Em busca de um milagre, mas ainda sem resolver as questões salariais, Cruzeiro enfrenta o Avaí nesta sexta em SC

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

É até complicado falar apenas da parte de campo do Cruzeiro. Os últimos dias contaram com inúmeras polêmicas e uma justa reivindicação dos jogadores, já que todos os funcionários da equipe, desde os servidores que ganham pouco, até os atletas que recebem altos valores, estão sem embolsar o pagamento dos seus últimos meses de salários. É inevitável não lembrar disso quando os jogadores entrarem em campo nesta noite, mas a equipe disputará uma dura partida em Santa Catarina e entrará em campo em busca de um milagre: vencer todas as oito partidas restantes para buscar o acesso.


Nesta noite de sexta-feira, 22 de outubro, às 21:30, o Cruzeiro enfrenta o Avaí na Ressacada, casa do time catarinense. A partida é válida pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021 e terá transmissão do SporTV e do Premiere. No primeiro turno, os times se enfrentaram no Mineirão e o Leão da Ilha venceu por 3 a 0, mesmo longe de Florianópolis.

Ainda sem resolver as questões salariais

As discussões da semana giraram em torno dos necessários protestos dos jogadores cruzeirenses. Protestar contra o empregador que prometeu pagar os salários e não conseguiu é uma movimentação muito justa e os atletas mostraram toda a sua insatisfação a partir do dia seguinte ao último jogo.

Depois de empatar com o Botafogo em casa, o Cruzeiro ganhou 10 dias para apenas treinar, mas já na quarta-feira, 13 de outubro, o elenco da Raposa emitiu uma nota nas suas redes sociais indicando que não iriam retornar aos treinamentos, visto que iriam aderir uma greve por falta de pagamento de todos os servidores, incluindo os outros funcionários da Toca.

Com o retorno de Sérgio Santos Rodrigues ao Brasil, visto que, mesmo em um momento ruim do seu clube, o presidente estava viajando pela Europa, os jogadores se reuniram com a diretoria e decidiram que iriam voltar a treinar no domingo, 17 de outubro. Os quatro dias de greve foram significativos para dar evidência ao assunto e o GE até apurou que o Cruzeiro deve cerca de 9 milhões de reais aos seus funcionários.

No entanto, mesmo com o elenco indo a campo nesta noite, a situação ainda não foi resolvida. O presidente cruzeirense fez algumas reuniões, conversou com os atletas e era esperado que os pagamentos fossem iniciados nesta semana, mas a falta de apoio está postergando o início dos necessários acertos. É esperado que os próximos dias apresentem novidades nesta dura situação da Raposa.

Os números e o momento

O Cruzeiro entra nesta partida sonhando com um milagre e não é exagero. A equipe que venceu apenas oito jogos em 30 partidas da Série B necessita de outros oito triunfos nas oito rodadas restantes,ou seja, após chegar na 30ª rodada com 43,3% de aproveitamento, a Raposa sonha com 100% de rendimento nas rodadas finais. É quase impossível, mas os jogadores e uma parte da torcida desejam sonhar.

Já na tabela, a posição cruzeirense indica a realidade do clube: dono da 12ª posição, o Cruzeiro ainda pode acabar a rodada em 13º, caso tropece e o Remo vença a Ponte Preta. No entanto, se vencer, a equipe mineira pode ocupar a sua melhor posição na atual edição da Série B. Com três pontos, a Raposa ultrapassa o Vila Nova e o Sampaio Corrêa, equipes que já jogaram na rodada, e alcança o décimo lugar.

Por outro lado, o Avaí tem este jogo como uma decisão, já que o time catarinense quer se aproximar dos líderes Coritiba e Botafogo, equipes que já venceram na rodada, além de ultrapassar o Goiás. Com 50 pontos e na quarta colocação, o Avaí quer se consolidar no G-4 e, por isso, precisa vencer. O grande trunfo da equipe de Claudinei Oliveira é a defesa: trata-se do terceiro time que menos sofreu gols na Série B, enquanto o Cruzeiro é o quinto clube que mais foi vazado.

Além de estar melhor na tabela, o Avaí ostenta um belo retrospecto recente frente ao tradicional time mineiro. Nas últimas dez partidas entre os clubes, o Avaí venceu três vezes e houve sete empates, ou seja, a equipe catarinense não perde para o Cruzeiro desde 2011. Porém, a vantagem fica apenas nos jogos recentes, visto que o histórico é bem equilibrado: foram 15 jogos, sendo três vitórias para cada clube e nove empates.

As escalações

Depois de longos dez dias de pausa, os quais contaram com todas polêmicas citadas acima, o Cruzeiro voltará a campo com novidades: Bruno José, Flávio, Marcinho, Norberto e Wellington Nem estavam no departamento médico e foram relacionados. A tendência é que Bruno e Nem voltem como titulares, visto que eram os escolhidos por Luxa anteriormente, mas terão concorrências de Thiago e Vitor Leque, atletas que estiveram bem nas últimas partidas, e de Marcelo Moreno, jogador que retornou da Seleção Boliviana.

No entanto, os grandes problemas cruzeirenses para esta partida estão no meio-campo: Adriano e Giovanni Piccolomo, atletas que foram titulares e jogaram bem nas últimas partidas, estão suspensos. Além deles, Claudinho, com COVID-19, e Vanderlei Luxemburgo, também suspenso, estão fora, mas Luxa viajou com o clube e irá “comandar” diretamente das tribunas da Ressacada, enquanto Maurício Copertino dirige o time na área técnica.

Provável escalação: Fábio; Rômulo, Eduardo Brock, Ramon e Matheus Pereira; Lucas Ventura, Flávio (Ariel Cabral) e Marcinho; Vitor Leque (Wellington Nem), Thiago (Marcelo Moreno) e Bruno José. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Já o técnico Claudinei Oliveira, comandante do Avaí, praticamente não possui desfalques. Com as importantes voltas de Bruno Silva e Wesley depois de cumprirem suspensão, o time catarinense terá força máxima na partida. Curiosamente, a última vitória do Avaí saiu dos pés de Bruno Silva, meio-campista que buscará a lei do ex frente ao Cruzeiro. Além de Bruno, os laterais Edilson e Diego Renan também são ex-atletas da Raposa e devem começar jogando. Outros nomes conhecidos do Leão da Ilha são o zagueiro Betão, ex-Corinthians, e o atacante Copete, ex-Santos.

Provável escalação: Glédson; Edilson, Fagner Alemão, Betão e Diego Renan; Bruno Silva, Jean Cléber e Lourenço; Copete, Rômulo (Getúlio) e Vinícius Leite. Técnico: Claudinei Oliveira.

Avaí x Cruzeiro

31ª rodada do Brasileirão Série B de 2021
22/10/2021, 21:30 horas, Estádio da Ressacada
Transmissão: SporTV e Premiere
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments