O jogo do ano! Com rivalidade dentro e fora de campo, Atlético e Flamengo protagonizam um grande clássico no Maracanã

Os clubes se enfrentaram em julho e o Galo ganhou! Foto: Pedro Souza / Atlético

É a partida do ano para o Atlético, já que uma vitória deixa o time muito confiante e próximo da taça do Brasileirão, o grande objetivo do Galo na temporada. É o jogo do ano para o Flamengo, visto que uma derrota frente ao rival mineiro, logo após ser eliminado da Copa do Brasil, pode desencadear uma crise ainda maior na Gávea, além de se distanciar da ponta do Campeonato Brasileiro.

Logo, trata-se de um grande duelo por questões competitivas e que podem definir a temporada de ambos os clubes. No entanto, existe uma outra razão que aumenta a tensão em volta das quatro linhas: a rivalidade. Atlético e Flamengo protagonizam o maior clássico interestadual do Brasil desde a década de 80. Até por isso, o clássico foi quente durante a semana fora e, certamente, “pegará fogo” dentro de campo.

Neste sábado, 30 de outubro de 2021, o Brasil irá parar para acompanhar um jogo às 19 horas. Atlético e Flamengo se enfrentam no Maracanã, em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2021. No primeiro turno, as equipes duelaram no Mineirão e o Galo venceu o rival rubro-negro por 2 a 1, com direito a dois gols de Jefferson Savarino, novidade para o jogo desta noite, o qual terá transmissão exclusiva do Premiere.

A rivalidade

Podem tentar discordar de qualquer forma, mas é evidente que Atlético e Flamengo fazem um dos grandes clássicos do futebol brasileiro, sendo um dos que possuem mais rivalidade mesmo estando em estados diferentes. E os confrontos entre o clube de Minas Gerais e o time do Rio de Janeiro podem estar retornando ao seu mais alto nível, assim como no início da década de 1980.

Precisamente na final do Brasileirão de 1980 e na fase final da Libertadores de 1981, Atlético e Flamengo protagonizaram duelos que ficaram para a eternidade por inúmeros motivos. Esportivamente falando, Zico estava de um lado e Reinaldo de outro, ou seja, o grande ídolo da história de cada um destes clubes estava no auge. No entanto, a rivalidade ficou ainda mais apimentada por causa das polêmicas de arbitragem da época, principalmente envolvendo o juiz José Roberto Wright, árbitro que expulsou diversos atleticanos no confronto dos times na Libertadores de 81 sem nenhuma explicação.

Depois destes grandes embates na década de 80, os duelos entre os clubes seguiram sendo bem equilibrados, tensos e com muito valor para os dois clubes, visto que vencer um rival é sempre importante. Por exemplo, a eliminação na Copa do Brasil de 2014, quando o Flamengo abriu 3 a 0 no agregado e o Atlético virou de forma incrível, ficou marcada na história, pois machucou os flamenguistas e deixou os atleticanos em êxtase.

A história é longa e, aparentemente, ganhará mais capítulos históricos neste sábado. Assim como em 80 e 81, Atlético e Flamengo são os clubes mais fortes do Brasil. A rivalidade está pegando fogo!

O histórico do confronto

O clima tenso é evidente e a rivalidade estará presente em campo. Mas um fato chama bastante a atenção: o equilibradíssimo retrospecto entre Atlético e Flamengo.

Em 79 jogos oficiais (Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores, Primeira Liga e Robertão), cada clube venceu 30 vezes e houve 19 empates, ou seja, o 80º confronto oficial pode determinar quem ficará à frente no retrospecto.

Exclusivamente no Brasileirão, o Galo tem uma vantagem de duas vitórias a mais: são 27 triunfos atleticanos contra 25 vitórias flamenguistas, além dos 15 empates. E esta vantagem alvinegra foi aberta nas últimas partidas, pois o time mineiro venceu quatro das últimas cinco partidas – veja a análise aqui destes duelos. A última vitória do Flamengo no clássico aconteceu há mais de dois anos, em outubro de 2019.

Para deixar claro quão equilibrado é o duelo entre o time alvinegro e o rubro-negro, é possível destacar os confrontos dos últimos dez anos. Em um recorte de jogos, entre 2011 e 2021, cada equipe venceu dez vezes e houve quatro empates.

A polêmica extracampo

Durante a semana, o Atlético venceu o Fortaleza por 2 a 1, fora de casa, e confirmou a vaga para a final da Copa do Brasil. Em contrapartida à merecida classificação atleticana, o Flamengo recebeu o Athletico-PR no Maracanã e perdeu por 3 a 0, sendo eliminado da competição de mata-mata.

Obviamente, a eliminação flamenguista foi o grande tema da semana, visto que a final entre Atlético e Flamengo era esperada por causa da superioridade dos elencos. No entanto, os dias que antecederam o jogo deste sábado ficaram marcados por outra discussão e esta acarretará questões importantes no clássico.

Com a liberação de 100% da lotação do Maracanã, o Flamengo disponibilizou mais de 60 mil ingressos para os seus torcedores pela primeira vez desde o início de 2020. Claramente, o time terá vantagens ao possibilitar a presença de seus torcedores por todo o estádio e o mínimo seria liberar ingressos para os visitantes. No entanto, o clube carioca não cedeu esta parcela de ingressos.

Mesmo com a liberação da prefeitura para a sua torcida, o Fla optou por não ceder um local para os atleticanos irem ao Maracanã, indo contra o estatuto do torcedor. Por isso, o Atlético entrou com um processo no STJD e o tribunal até obrigou o Flamengo a conceder os ingressos, mas a equipe carioca não disponibilizou. Por isso, os atleticanos não estarão nas arquibancadas. A tensão já teve início antes mesmo da bola rolar.

O jogo do ano

É notório que o duelo marca o encontro entre o líder e o quinto colocado, mas o Flamengo está nesta posição por causa do número de jogos a menos. O time carioca tem o segundo melhor aproveitamento – 61,2% -, atrás apenas do Atlético, líder isolado e melhor time do campeonato – 72,8% de aproveitamento. Por causa disso, trata-se de um confronto entre os grandes candidatos à taça do Brasileirão.

Com 59 pontos em 27 jogos, o Atlético está encaminhando o título, mas deve seguir vencendo. Caso bata o rival carioca, o clube mineiro abre 13 pontos para o Palmeiras, vice-líder, e 16 tentos para o Flamengo, time que possui dois jogos a menos. Logo, a vantagem da equipe de Cuca ficaria ainda maior. Porém, uma derrota para o Flamengo deixa o rival dez pontos atrás do Galo e com a possibilidade de diminuir a vantagem para quatro tentos.

Por isso, vencer é um passo importante para o Galo em busca do título e a torcida confia no seu momento. A equipe venceu as últimas três partidas e cinco dos últimos seis jogos, ou seja, está muito bem e se mostra concentrado em busca da taça do Brasileirão. Por outro lado, o Flamengo está extremamente pressionado. São duas derrotas seguidas, sofrendo três gols em cada partida, e não vence há cinco jogos, ou seja, Renato Gaúcho e seus comandados sabem que necessitam da vitória.

As escalações

Para a importante partida deste sábado, o Atlético terá força máxima e nenhum desfalque. Recentemente, Mariano e Savarino estavam ficando fora porque estavam lesionados, mas o lateral e o ponta se recuperaram e estão no RJ. Além deles, Allan e Nathan Silva, atletas que não foram para Fortaleza, se juntaram ao elenco e Cuca colocará o time ideal do Galo.

As dúvidas passam pelo retorno de Mariano à lateral-direita ou a permanência de Guga; a utilização de três zagueiros ou a linha de quatro defensores; a manutenção do esquema com dois atacantes e quatro meio-campistas ou a volta do 4-3-3. Certamente, Cuca decidirá isso e quem será o companheiro de Hulk no ataque apenas uma hora antes da partida.

Provável escalação: Everson; Mariano, Nathan Silva, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair, Nacho Fernández e Zaracho; Keno (Diego Costa) e Hulk. Técnico: Cuca.

Já o Flamengo entra em campo pressionado e com vários desfalques importantes. O técnico Renato Gaúcho está sendo criticado constantemente e terá algumas baixas consideráveis. O meia Arrascaeta e o atacante Pedro estão fora por lesão, assim como Filipe Luís, lateral que sentiu um problema na panturrilha nos últimos dias, e David Luiz, experiente zagueiro que não conseguiu se recuperar a tempo. Ainda em meio aos desfalques, Diego Ribas está suspenso e também se lesionou. A grande questão é como Renato Portaluppi irá montar o seu time e escalar Andreas Pereira, destaque do time como segundo volante, mas que não repete as suas boas atuações como meia ofensivo.

Provável escalação: Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira (Gustavo Henrique) e Renê (Ramon); Willian Arão e Thiago Maia; Everton Ribeiro e Andreas Pereira; Gabriel Barbosa e Bruno Henrique. Técnico: Renato Gaúcho.

Flamengo x Atlético

29ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
30/10/2021, 19:00 horas, Maracanã
Transmissão: Premiere
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments