Ainda há risco: veja a combinação de resultados que pode levar o Cruzeiro à Série C

O grupo de jogadores da Raposa. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

É verdade que as chances são quase inexistentes, porém o futebol é imprevisível e todos devem respeitar estes cenários malucos. Desta vez, o esporte pode pregar outra peça no Cruzeiro Esporte Clube, visto que, mesmo com 47 pontos na 37ª rodada, o time mineiro ainda não está garantido na Série B de 2022.

Obviamente, o próprio Blog e todos os veículos haviam afirmado que, ao vencer Brusque e Londrina, a Raposa havia se garantido na Série B de 2022, visto que o número mágico para permanecer nas divisões do futebol brasileiro é 45. No entanto, a matemática faz com que o cruzeirense chegue à 37ª rodada fazendo vários cálculos.

Na noite passada, o Cruzeiro empatou com o Sampaio Corrêa por 1 a 1 e ambos os clubes alcançaram a marca de 47 pontos. Atualmente, o time mineiro está na 11ª posição e se encontra em uma colocação “tranquila”. Porém, ao olhar a pontuação, os clubes que estão no Z-4 podem se aproximar ainda nesta 37ª rodada.

Restando apenas um jogo para a Raposa, o clube azul celeste possui apenas 0,002% de chance de rebaixamento, ou seja, é quase impossível. Contudo, existe uma combinação de resultados que pode levar o Cruzeiro à Série C de 2022 e as partidas já acontecem nesta sexta-feira, 19.

Veja mais notícias do Cruzeiro aqui!

A combinação de resultados

O Cruzeiro possui 47 pontos, seis a mais que Londrina e Remo, times que estão em 17º e 16º. Logo, as duas equipes precisam vencer as duas partidas restantes e a Raposa deve perder para o Náutico na última rodada, além de outros resultados paralelos, ou seja, se Londrina ou Remo não vencerem nesta sexta-feira, 19, a Raposa estará garantida na Série B de 2022.

O cenário para a Raposa ser rebaixada é a seguinte:

  • Londrina, 17º, tem que vencer as duas partidas; enfrentará o Vila Nova nesta sexta-feira, 19, e o Vasco da Gama no outro domingo, 28;
  • Remo, 16º, tem que vencer as duas partidas; enfrentará o Vasco da Gama nesta sexta-feira, 19, e o Confiança no outro domingo, 28;
  • Ponte Preta, 15º, tem que, no mínimo, vencer uma partida e empatar a outra; enfrentará o Confiança neste sábado, 20, e o Coritiba no outro domingo, 28;
  • Brusque, 14º, precisa vencer apenas um jogo; enfrentará o Operário nesta sexta-feira, 19, e o Goiás no outro domingo, 28;
  • Vila Nova, 13º, precisa vencer apenas um jogo; enfrentará o Londrina nesta sexta-feira, 19, e o Vitória no outro domingo, 28;
  • Operário, 12º, precisa vencer apenas um jogo; enfrentará o Brusque nesta sexta-feira, 19, e o CRB no outro domingo, 28;
  • Cruzeiro, 11º, só será rebaixado se não pontuar contra o Náutico no domingo, 28 de novembro;
  • Vale destacar que a pontuação do Vitória não foi destacada porque o time baiano possui apenas 40 pontos, ou seja, não consegue alcançar o Cruzeiro na classificação, mas pode sobreviver na Série B.

A possibilidade de rebaixamento dada pela UFMG ( 0,002%) faz todo sentido ao analisar toda a combinação de resultados. No entanto, até mesmo os clubes que se enfrentam nestas últimas rodadas podem sobreviver, visto que todos enfrentam, pelo menos, um time da parte de cima da tabela.

A grande questão é como será o comportamento destes clubes que podem rebaixar o Cruzeiro. Na verdade, foi o time mineiro que se colocou nesta situação após 37 rodadas, haja visto as atuações deprimentes do clube azul celeste durante toda a temporada.

Luxemburgo confirma despedidas de Cabral e Sobis contra o Náutico. Veja no Superesportes!

Olho nos jogos

Por causa deste complicado, contudo, possível cenário, o cruzeirense acompanhará o restante da 37ª rodada da Série B. A intenção é que a Raposa entre em campo na última rodada do campeonato com a sua situação resolvida, visto que ninguém deseja fazer contas para sobreviver. No entanto, depois de perder para o Vitória e apenas empatar com o Sampaio Corrêa, o Cruzeiro se colocou neste cenário.

Além da pontuação, um agravante da situação cruzeirense é o baixíssimo número de vitórias. O principal critério de desempate depois que os pontos se igualam é a quantidade de triunfos, porém a Raposa é o clube que mais empatou na Série B e não tem muitas vitórias. Por causa disso, a chance de rebaixamento ainda paira sob a Toca da Raposa.

Basta um tropeço do Londrina ou Remo nesta noite para o cruzeirense respirar aliviado. Mais uma desgastante rodada seria prejudicial para a torcida cruzeirense, visto que o time não está sendo confiável nas últimas rodadas.

Neste fim de semana, depois de empatar com o Sampaio, a missão cruzeirense é “secar” da forma correta pelo menos um adversário. A tendência é que não haja grandes emoções, mas o futebol “gosta” de ser marcante. Por isso, fiquem de olhos abertos, cruzeirenses!

Pai pede chance para Zé Eduardo no Cruzeiro e vê ‘birra’ de Luxemburgo. Veja no Superesportes!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cadalora

Cara, 3 anos na segunda divisão e não consegue ficar nem entre os 10. Isso pq Gigante não cai..

Alex

“…, visto que o time não está sendo confiável nas últimas rodadas.”? Desde as rodadas do Brasileirão 2019, né?

romulo

Vergonhosa, covarde e desrespeitosa, com os que pagaram ingresso, a atitude do micróbio azul. Ter q se sujeitar a fazer conluio com o sampaio correa, por debaixo dos panos, pra empatar e ambos chegarem a 47 pontos. Vários comentaristas crüzeirenses com vergonha da atitude deste clubeco. Manchando ainda mais as páginas “covardes e imorais”. Precisava do clube se humilhar a este ponto pra não cair pra terceirona??? Os dirigentes não confiam q o clube consiga ficar na segundona só pela bola jogada dentro do campo???