100 dias de invencibilidade no Brasileirão: a regularidade que sempre faltou ao Atlético está presente em 2021

De mãos dadas, o grupo atleticano está unido por um objetivo: erguer a taça do Brasileirão. Foto: Pedro Souza / Atlético

A vitória frente ao Internacional na última noite de sábado significou três pontos na tabela e a manutenção da boa vantagem atleticana para os principais concorrentes – Flamengo e Palmeiras. Porém, ao analisar a campanha do Atlético no Brasileirão de 2021, um fato incrível foi concretizado com o triunfo sobre o Colorado: o Galo passará mais de 100 dias sem perder pelo Campeonato Brasileiro.

A última derrota atleticana aconteceu em 27 de junho de 2021, quando o clube enfrentou o Santos na Vila Belmiro e perdeu por 2 a 0 para a equipe que, naquele momento, estava melhor na tabela e ainda era treinada por Fernando Diniz. Depois disso, o time de Cuca entrou em campo 15 vezes pelo Brasileirão, não foi derrotado e é líder isolado do torneio por causa desta consistência.

Após perder para o Santos, o Atlético protagonizou uma sequência de vitórias, assumiu a ponta e, aparentemente, está bem sólido na primeira colocação da competição. Atualmente, o Galo tem uma vantagem de 10 pontos para o Palmeiras e de 11 para o Flamengo, porém o clube carioca tem dois jogos a menos. Mesmo assim, se o Fla vencer estas duas partidas, o rubro-negro ainda ficaria cinco pontos atrás.

Uma distância bem considerável. Um líder convicto. Uma regularidade que chama a atenção. São 100 dias de invencibilidade justamente de um time que sempre pecou pela falta de consistência. O ano de 2021 está diferente para os atleticanos.

Os jogos

Como destacado anteriormente, o Atlético passará mais de 100 dias sem perder pelo Brasileirão, visto que o 100º dia será anterior à partida contra a Chapecoense, que é na quarta, 06 de outubro. Durante esta excelente sequência, o time entrou em campo em 15 oportunidades e ninguém conseguiu vencer o time mineiro.

A sequência invicta

  • 01/07: Atlético 4 x 1 Atlético-GO; 8ª rodada do Brasileirão;
  • 04/07: Cuiabá 0 x 1 Atlético; 9ª rodada do Brasileirão;
  • 07/07: Atlético 2 x 1 Flamengo; 10ª rodada do Brasileirão;
  • 10/07: América 0 x 1 Atlético; 11ª rodada do Brasileirão;
  • 17/07: Corinthians 1 x 2 Atlético; 12ª rodada do Brasileirão;
  • 25/07: Atlético 3 x 0 Bahia; 13ª rodada do Brasileirão;
  • 01/08: Atlético 2 x 0 Athletico-PR; 14ª rodada do Brasileirão;
  • 08/08: Juventude 1 x 2 Atlético; 15ª rodada do Brasileirão;
  • 14/08: Atlético 2 x 0 Palmeiras; 16ª rodada do Brasileirão;
  • 23/08: Fluminense 1 x 1 Atlético; 17ª rodada do Brasileirão;
  • 29/08: Red Bull Bragantino 1 x 1 Atlético; 18ª rodada do Brasileirão;
  • 12/09: Fortaleza 0 x 2 Atlético; 20ª rodada do Brasileirão;
  • 18/09: Atlético 3 x 0 Sport; 21ª rodada do Brasileirão;
  • 25/09: São Paulo 0 x 0 Atlético; 22ª rodada do Brasileirão;
  • 02/10: Atlético 1 x 0 Internacional; 23ª rodada do Brasileirão;

É incrível ver as 15 partidas descritas. O time não perdeu nenhum jogo do Campeonato Brasileiro em julho, agosto, setembro e iniciou outubro com o pé direito. Nesta sequência, o Galo venceu todos os jogos em casa, fez 39 dos 45 pontos possíveis, assumiu a liderança e é o grande time do Brasileirão, até então.

Logo, entre 28/06 – dia seguinte à derrota para o Santos – até 06/10 – data da próxima partida-, é certo que ninguém venceu o Atlético no torneio, ou seja, são mais de 100 dias de invencibilidade.

Vale destacar que o Atlético ainda não realizou a 19ª rodada contra o Grêmio, que seria no Mineirão, por causa de adiamentos devido à Data FIFA.

Os únicos deslizes

A liderança atleticana é absoluta. A diferença é bem considerável. O momento é propício. O aproveitamento indica quase 75% de rendimento. Obviamente, os números são bons, mas os deslizes no início do Brasileirão, antes desta ótima sequência, devem ser destacados para detalhar toda a campanha atleticana.

As primeiras rodadas

  • 30/05: Atlético 1 x 2 Fortaleza; 1ª rodada do Brasileirão;
  • 06/06: Sport 0 x 1 Atlético; 2ª rodada do Brasileirão;
  • 13/06: Atlético 1 x 0 São Paulo; 3ª rodada do Brasileirão;
  • 16/06: Internacional 0 x 1 Atlético; 4ª rodada do Brasileirão;
  • 21/06: Atlético 1 x 1 Chapecoense; 5ª rodada do Brasileirão;
  • 24/06: Ceará 2 x 1 Atlético; 6ª rodada do Brasileirão;
  • 27/06: Santos 2 x 0 Atlético;7ª rodada do Brasileirão;

Como é possível analisar acima, o Atlético perdeu as únicas três partidas da sua atual campanha do Brasileirão e ainda empatou com a lanterna Chapecoense neste início de temporada. Nos sete jogos iniciais, a equipe desperdiçou 11 pontos, enquanto o Galo deixou escapar apenas seis tentos a partir de 1º de julho.

Uma enorme mudança, a qual coloca o clube mineiro como o grande favorito ao título. A desatenção inicial já aconteceu e cabe ao Atlético se manter distante dos deslizes, principalmente nesta próxima sequência de jogos: enfrenta a Chapecoense, o Ceará e o Santos, equipes que tiraram oito pontos do Galo no primeiro turno.

Regularidade que sempre faltou

Talvez o mais otimista torcedor do Atlético não acreditaria na atual situação do Galo neste Brasileirão após 22 jogos. Por isso, o Blog irá elencar alguns fatos que evidenciam a regularidade e a consistência atleticana no Campeonato Brasileiro de 2021. Confira!

  • Mais vitórias (15 em 22 jogos);
  • Mais pontos como mandante (25 em 30 disputados) e como visitante (24 em 36 disputados);
  • Melhor defesa (apenas 13 gols sofridos, seis a menos que a segunda melhor);
  • Maior sequência de vitórias da história do Atlético (nove triunfos seguidos) e a maior série de vitórias dos pontos corridos ao lado do Internacional de 2020;
  • 15 partidas consecutivas sem perder no torneio;
  • Maior vantagem atleticana na liderança do Brasileirão de pontos corridos;

São vários números que deixam claro que o Atlético está muito bem no Brasileirão. Se o título virá para a Cidade do Galo ou não, apenas o futuro dirá. No entanto, a consistência é muito notável, visto que estes fatos só acontecem porque o time está realmente comprometido com o objetivo de levantar a taça.

O Atlético teve boas campanhas no passado, mas o segundo turno do torneio de pontos corridos sempre prejudicou. As histórias de 2009, 2012, 2015 e 2020 ainda machucam o torcedor que deseja o título do Brasileirão após quase 50 anos. A grande questão destas campanhas citadas é que o Galo não apresentava regularidade que é a principal característica para vencer uma competição como o Brasileirão.

Vencer jogos, jogando bem ou mal, é o segredo para se destacar no torneio. E o Atlético sabe disso. Serão mais seis jogos no Brasileirão até o fim de outubro e, caso a regularidade permaneça, o Galo ficará bem próximo do título.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments