Buscando um recorde incrível no Mineirão, Atlético enfrenta o Corinthians nesta quarta

Registros do último confronto entre Atlético e Corinthians. Foto: Pedro Souza / Atlético

Certamente, você já ouviu falar que 13 é Galo. Tradicionalmente por causa do jogo do bicho, o animal é relacionado ao místico número 13 e, por consequência, ao Clube Atlético Mineiro. O ano de 2013, sendo um dos mais especiais da história alvinegra, ajudou a reafirmar que 13 é o número do atleticano. E a partida desta noite pode fazer com que este número reapareça na história do Atlético: o time mineiro busca o 13º triunfo seguido como mandante no Brasileirão, feito que nenhum time conseguiu na história.

Além de tentar este feito incrível dentro de um Mineirão lotado, o duelo desta noite é considerado um grande clássico do futebol brasileiro porque Atlético e Corinthians nunca é um jogo normal. A partida contará com vários jogadores qualificados e pode ser decisivo para o Galo seguir firme na liderança, enquanto o Timão deseja se aproximar do G-4 do Brasileirão. Uma batalha que incendiará o Mineirão!

Nesta quarta-feira, 10 de novembro, às 19 horas, o Atlético enfrenta o Corinthians no Mineirão. O jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2021 terá transmissão do SporTV (menos MG) e do Premiere para todo o Brasil. No primeiro turno, o Timão saiu na frente, mas, com dois gols de Hulk na etapa final, o Atlético virou o jogo e venceu o rival paulista.

O recorde incrível

Qualquer feito que entrará para história é, obviamente, complicado de ser alcançado. No entanto, é incrível imaginar que uma equipe venceu todas as últimas 12 partidas em casa, sem nenhum tropeço, e está buscando o 13º triunfo. E como foi dito anteriormente, 13 é Galo e a torcida está confiante em mais um triunfo em casa.

Com a presença de mais de 50 mil pessoas, mais uma vez, o Atlético será empurrado pela massa em busca de colocar este atual elenco como os responsáveis pela maior sequência de vitórias como mandante. Após empatar com a Chapecoense na 5ª rodada, o Galo enfrentou Atlético-GO, Flamengo, Bahia, Athletico-PR, Palmeiras, Sport, Internacional, Ceará, Santos, Cuiabá, Grêmio e América e venceu todos estes adversários, alcançando assim 12 vitórias seguidas como mandante – todos os jogos foram no Mineirão.

Com o triunfo sobre o América, o Galo de 2021 já igualou o próprio recorde. Em 2016, o Atlético chegou à 12ª vitória e alcançou o feito do Santos de 2015, como os únicos times que venceram 12 jogos consecutivos como mandante no Brasileirão de pontos corridos. Caso vença, o atual elenco entra, de vez, na história do Campeonato Brasileiro e, certamente, eles desejam a taça para coroar estes feitos.

Claramente, estas 12 vitórias alavancam os números do Galo, o melhor mandante do Brasileirão. O time mineiro conquistou 40 dos 45 pontos disputados no Mineirão, ou seja, perdeu pontos apenas para o Fortaleza na 1ª rodada e frente à Chapecoense na 5ª rodada. São 13 vitórias, um empate, uma derrota, 31 gols feitos e apenas nove sofridos. O Atlético fez nove pontos a mais que o segundo melhor mandante, ou seja, vencer em casa é a receita atleticana.

Os números e o momento

Além de se tratar de um jogo importante para o Atlético no Mineirão, a partida ainda é um confronto da parte mais nobre da tabela. O Galo é líder, tem 65 pontos e tem uma vantagem de 10 e 11 tentos para Palmeiras e Flamengo, respectivamente. Já o Corinthians está na 6ª colocação e pode cair apenas para sétimo, caso perca para o time mineiro – e o Internacional vença, obviamente. No entanto, o grande objetivo é vencer para ganhar duas posições e chegar ao G-4 do Brasileirão, deixando Fortaleza e Red Bull Bragantino para trás.

Além dos números como mandante, o Atlético se apega ao seu ótimo desempenho no segundo turno. Depois de ser o “campeão” da primeira metade do Campeonato Brasileiro, o time mineiro segue embalado e conseguiu 23 dos 33 pontos disputados no returno, tendo assim o melhor desempenho da parte final do torneio. Na última rodada, o Galo venceu o América por 1 a 0, no próprio Mineirão, e quer seguir liderando todas as estatísticas – o time também possui a melhor defesa do Brasileirão, com apenas 22 gols sofridos em 30 jogos.

Já o Corinthians deseja recuperar o bom desempenho como visitante no Campeonato Brasileiro. Depois de perder apenas uma partida fora de casa no primeiro turno da competição, o Timão fez cinco partidas longe da Neo Química Arena no returno e ainda não conseguiu vencer: são três empates e duas derrotas fora de casa no segundo turno. Mesmo assim, a equipe paulista é o time que menos perdeu como visitante – ao lado de Red Bull Bragantino, Flamengo e Cuiabá, todos com apenas três derrotas. A grande questão que mantém o clube nas primeiras posições é o bom desempenho em casa, com a torcida: a equipe de Sylvinho venceu as últimas duas partidas por 1 a 0 na Neo Química Arena – contra Chapecoense e Fortaleza.

Retrospecto e lei do ex

Atlético e Corinthians protagonizam um clássico com duas das torcidas mais apaixonadas do Brasil. Desta vez, apenas os atleticanos estarão no estádio e irão empurrar o seu time, mas atrás dos 104 duelos entre os clubes, várias vezes os torcedores foram os personagens principais.

No histórico destes 104 jogos, o Galo venceu 36 vezes, houve 28 empates e o Corinthians saiu de campo com a vitória em 40 oportunidades, tendo assim uma ligeira vantagem.

No entanto, o momento é completamente atleticano. Nas últimas quatro partidas, desde o final de 2019, o Atlético venceu todos os quatro jogos e as partidas foram recheadas de gols. Em casa, o time mineiro venceu o Timão por 2 a 1 em 2019 e 3 a 2 em 2020, enquanto na Neo Química Arena, o Galo bateu o rival por 2 a 1 no fim do ano passado e neste ano, repetindo o placar.

Além de um retrospecto equilibrado, com leve favoritismo histórico para o Corinthians e uma vantagem recente para o Atlético, é necessário destacar a possibilidade de lei do ex no confronto. Dentre as prováveis escalações, Guilherme Arana, autor do gol atleticano na última partida, Roger Guedes e Fábio Santos são os jogadores que podem fazer com que a lei do ex vigore no Mineirão. O artilheiro da Libertadores de 2013, Jô, deve iniciar o jogo no banco do Corinthians.

As escalações

Mesmo na reta final de uma possível conquista importantíssima, o Atlético sofre com desfalques por causa da data FIFA. Alan Franco e os titulares do último jogo, Eduardo Vargas, Junior Alonso e Savarino, estão representando as suas seleções e estão fora desta partida. Além deles, Keno e Jair, com dores, são dúvidas para a partida desta noite. Felizmente para os atleticanos, o técnico Cuca poderá contar com Nacho Fernández, meia que cumpriu suspensão na última partida.

Provável escalação: Everson; Mariano, Nathan Silva, Réver e Guilherme Arana; Allan, Tchê Tchê (Jair), Zaracho e Nacho Fernández; Diego Costa e Hulk.

Já o Corinthians possui menos desfalques que o Atlético, mas perdeu o “artilheiro” do último jogo. Cantillo está representando a Colômbia e não jogará, assim como Willian, ex-jogador da Seleção Brasileira que ainda se recupera de lesão. O restante do time está completo e Sylvinho poderá escalar força máxima para encarar o líder, em um grande teste para este reformulado elenco corinthiano.

Provável escalação: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Du Queiroz e Giuliano; Gabriel Pereira (Gustavo Mosquito), Renato Augusto e Roger Guedes. Técnico: Sylvinho.

Atlético x Corinthians

31ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
10/11/2021, 19:00 horas, Mineirão
Transmissão: SporTV (menos MG) e Premiere
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Éder Alexandre (SC) e Helton Nunes (SC).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments