A maturidade e a regularidade encaminham o título do Brasileirão, mas o futebol faz com que a torcida do Atlético tenha pés no chão

Foto: Pedro Souza / Atlético

Por Pedro Bueno

O Atlético está próximo do seu maior objetivo. São 18 vitórias em 27 partidas, ou seja, o Galo consegue duas vitórias a cada três partidas no Brasileirão. A vantagem de 11 pontos para o Fortaleza, vice-líder que tem um jogo a mais que o time mineiro, e de 13 pontos para o Flamengo, terceiro colocado que tem duas partidas a menos, é muito considerável. Segundo cálculos da UFMG, a probabilidade, neste momento, do Atlético ser campeão do Brasileirão é de 95,2%.

Além de todos estes números, a maturidade e a regularidade do time alvinegro chamam a atenção. A equipe mostrou novamente toda a sua experiência e concentração, visto que não se abalou com um gol contra aos 2 do primeiro tempo e conseguiu a virada sem se desesperar. Além disso, a regularidade é destacável porque o time ficou 18 partidas sem perder no Brasileirão entre julho e outubro e venceu os últimos 10 jogos em casa, sem nenhum tropeço.

A equipe é regular. O time é maduro e muito qualificado. Quando algum jogador está abaixo, outros atletas se sobressaem e o elenco mostra o seu valor. O título do Brasileirão se aproxima de Minas Gerais por um motivo claro: o futebol praticado. Porém, este mesmo futebol obriga que a ansiedade dos torcedores seja controlada.

As surpresas e as imprevisibilidades do esporte fazem com que a torcida atleticana tenha os pés no chão. Os gritos no estádio na tarde de domingo, 24 de outubro, contra o Cuiabá foram apenas de apoio ao time em busca do título e os atleticanos passaram longe de qualquer sensação de “já ganhou” o Brasileirão. Conhecendo os traiçoeiros episódios que já aconteceram no futebol, a torcida atleticana está certa em controlar a ansiedade e manter o pé no chão.

O título está próximo

Não é possível analisar a tabela do Brasileirão e falar que o título não está se aproximando do Atlético. O clube é líder desde a 15ª rodada e está com uma enorme vantagem. O Galo venceu 18 partidas na competição, enquanto Fortaleza, Flamengo e Palmeiras possuem 14 triunfos, ou seja, a superioridade atleticana até o momento é incrível.

Com a probabilidade de apenas 3,5%, o Flamengo é o grande concorrente ao título e pode aumentar as suas chances no fim de semana, caso vença o Atlético. Porém, bater o Galo não é uma tarefa simples. São 61 jogos na temporada de 2021 e o time mineiro perdeu apenas sete vezes, além de ter um aproveitamento de 74,3%, ou seja, é uma equipe que está bem desde o início do ano.

E todos estes números e a proximidade ao título não são frutos do acaso. O time foi muito bem construído, organizado e todos estão fazendo um grande trabalho, desde os jogadores – titulares e reservas -, comissão técnica, demais funcionários e até os investidores, obviamente. O Atlético investiu para brigar e está realmente mais forte do que os adversários. No atual momento, a equipe só precisa manter o nível atual

A maturidade e a regularidade

E se manter é algo que o Atlético está fazendo há bastante tempo. Como todos os clubes que disputam campeonatos de pontos corridos, o Atlético não jogou bem em algumas partidas e até tropeçou. Porém, a maioria das atuações que foram abaixo do esperado terminaram com uma vitória simples para o lado alvinegro, ou seja, o time conseguiu apresentar, até o momento, a regularidade necessária para ser campeão do Brasileirão.

O time não demonstrou a mesma qualidade durante todas as 27 rodadas disputadas, mas é quase impossível ser um time perfeito desde o início em meio ao calendário maluco do futebol brasileiro. E o trunfo atleticano é enfrentar tudo isso e seguir pontuando, visto que o time não é líder isolado por acaso. O Galo fez por merecer e a regularidade é a chave do ótimo momento.

Ser regular garantiu algumas vitórias que o Atlético deixou escapar em outras campanhas, mas a maturidade fez com que esta regularidade se tornasse uma característica atleticana. O elenco se entrosou em 2020, recebeu peças cruciais em 2021, como Hulk, Nacho Fernández e Nathan Silva, e aconteceu um encaixe perfeito. A maturidade destes jogadores, um ao lado do outro, é perceptível em partidas como a do último domingo, onde o Galo poderia ter se abalado, mas buscou a vitória e conseguiu.

O time está próximo do título do Brasileirão por causa dos números e, principalmente, devido à forma de jogo. Em 27 partidas, o Atlético mostrou poucas falhas que os rivais podem explorar e, por causa disso, o clube alvinegro é o favorito à conquista.

O futebol…

O título está próximo da Cidade do Galo? Sim. O Atlético, pelo que fez até o momento, merece a taça? Com certeza. A torcida já está comemorando a conquista? Não, de forma nenhuma. Os atleticanos se encontram controlando a ansiedade e com os pés no chão.

O futebol é completamente imprevisível e fatos históricos deixam claro que qualquer torneio “só acaba quando termina”. Algo é certo: comemorações antecipadas não fazem sentido e um campeonato de pontos corridos é conquistado rodada a rodada, mas o grito de “é campeão” deve acontecer somente após a certeza que nenhum clube irá alcançar o líder. Até lá, o atleticano irá comemorar bastante – como já está comemorando – cada vitória e cada grande jogo, mas sempre com receio.

Nas últimas partidas, com a presença da torcida no Mineirão, os jogadores do Atlético escutaram diversas vezes que os apoiadores desejam o título do Brasileirão, mas nunca que o time já havia vencido. Afirmar que será campeão antes da definição, aparentemente, não faz parte da torcida alvinegra e não deveria ser a realidade de nenhum clube de futebol. Nem os times mais poderosos da Europa possuem a certeza que irão vencer os títulos. Tropeços podem acontecer e faz parte do esporte. Obviamente a torcida do Atlético não quer que isso aconteça, mas a possibilidade existe.

Ninguém é campeão na véspera. Nenhum time é campeão com 11 pontos de vantagem faltando mais de 10 rodadas. A partir do momento que o Atlético não for alcançado por nenhum adversário no Brasileirão, a torcida deve e irá comemorar bastante. Por enquanto, os atleticanos devem apoiar para o clube seguir nesta regularidade impressionante. O título se aproxima, mas o futebol faz com que os torcedores se mostrem racionais e tenham pés no chão até a rodada final.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments