Diego Costa e Hulk juntos? Time misto ou completo? Em duelo de extremos, o líder Atlético enfrenta o Sport neste sábado

Foto: Pedro Souza / Atlético

O Atlético é líder do Brasileirão, mas o pensamento nesta noite pode estar dividido. Obviamente, o time deve se manter em alto nível no campeonato nacional, já que tem a grande chance de quebrar um jejum de quase 50 anos e enfrenta um adversário que está no outro extremo da tabela. No entanto, é impossível afirmar que os jogadores e, principalmente, os torcedores já não estejam pensando no duelo da próxima terça-feira, visto que a semifinal da Libertadores acontecerá no próximo dia 21 e todos já estão apreensivos. Até por isso, Cuca pode fazer mudanças na equipe titular e algumas perguntas ficaram no ar: Diego Costa jogará junto com Hulk ou o espanhol substituirá o artilheiro, além do questionamento envolvendo a questão do time misto ou completo. Só o treinador sabe e, de qualquer maneira, o Galo deve entrar para ganhar os três pontos.

Neste sábado, 18 de setembro, às 19 horas, o Atlético enfrenta o Sport no Mineirão, em jogo válido pela 21ª rodada da Série A do Brasileirão. A partida contará com transmissão exclusiva do Premiere. No primeiro turno, as equipes se enfrentaram em Recife e o time mineiro venceu por 1 a 0: Hulk marcou o gol da vitória.

Duelo de extremos e sequência de jogos

São realidades diferentes. Os clubes que duelam nesta noite estão separados por 25 pontos, sendo que o líder Atlético disputou um jogo a menos. Além disso, o Sport venceu três jogos, enquanto o Galo perdeu apenas três, ou seja, o Mineirão será palco de um confronto entre clubes em situações completamente distintas. Claramente, o mandante é favorito, mas o Leão da Ilha não tem nada a perder e pontuar já seria um ótimo resultado em MG.

O Atlético é líder isolado do Brasileirão. Com 42 pontos em 19 jogos, o time abriu sete pontos para o Palmeiras, equipe que também disputou 19 partidas, e vê o Flamengo – oito tentos atrás, mas com dois jogos a menos – como maior concorrente ao título. Por isso, para seguir abrindo vantagem para os concorrentes, é crucial vencer os times que estão na parte de baixo da tabela, como o Sport, principalmente porque o jogo é em casa.

O time de Recife está realmente ameaçado de rebaixamento: são três vitórias em 20 jogos e a segunda pior campanha da Série A, ou seja, o “projeto” está indicando que o rebaixamento será a próxima consequência. Se vencer, o time pode até ultrapassar o Grêmio, o 18º colocado, porém, como o time gaúcho tem duas partida a menos, a tendência é que o Sport termine, independentemente do resultado, na mesma 19ª colocação.

Um ponto curioso que vai além da questão da distância na tabela é o descanso e a sequência de jogos. Por ter sido eliminado rapidamente da Copa do Brasil, o Sport só está disputando o Campeonato Brasileiro desde o seu início e possui várias semanas com muitos treinamentos. Em contrapartida, mesmo com um descanso recente durante a data FIFA, o Atlético está em uma sequência pesada de confrontos: conquistou uma vaga na semi da Copa do Brasil na última quarta – venceu o Flu por 1 a 0 -, joga no sábado com o Sport e enfrenta o Palmeiras na terça-feira pela semifinal da Libertadores. São decisões!

Os números e o momento

Além da distância dos clubes e a diferença no número de vitórias, Atlético e Sport possuem diversos outros números distintos, além do ótimo momento de um time, contra a terrível sequência de outro.

O Galo possui o incrível dado: perdeu apenas uma partida nas últimas 20 vezes que entrou em campo, sendo esta derrota “positiva”, visto que o time se classificou contra o Bahia na noite do revés – havia vencido a primeira partida em casa por uma vantagem maior. Além disso, o clube teve, recentemente, uma sequência de nove vitórias consecutivas no Brasileirão, as quais o colocaram na liderança da competição. No torneio nacional, além de ser o time que mais venceu, o Atlético possui a melhor defesa, o quarto melhor ataque e o melhor aproveitamento como mandante, com apenas dois tropeços em oito jogos em casa.

Já o Sport ostenta a terrível fase de seis jogos sem vencer, sendo três derrotas e três empates. O mais curioso desta sequência ruim é que a equipe não conseguiu balançar as redes em nenhuma oportunidades, ou seja, o último gol marcado pelo Sport aconteceu em 1º de agosto, há mais de 45 dias. Com oito gols na competição, o time de Recife, dono do pior ataque, marcou apenas um gol a mais que o artilheiro atleticano, Hulk.

Além do momento, o Atlético possui uma larga vantagem sobre o rival no histórico. Em 57 jogos, o Galo bateu o rival 23 vezes, houve 20 empates e o Sport derrotou o clube de MG em 14 partidas. Ademais, os últimos quatro confrontos ficaram marcados por três vitórias do clube alvinegro, ou seja, o time é amplamente favorito.

As escalações

As incertezas acerca da formação inicial do Atlético pautarão debates entre os torcedores até uma hora antes da partida, visto que Cuca não antecipará quais jogadores irão a campo nesta noite de sábado. Devido à partida frente ao Palmeiras na próxima terça-feira, existe a possibilidade do Galo entrar com um time misto, mas Cuca não está optando por esta estratégia em 2021.

De toda forma, o time mineiro tem desfalques para a partida frente ao Sport. Além do lesionado Savarino, Jair e Mariano receberam o terceiro cartão amarelo e estão fora do jogo desta noite. Na lateral, Guga assumirá o posto. Já no meio, Cuca pode optar por Tchê Tchê, mantendo a forma de jogo, porém pode aproveitar esta ausência para promover a estreia de Diego Costa como titular. Depois de uma boa atuação frente ao Fluminense, o centroavante se mostrou pronto para começar jogando e existe uma dúvida se ele realmente começará. Se ele for a opção de Cuca, Diego substituirá Hulk ou entrará realmente na vaga de Jair, recuando Zaracho? Só a escalação inicial dirá.

Provável escalação: Everson; Guga, Nathan Silva, Alonso (Rabello), Arana (Dodô); Allan, Zaracho (Tchê Tchê), Nacho Fernández; Hulk, Diego Costa (Tchê Tchê), Vargas (Keno). Técnico: Cuca.

Por outro lado, o Sport não tem tantas boas opções. O técnico paraguaio Gustavo Florentín conta com a ausência de Zé Welison, porque o volante pertence ao Atlético, mas, pelo menos, terá Hernanes de volta. O experiente meia ex-São Paulo tende a ser o organizador do pressionado time pernambucano que deve contar com um ataque bem rápido, o qual tentará incomodar a zaga atleticana. Um detalhe é que, contra o Internacional, na última rodada, quando a equipe perdeu em casa por 1 a 0, o Sport entrou com três zagueiros, mas a atuação ruim deve fazer com que Florentín repense essa estratégia.

Provável escalação: Maílson; Hayner, Rafael Thyere, Sabino, Sander; Marcão Silva, Betinho (Chico), Hernanes; Everton Felipe, Mikael (André), Paulinho Moccelin. Técnico: Gustavo Florentín.

Atlético x Sport

22ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
18/09/2021, 19:00 horas, Mineirão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments