Três finalizações certas, três gols: o início de Diego Costa no Atlético é especial, porém ele tem potencial para brilhar ainda mais

Se ele acertar, ele marca. Foto: Pedro Souza / Atlético

Por Pedro Bueno

O torcedor do Atlético já estava satisfeito com a sua parte ofensiva em 2021. Hulk lidera as estatísticas desde o início da temporada e ainda conta com as participações de Nacho, Savarino, Zaracho e outros ótimos jogadores ofensivos do time mineiro. No entanto, o Galo fechou com um centroavante de outro nível.

Em 14 de agosto de 2021, a equipe mineira anunciou a chegada de um atacante hispano-brasileiro que conquistou muitos títulos no futebol europeu. Pela primeira vez na carreira, Diego Costa assinou com um time brasileiro e a felicidade é toda dos torcedores do Clube Atlético Mineiro.

O atacante chegou, pediu alguns dias para recuperar a forma física, marcou na estreia, se machucou em jogo importante e já até voltou. Em menos de dois meses, Diego Costa foi protagonista algumas vezes, marcou três gols em três finalizações certas e está chamando a atenção, mesmo sem as condições físicas ideais.

O início de Diego Costa no Galo já é especial, porém é necessário ressaltar que o camisa 19 tem ainda mais potencial para brilhar com as cores alvinegras. O atacante é muito diferente e deve dar mais alegrias à massa em breve.

Se ele acertar, ele marca

Já pensou ter um atacante que coloca a bola onde ele quiser? Obviamente, Diego Costa não é tão genial assim – nem Cristiano Ronaldo e Messi conseguem fazer isso -, mas o início do jogador pelo Atlético evidencia todo o seu talento e o momento de colocar a bola onde ele quiser.

Segundo o SofaScore, são cinco finalizações com a camisa do Galo em seis jogos – apenas dois como titular – e mais da metade dos chutes foram na direção correta, ou seja, Diego Costa acertou o alvo em três oportunidades. Três chutes certos do camisa 19 são iguais a três gols.

Frente ao Red Bull Bragantino, Sasha fez o cruzamento, Diego Costa acertou o alvo e colocou a bola no ângulo de Cleiton. Um belo chute para empatar e dar um ponto importante ao Galo. Já diante do Sport, na única oportunidade que DC foi titular no Brasileirão, Arana cruzou com perfeição e o centroavante cabeceou sem chances para o goleiro. Por fim, neste último sábado, Nacho Fernández fez uma bela jogada e cruzou para o camisa 19 completar para o gol.

Foram três finalizações corretas do centroavante. Foram três belos gols do atacante. Ele não deu chances para os goleiros. Se ele acertar a meta do adversário, ele marca. Mesmo com um início especial, o futuro reserva comemorações ainda maiores para os atleticanos, aparentemente.

Ainda tem potencial para melhorar

Todos os atleticanos estão animados com a possibilidade de contar com Diego Costa e Hulk no ataque. Porém, enquanto o artilheiro do time e dono da camisa 7 atua em quase todas as partidas, Diego ainda teve poucos minutos por causa da sua falta de ritmo somada a uma infeliz lesão na partida frente ao Palmeiras.

O 19 do Galo esteve em campo em apenas 248 minutos em meio a estas seis partidas que usou a camisa alvinegra, onde ele entrou no segundo tempo quatro vezes. E é esta falta de ritmo e os problemas físicos que devem sumir até o fim da temporada para que o atacante entregue ainda mais gols.

Diego machucou rapidamente e deixou os torcedores preocupados. Assim como a sua adaptação ao futebol brasileiro, a recuperação de DC foi veloz e o atacante retornou em 18 dias. Mesmo com todas estas questões, o início com três gols em 248 minutos, isto é, média de um gol a cada 83 minutos, é excelente e o prognóstico é animador, visto que o atacante pode entregar ainda mais gols e participações quando estiver 100%.

Inteligência e qualidade não faltam. O atacante é acima da média e o investimento atleticano deixa claro que trata-se de um jogador muito diferente. Diego Costa é o centroavante do Galo e, mesmo sem estar 100%, já conquistou a massa atleticana. O futuro pode trazer números ainda melhores para o Atlético, além dos títulos.

E o recado para os adversários é: não deixe Diego acertar o alvo, porque se ele acertar, ele marca.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
HONEUR EVANGELISTA MONÇÃO

Bom jogador e com porte físico ajustado a sua posição em campo. A zagueirada treme quando vê um centro-avante capaz suportar, e,se preciso, revidar trancos e barrancos.