunidades, quebrando várias marcas incríveis. Porém, se vencer nesta noite, frente ao Juventude, o time mineiro alcançará a 14ª vitória consecutiva como mandante, número jamais alcançado. O Internacional de 1976 e o Palmeiras de 2018 serão deixados para trás se o time mineiro triunfar neste sábado.

Além disso, a partida contra o Ju é marcante porque completará exatamente um turno que o Galo assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro. Desde a 15ª rodada, quando venceu de virada, por 2 a 1, no Alfredo Jaconi, o Atlético é líder do Brasileirão e chega muito próximo do título para um confronto frente ao Juventude. Tudo começou lá atrás, quando Nathan Silva cabeceou e decretou a virada do Galo que colocou o time na ponta do Brasileirão. Trata-se do líder até o fim da competição?

Os números e o momento

Elencos e batalhas diferentes, mas desejo semelhante: a vitória. O líder Atlético tem uma boa vantagem na liderança do Brasileirão: o time alcançou o 71º ponto na última rodada e está oito pontos à frente do vice-líder Flamengo. Já o Juventude precisa vencer para seguir fugindo da zona do rebaixamento: na 15ª posição, com 39 pontos, a equipe gaúcha está três pontos à frente do Bahia, primeira equipe dentro do Z-4.

O grande trunfo atleticano para esta partida é o excelente desempenho em casa. Em 16 partidas como mandante, o Atlético venceu 14 vezes, empatou um jogo e perdeu para o Fortaleza, na rodada inaugural – além disso, como citado anteriormente, são 13 vitórias seguidas no Mineirão. Além destes 43 pontos conquistados em 48 disputados, o Galo se destaca por ter vencido 22 dos 32 jogos do Brasileirão deste ano, por ter a melhor defesa do torneio – apenas 22 gols sofridos – e por chegar nesta partida após quatro vitórias consecutivas. Na última rodada, o time bateu o Athletico-PR por 1 a 0, fora de casa.

Já o Juventude chega ao confronto com confiança, visto que venceu as últimas três partidas: bateu o Internacional, a Chapecoense e o Fluminense, abrindo uma vantagem de três pontos para a zona do rebaixamento. O time treinado por Jair Ventura ainda se apega ao fato que não sofreu gols em quatro dos últimos cincos jogos, ou seja, o Galo não terá facilidade para furar o desfalcado, contudo, fortíssimo sistema defensivo do Juventude. Para animar os atleticanos, é necessário destacar que o Ju venceu apenas duas das 15 partidas que fez longe de casa no Brasileirão.

Assim como a posição, o momento e os números como mandante, o histórico do confronto também é favorável ao Atlético. Em 20 jogos disputados, o Galo venceu 12 vezes, houve quatro empates e o Juventude venceu outras quatro duelos, ou seja, o time mineiro venceu 60% das partidas frente ao Ju.

As escalações

Depois de bastante tempo, o Atlético terá força máxima à disposição. Após o fim da data FIFA, Alan Franco, Junior Alonso, Savarino e Vargas retornaram ao Atlético e devem ser relacionados, porém a única dúvida da escalação está justamente entre selecionáveis. O paraguaio Alonso saiu machucado da partida do meio de semana após receber uma falta dura no joelho. No entanto, o Atlético informou que o zagueiro não sofreu nenhuma lesão.

Outro nome importante que voltará é Guilherme Arana, lateral que cumpriu suspensão na última partida. Outros atletas que podem retomar a titularidade são Mariano e Nacho Fernández, atletas que estavam com problemas físicos nas últimas semanas.

Provável escalação: Everson; Mariano (Guga), Nathan Silva, Junior Alonso (Réver) e Arana; Allan, Jair, Zaracho e Nacho Fernández (Keno); Diego Costa e Hulk. Técnico: Cuca.

Já o Juventude vive um bom momento, mas não contará com dois dos seus destaques por um motivo inusitado: eles pertencem ao Atlético. Os emprestados Vitor Mendes e Guilherme Castilho não podem entrar em campo nesta noite e o técnico Jair Ventura terá uma dor de cabeça para substituir os seus dois titulares absolutos. Vitor Mendes, mesmo sendo defensor, marcou gols nas últimas duas partidas e Castilho é o grande nome do Juventude neste Brasileirão. Mesmo com as mudanças, o Ju tentará seguir na sua tradicional jogada de bola aérea: 16 dos últimos 17 gols têm os cruzamentos como origem.

Provável escalação: Douglas Friedrich; Michel, Quintero, Rafael Forster e William Matheus; Dawhan, Jadson, Chico e Wescley; Ricardo Bueno e Sorriso. Técnico: Jair Ventura.

Atlético x Juventude

34ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
20/11/2021, 19:00 horas, Mineirão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments