Trata-se da maior vantagem do Atlético na liderança do Brasileirão de pontos corridos. Chegou a hora?

O Galo quer comemorar mais ainda na temporada. Foto: Pedro Souza / Atlético

Por Pedro Bueno

O Galo ganhou e o Flamengo perdeu. Logo, mesmo com a vitória palmeirense, o final de semana foi bom para o atleticano. O time mineiro venceu o Sport por 3 a 0 – com certa tranquilidade – e chegou aos 45 pontos em 20 jogos, abrindo uma distância de sete pontos para o Palmeiras e onze para o Flamengo, equipe que tem dois jogos a menos.

Portanto, trata-se da maior vantagem do Atlético na liderança do Brasileirão de pontos corridos. No cenário mais vitorioso para o clube carioca – duas vitórias nas partidas atrasadas -, o Galo estaria cinco pontos à frente do Flamengo, ou seja, a vantagem atleticana é de, pelo menos, cinco pontos para o vice-líder e no máximo sete tentos.

Ao analisar a história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos, é possível concluir que o Atlético foi líder em nove edições (2003, 2005, 2009, 2011, 2012, 2015, 2018, 2019 e 2020) e a sua maior vantagem como líder – com todos os clubes com o mesmo número de partidas – foi em 2012 e 2020, quando ficou três pontos à frente do rival mais próximo. Atualmente, a diferença é maior e o Galo almeja aumentar ainda mais esta “gordura”.

Chegou a hora de ser campeão?

A concentração

Certamente, o atleticano está achando muito curioso chegar próximo do título de pontos corridos. Acostumado com a irregularidade das últimas temporadas, o torcedor do Galo está sendo premiado com um time extremamente constante e isso é mérito dos jogadores e da comissão técnica. Mas há um detalhe que é destaque deste Atlético: a concentração.

Mesmo quando não conseguiu jogar tão bem, como nos confrontos frente ao Boca Juniors, o time alvinegro não se abalou com os gols sofridos e corretamente anulados, se recuperou dentro da própria partida e conseguiu a classificação. Mostrou concentração. Depois disso, o time melhorou consideravelmente o nível das suas atuações e buscou o resultado em todas as partidas, independentemente se o placar estava decidido ou não.

O exemplo mais recente desta concentração atleticana é a partida frente ao Sport, quando o Atlético teve o domínio do jogo desde o minuto inicial, marcou dois gols no primeiro tempo e, mesmo assim, seguiu atacando o rival durante a segunda etapa. Sobrou concentração para buscar o resultado.

Esta concentração é essencial para a regularidade. Um time qualificado que é constante dentro de uma partida, tendo a mesma postura do início ao fim, é sempre favorito aos títulos. E, por isso, o Atlético está no caminho certo.

As três competições

O Atlético foi bem contestado há alguns meses, justamente pelo poder do seu elenco. Além das vitórias, o time comandado por Cuca poderia entregar um futebol mais vistoso. E a cobrança deu resultado. O Galo impôs um sonoro 4 a 0 no agregado contra o River Plate na Libertadores, emendou uma belíssima sequência de vitórias no Brasileirão, onde é líder isolado, e chegou à semifinal da Copa do Brasil.

Sim, o Clube Atlético Mineiro é um dos grandes favoritos aos títulos das três competições que restam na temporada brasileira. Obviamente, é improvável que uma equipe erga as três taças, algo que seria gigantesco para a história de Atlético ou Flamengo, únicas equipes vivas nas três competições, porém só competir até o fim dos três torneios já mostra que estes times foram dominantes em 2021.

A partir desta reta final de Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores, a equipe que menos errar será campeã. Serão detalhes. Nas duas competições de mata-mata, o Galo precisa “apenas” vencer três ou quatro partidas em cada para gritar “é campeão”. Já no Brasileirão, restando 18 partidas, sair de campo vitorioso em 14 oportunidades garantiria o título atleticano.

É possível sonhar com as três taças? Sim, visto que o investimento, o elenco espetacular e o futebol apresentado pelo Atlético fazem o torcedor sonhar. Mas o atleticano deve ter cuidado para não apontar as competições como obrigações. O Galo quer aproveitar a sua qualidade, concentração e regularidade para ganhar pelo menos um torneio neste fim de temporada. Se vier alguma outra taça, é um extra histórico para o Atlétco. Aproveitem o momento!

O Atlético esperou por isso

Se não for sofrido…, pode ser o Atlético Mineiro sim. O velho mantra atleticano de que deve haver sofrimento com o Galo para ganhar algo pode ser deixado de lado, pelo bem do torcedor. A torcida alvinegra esperou bastante por este momento e deve aproveitar, com ou sem sofrimento.

Devido à característica diferente do Campeonato Brasileiro, o torcedor do Galo pode ser campeão daqui alguns meses até sem entrar em campo. Basta abrir uma boa vantagem. Logo, cada vitória tem um significado especial. Por exemplo, a última rodada, com o triunfo atleticano frente ao Sport e a derrota do Flamengo contra o Grêmio, é um ótimo exemplo de como alguns finais de semana podem decidir um campeonato.

Torneios de pontos corridos são conquistados em 38 rodadas e não em uma final. Um time que venceu 14 das 20 partidas iniciais já alcançou bons números e está mais próximo do título que qualquer outra equipe. Obviamente, existem vários caminhos a serem percorridos neste Brasileirão, mas é importante ressaltar que o Atlético pode estar escrevendo uma linda história em meio a estas partidas do Brasileirão.

Infelizmente, uma longa geração de atleticanos nascidos a partir da década de 70, não tem nenhuma memória do último título do Brasileirão. Com a única glória conquistada há quase 50 anos, precisamente em 19 de dezembro de 1971, o Atlético esperou por esta nova oportunidade. Com a vantagem histórica e com o futebol apresentado, o Galo nunca esteve tão próximo. Foco!

Chegou a hora?

Claramente, não existe uma resposta exata para esta pergunta. O atleticano sonha com esse dia: erguer a taça do Brasileirão novamente e encerrar este tenebroso jejum. No entanto, nem mesmo com a concentração, a regularidade, a qualidade e o grande elenco que o Galo possui, não é possível afirmar como será o fim de temporada atleticano.

Pode ser vitorioso com uma conquista. Pode ser histórico com dois ou três grandes títulos ao mesmo tempo. Da mesma forma que pode ser frustrante, ao sair sem ganhar nada, visto que isso acontece no esporte. Nada está decidido, mas o Atlético nunca esteve tão próximo de algo tão grande como em 2021.

Aproveitem o momento e apoiem o time, Atlético. O investimento foi feito e o retorno futebolístico, por parte dos jogadores e comissão técnica, está acontecendo. Não sabemos o fim, mas os meios devem ser comemorados. Um campeonato de pontos corridos não conta com uma decisão, mas sim com 38 finais. Vibrem com alegria nas vitórias!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Washington Leite da Silva

E o melhor elenco que já presenciei.