É dia de decisão! Com dúvidas, Atlético duela com o Palmeiras em SP em busca da final da Libertadores

Foto: Pedro Souza / Atlético

Os duelos da Copa Libertadores da América são divididos em duas partes: uma decisão na casa do adversário e uma decisão como mandante. Esta noite é a primeira decisão para o Atlético na semifinal, mas será longe da sua casa. No Allianz Parque, o Galo tentará bater o Palmeiras em busca de mais uma final histórica, porém o time tem dúvidas: além da dor de cabeça positiva no ataque – Diego Costa, Keno ou Vargas -, o técnico Cuca não contou com Guilherme Arana no último treinamento e o lateral é dúvida. Mesmo assim, o time de Minas Gerais chega em ótima fase para um confronto gigante. É o momento de fazer ainda mais história?

Nesta noite de terça-feira, 21 de setembro, às 21:30, o Atlético visita o Palmeiras no Allianz Parque, em São Paulo. A partida é válida pelo jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores da América de 2021 e contará com transmissão da Conmebol TV e SBT.

A decisão

Os dois melhores times da fase inicial da Copa Libertadores da América se enfrentam na semifinal, com o intuito de conquistar uma vaga na final da competição continental. O passaporte para a decisão do torneio, que será realizada em 27 de novembro deste ano, só será carimbado após o jogo do Mineirão na próxima terça-feira, 28 de setembro. No entanto, dar o primeiro passo corretamente é o objetivo dos dois times brasileiros. Um detalhe é certo: palmeirenses e atleticanos estão bem ansiosos para esta partida!

O Galo busca o bicampeonato da competição e está na semifinal pela segunda vez, ou seja, a única vez que chegou a esta fase, neste formato, obviamente, foi em 2013. Naquela oportunidade, o time perdeu fora de casa por 2 a 0 para o Newell’s Old Boys, mas devolveu o placar em casa e se classificou nos pênaltis. A esperança atleticana é que a história se repita – mas é certo que os torcedores esperam um pouco menos de emoção.

Já o Palmeiras chega nesta semifinal de Libertadores com um argumento invejável: é o atual campeão. Vencedor em 1999 e 2020, o Verdão está buscando o tricampeonato continental. Na última edição, o time paulista bateu o River Plate de uma maneira incrível na semifinal: venceu o rival, time de Nacho Fernández na época, por 3 a 0 na Argentina e perdeu em casa por 2 a 0. Logo, mesmo com sustos, se classificou, bateu o Santos na final e foi campeão.

Histórias diferentes, mas o objetivo é igual: ser finalista da Copa Libertadores da América. Ambos os clubes investiram bastante nos últimos anos, são potências do continente e precisam de títulos. Sem disputar a Copa do Brasil, o Palmeiras tem apenas esta competição de mata-mata. No entanto, sem ganhar uma taça de expressão há alguns anos, o Atlético quer a Copa Libertadores da América deste ano. Será um grande jogo!

Os números e o momento

O confronto brasileiro na Libertadores reserva alguns pontos interessantes. Da mesma forma que os times já se conhecem, pois se enfrentaram no último mês, existe uma tensão acerca do último duelo entre os clubes. Em 14 de agosto, o Galo venceu o Verdão por 2 a 0 no Mineirão, em partida válida pelo Brasileirão. Este jogo ficou marcado pela expulsão de Danilo e as inúmeras reclamações dos palmeirenses, incluindo Abel Ferreira. É claro que as lembranças estarão em campo nesta noite.

Pelo lado atleticano, a equipe de Cuca vive um momento excelente: líder do Brasileirão com a maior vantagem já conquistada na sua história – confira aqui – e semifinalista de duas competições. Além disso, o Galo perdeu apenas uma vez nas últimas 21 partidas e está em grande fase. Na Copa Libertadores da América, o Atlético está invicto e sofreu gols apenas nas quatro primeiras partidas, ou seja, está em uma sequência de seis jogos, incluindo as classificações sobre Boca e River, sem ser vazado no torneio sul-americano. São números chamativos!

Já o time alviverde está tentando se acertar na temporada. Desde o final de julho, a equipe de Abel Ferreira não vence duas partidas seguidas – venceu a Chapecoense no último jogo por 2 a 0. Além disso, o Verdão está alternando uma derrota e uma vitória desde 14 de agosto, quando perdeu para o Galo, ou seja, falta regularidade. Inclusive, o Palmeiras perdeu as duas últimas partidas em casa: Cuiabá e Flamengo venceram no Allianz Parque. Mesmo assim, o clube paulista se apega aos números na Libertadores: foi derrotado apenas em um jogo da fase de grupos, eliminou o Universidad Católica com duas vitórias e bateu o rival São Paulo por 3 a 0 nas quartas de final do torneio.

O retrospecto

A semifinal da Libertadores entre o líder e o vice-líder do Brasileirão ficará marcada pelo provável maior confronto entre os times. Palmeiras e Atlético já protagonizaram quatro confrontos de mata-mata, mas nenhum destes duelos foram em uma fase tão avançada de Libertadores.

Em 1996, o Palmeiras bateu o Atlético nas oitavas da Copa do Brasil e acabou sendo vice-campeão. O mesmo aconteceu em 2000, visto que o Verdão também foi vice, mas o confronto com o Galo na Copa Mercosul foi na semifinal. Já em 2010, o time paulista bateu o rival mineiro nas quartas de final da Sul-Americana e acabou caindo na semifinal para o Goiás.

Já o Atlético tem apenas uma boa lembrança nos quatro duelos de mata-mata já realizados frente ao Palmeiras, mas a memória é recente e vitoriosa. Depois de bater o Verdão nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2014, o time ainda eliminou Corinthians, Flamengo e venceu o Cruzeiro na decisão, sendo o grande campeão do torneio.

Enfim, trata-se de um grande duelo que terá a sua maior partida da história. Além destas quatro disputas de mata-mata, onde os paulistas venceram três e os mineiros apenas um, os times já se enfrentaram em 85 partidas. Na história, o Atlético venceu 30 vezes – incluindo os dois últimos jogos -, houve só 16 empates e o Palmeiras, superior no confronto, derrotou o rival 39 vezes.

As escalações

Para uma decisão, todos os clubes desejam contar com o time completo. Obviamente, o Atlético não é diferente e Cuca tem apenas um desfalque confirmado: o lesionado Savarino está fora da partida. Porém, depois de ser substituído no fim de semana e treinar separado na segunda-feira, segundo a assessoria atleticana, Guilherme Arana também é dúvida. Caso o ala não jogue, Dodô será o substituto. O restante do time deve ser a escalação titular, mas há uma dúvida ofensiva: Vargas estava sendo titular, mas Diego Costa e Keno fizeram uma boa partida frente ao Sport, no último sábado – o Galo venceu por 3 a 0. Cuca ainda não confirmou qual será o atacante utilizado, mas a tendência é que Diego e Keno fiquem para a segunda etapa.

Provável escalação: Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Arana (Dodô); Allan, Jair, Nacho Fernández, Zaracho; Hulk, Vargas (Diego Costa). Técnico: Cuca.

Já o Palmeiras de Abel Ferreira não conta com nenhuma baixa para esta partida e o técnico português terá todos os jogadores à disposição. O volante Danilo é a grande dúvida, já que o jovem estava com uma lesão no tornozelo esquerdo e ficou fora da última partida. Contudo, o seu retorno é esperado nesta noite. Na questão tática, Abel já escalou o time algumas vezes sem um centroavante fixo como Luiz Adriano, principalmente em jogos grandes, e pode usar novamente, com o intuito de preencher o meio-campo e ter velocidade para contra-atacar o time atleticano. Até por isso, existem algumas dúvidas acerca da escalação palmeirense.

Provável escalação: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan, Piquerez; Zé Rafael, Danilo (Patrick de Paula), Raphael Veiga; Dudu, Wesley, Luiz Adriano (Rony). Técnico: Abel Ferreira.

Atlético x River Plate

1ª partida da semifinal da Copa Libertadores da América de 2021
21/09/2021, 21:30 horas, Allianz Parque
Transmissão: Conmebol TV e SBT
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Diego Bonfá (ARG) e Gabriel Chade (ARG).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments