Um clássico brasileiro no “horário nobre”: em situações diferentes na tabela, Cruzeiro e Botafogo duelam nesta noite

Luxemburgo, o técnico do Cruzeiro, de olho nos treinamentos pré-clássico do futebol brasileiro. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro de Tostão. O Botafogo de Garrincha. Times históricos. Gigantes do futebol brasileiro que vivem uma fase conturbada na Série B do Campeonato Brasileiro. Mesmo em um momento ruim, bem distante das histórias construídas por Garrincha e Tostão, as camisas são pesadas e o futebol brasileiro dará uma atenção a mais para a segunda divisão nesta noite, visto que é um duelo importantíssimo não só pelo tamanho das instituições, mas também para a tabela da divisão de acesso. Enquanto o Botafogo quer se consolidar no G-4, o Cruzeiro ainda sonha com uma improvável quarta colocação. Por isso, ganhar é a “única” opção para ambos os clubes, mesmo eles estando em situações diferentes na tabela.

Nesta terça-feira, 12 de outubro, ou seja, durante o feriado nacional, o Cruzeiro recebe o Botafogo no Independência, com presença da torcida azul. O clube mineiro está mandando as suas partidas no Horto e, pela primeira vez após o retorno, a torcida esgotou os ingressos, segundo o próprio time, ou seja, os cruzeirenses lotarão todos os lugares permitidos pelos protocolos.

Este jogo que terá casa “cheia” é válido pela 30ª rodada da Série B, acontecerá às 21:30 e, mesmo sendo na terça-feira, terá transmissão da tv aberta, visto que o horário nobre foi excepcionalmente alterado para a terça-feira nesta semana. Logo, o clássico brasileiro terá transmissão em boa parte do país, incluindo MG e RJ, por meio da TV Globo – o Premiere também transmitirá.

Situações diferentes na tabela

A história de ambos é muito bonita, visto que trata-se de grandes clubes do futebol brasileiro. No entanto, Cruzeiro e Botafogo se encontram em uma tremenda crise e, por isso, estão na segunda divisão. A grande questão é que o clube carioca está próximo do acesso, enquanto o time mineiro precisa de um milagre para voltar à elite. O jogo de hoje pode encerrar com qualquer chance cruzeirense ou depositar uma pressão na situação botafoguense.

Com 38 pontos conquistados em 29 jogos, o Cruzeiro ainda não conseguiu deixar a parte de baixo da tabela. A equipe mineira está próxima da zona do rebaixamento desde o início da Série B de 2020, ou seja, são duas temporadas seguidas somando pontos para se distanciar do Z-4. Entretanto, a atual situação é animadora pela primeira vez no ano.

Após duas vitórias consecutivas, a Raposa começa a rodada na 12ª posição e pode chegar até ao 10º lugar, mas depende de outros resultados. Para ganhar duas colocações na tabela, o Cruzeiro tem que vencer e torcer para o Sampaio Corrêa não pontuar – o time maranhense joga mais cedo nesta terça-feira – e para o Remo não vencer o Brusque na sexta-feira. Se apenas empatar, a equipe mineira pode ocupar a vaga do Remo, todavia, com empate ou derrota, o Vila Nova pode ultrapassar o clube azul celeste.

Já o Botafogo quer colar, de vez, no líder da Série B. Com 51 pontos em 29 jogos, o Fogão vê o Coritiba três pontos à frente e quer se aproximar com uma vitória, para também se consolidar no G-4, visto que a vantagem para o quinto colocado é pequena. A distância do time carioca para o CRB é de apenas três pontos e é necessário se afirmar no grupo de acesso à elite do futebol brasileiro.

Os números e momento

Mesmo estando em situações diferentes na tabela, Botafogo e Cruzeiro chegam nesta partida com moral e querem dar sequência ao bom momento, visto que ambos venceram na última sexta-feira, 08.

O Cruzeiro protagonizou a sua melhor atuação nos últimos anos na rodada passada frente ao Coritiba. O time mineiro atropelou, fora de casa, o líder da Série B e está motivado para bater o vice-líder, visto que mais uma vitória seria o terceiro triunfo consecutivo cruzeirense. Esta sequência vitoriosa de nove pontos em três jogos seguidos na divisão de acesso aconteceu apenas no início da temporada passada, quando a Raposa era, curiosamente, comandada por Enderson Moreira, atual técnico do Botafogo.

Enderson está muito bem no Fogão desde a sua chegada: os seus 12 primeiros jogos pelo time carioca resultaram em dez vitórias, um empate e apenas uma derrota. Esta arrancada colocou o Botafogo como um dos favoritos ao acesso e o time venceu o CRB na última rodada, encerrando com uma sequência de dois tropeços. A questão positiva para os cariocas é que a característica botafoguense é ligada diretamente com o grande defeito cruzeirense: o Fogão tem o melhor ataque da Série B com 42 marcados, enquanto a Raposa é o quarto time que mais sofreu gols na competição – 35 tentos sofridos.

Além de todos estes quesitos envolvendo o ótimo momento cruzeirense e o excelente ataque botafoguense contra a preocupante defesa da Raposa, o retrospecto também traz curiosidades e elas são positivas ao Cruzeiro. Em 93 duelos entre os clubes, o time mineiro venceu 40 vezes, houve 30 empates e o Botafogo venceu em 23 oportunidades. Ademais, o retrospecto recente também indica favoritismo cruzeirense: o empate por 3 a 3 no primeiro turno deu prosseguimento à série de oito jogos sem perder para o Fogão e o clube carioca conseguiu apenas uma vitória nas últimas 14 partidas frente ao Cruzeiro.

As escalações

O Cruzeiro tem várias motivações para esta partida: sequência de duas vitórias, possibilidade de bater mais um “grande” e o ótimo retrospecto contra o rival. No entanto, os desfalques, certamente, preocupam Vanderlei Luxemburgo. O time segue sem contar com o selecionável Marcelo Moreno e com Flávio, Marcinho e Wellington Nem, jogadores que estão lesionados e entregues ao departamento médico. Além deles, Ariel Cabral e o titular Ramon estão suspensos e não estarão à disposição – a brecha na zaga deve ser preenchida por Léo Santos. Já no ataque, Bruno José sentiu na última partida e é dúvida, mesmo sendo relacionado. Se o camisa 16 começar no banco, a tendência é que Felipe Augusto seja titular.

Provável escalação: Fábio; Rômulo, Léo Santos, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Lucas Ventura, Adriano e Giovanni Piccolomo; Vitor Leque, Thiago e Felipe Augusto (Bruno José). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Sabendo das dificuldades da Série B, Enderson Moreira segue rodando o seu elenco e três titulares descansaram na vitória frente ao CRB, mas voltam nesta partida: o goleiro Diego Loureiro e os laterais Daniel Borges e Carlinhos. Logo, o Botafogo não possui novos desfalques e não conta apenas com os renomados Gatito e Rafael, atletas que estão aprimorando a forma física. O cruzeirense deve ficar de olho em Chay, autor de três gols na partida do primeiro turno e organizador do Botafogo, e Rafael Navarro, visto que o centroavante é o artilheiro e garçom do time na Série B.

Provável escalação: Diego Loureiro; Daniel Borges, Carli, Kanu e Carlinhos; Barreto, Oyama e Chay; Marco Antônio, Rafael Navarro e Warley. Técnico: Enderson Moreira.

Cruzeiro x Botafogo

30ª rodada do Brasileirão Série B de 2021
12/10/2021, 21:30 horas, Independência
Transmissão: Globo (MG, RJ e outros estados) e Premiere
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brígida Cirilo Ferreira (AL).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments