Por mais uma semifinal, o Atlético, dono da vantagem, enfrenta o Fluminense no Mineirão pela Copa do Brasil

Foto: Pedro Souza / Atlético

O torcedor do Atlético pode terminar esta quarta-feira, 15 de setembro de 2021, em êxtase com a seguinte situação: o time pode estar classificado para a semifinal da Libertadores e da Copa do Brasil, além da liderança do Brasileirão. Para se garantir em mais uma semifinal e chegar mais próximo dos objetivos deste ano, o clube alvinegro possui a vantagem a seu favor e tem a missão de não perder em casa, pois qualquer empate ou vitória coloca o Galo como um dos quatro melhores clubes do torneio de mata-mata. É mais um dia para a massa atleticana sorrir?

Nesta noite de quarta-feira, 15 de setembro, às 19 horas, o Atlético enfrenta o Fluminense no Mineirão, em partida válida pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil de 2021. O duelo contará com transmissão do SporTV e Premiere.

Para se classificar…

A conta é simples: o Atlético venceu o jogo da ida e se classifica caso não seja derrotado. No entanto, não é uma simples vitória do Fluminense que coloca o clube carioca na semifinal.

O jogo da ida , disputado em 26 de agosto, terminou com o placar de 2 a 1 para o Galo, no Rio de Janeiro: Nacho Fernández, Fred e Hulk marcaram os gols. Portanto, o Atlético já venceu e carrega esta vantagem. Em uma competição como a Copa do Brasil, a qual não conta com o gol fora de casa como critério de desempate, a decisão irá para os pênaltis se o Fluminense vencer por um gol de vantagem, independentemente do número de gols marcados.

Logo, o Tricolor Carioca precisa de uma vitória simples para ir para os pênaltis e só se classifica no tempo normal se bater o rival por dois ou mais gols de diferença. Já o Galo, por causa desta vantagem, chega em mais uma semifinal se empatar ou vencer, obviamente.

Um dado curioso desta partida é que, entre 2011 e 2021, Atlético e Fluminense se enfrentaram 22 vezes e os placares não são animadores para os torcedores do Flu. Nestas 22 partidas, apenas uma vez (4,5%), em 2016, o time carioca conseguiu um placar que o classificaria diretamente nesta noite. O Tricolor conseguiu três resultados (13,6%) nestes últimos dez anos que levaria o jogo para os pênaltis. Portanto, desde 2011 até 2021, o Atlético conseguiu, em mais de 80% dos confrontos, resultados frente ao Fluminense que o colocaria na semifinal.

Os números e o momento

Em posições diferentes no Brasileirão, em situações opostas na Libertadores – o Flu já foi eliminado e o Galo protagoniza a semifinal na próxima semana – e com a confiança em níveis bem diferentes, Atlético e Fluminense se encontram em busca de afirmação na temporada – na ótica mineira – e em busca de recuperação neste ano, visto que trocou de técnico recentemente – é o caso do time das Laranjeiras.

O Atlético vive um ótimo momento e está muito seguro que irá comemorar algo neste fim de ano. No entanto, para chegar forte nas três competições, o Galo deve seguir em alto nível. No último fim de semana, depois de 14 dias de folga, o time de Cuca entrou em campo, bateu o Fortaleza, fora de casa, por 2 a 0 e abriu sete pontos na liderança do Campeonato Brasileiro – o Flamengo está oito pontos atrás, mas pode se aproximar porque tem dois jogos a menos. Logo, a equipe reafirmou a sua força no Brasileirão e, nesta noite, é hora da Copa do Brasil. E o GE destacou um número impressionante do Atlético: não perdeu nenhum dos últimos 24 jogos como mandante em mata-mata, isto é, se isso se mantiver, o Galo será semifinalista.

Já o Fluminense não vivia um grande momento em agosto, demitiu o técnico Roger Machado e, mesmo com a derrota para o Atlético na ida, o time de Marcão vive uma fase bem melhor. Por exemplo, depois de perder para o Galo na Copa do Brasil, o Fluminense fez quatro partidas pelo Brasileirão: venceu três e empatou um jogo, ou seja, fez 10 dos 12 pontos possíveis e se recuperou. Atualmente na sétima posição, o Tricolor Carioca quer surpreender o Galo em Belo Horizonte para se classificar à semifinal do torneio de mata-mata.

Como citado acima, o retrospecto indica que o Atlético conseguiu um resultado que o classificaria em mais de 80% dos últimos confrontos. Além disso, é importante destacar o histórico deste duelo entre grandes clubes: em 97 jogos, o Galo venceu 38 vezes, houve 29 empates e o Flu derrotou o rival em 30 oportunidades.

As escalações

O Atlético tem um reforço em relação à última partida, mas um grande desfalque segue fora e, por causa da competição desta noite, mais uma ausência é certa. Tchê Tchê se recuperou de um entorse e está à disposição de Cuca, no entanto Savarino está com uma lesão no adutor e está fora deste confronto importante. Além do venezuelano, Nathan Silva está fora, mas o zagueiro se ausenta porque já jogou a Copa do Brasil pelo Atlético-GO e não pode atuar pelo Galo. Logo, a única mudança no time titular deve ser a entrada de Igor Rabello ou Réver na vaga de Nathan Silva. Diego Costa deve continuar como opção no banco, visto que está recuperando a forma física.

Provável escalação: Everson; Mariano, Igor Rabello (Réver), Alonso, Arana; Allan, Jair, Nacho Fernández, Zaracho; Vargas, Hulk. Técnico: Cuca.

Já o Fluminense conta com diversos desfalques e dúvidas. Cazares, Egídio, Gabriel Teixeira, Ganso, Hudson, Lucca, Manoel e Martinelli já estão fora do confronto e o técnico Marcão também pode contar com as baixas de André e Nonato, meio-campistas que sentiram na última partida – a vitória por 2 a 1 frente ao São Paulo. Por isso, o Fluminense tende a ir com um time a campo com algumas mudanças, mas ainda forte, visto que conta com uma forte dupla de zaga – Luccas Claro e Nino – e com o centroavante Fred, atleta que marcou um gol em cada partida frente ao Atlético neste ano – os dois gols foram de pênalti.

Provável escalação: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro, Danilo Barbosa; Wellington (André), Arias (Nonato), Yago; Caio Paulista, Fred, Luiz Henrique.

Atlético x Fluminense

2ª partida das quartas de final da Copa do Brasil de 2021
15/09/2021, 19:00 horas, Mineirão
Transmissão: SporTV e Premiere
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments