Futebol Nacional

Onipresente, intenso e inteligente: Matías Zaracho é um “destaque invisível” do Atlético

Por Pedro Bueno

Federico Matías Javier Zaracho: um jogador diferente. O atleticano já está com este nome gravado na cabeça desde a última temporada, mas, nas últimas semanas, todo o futebol brasileiro se rendeu à intensidade e qualidade do meio-campista atleticano.

O argentino de 23 anos foi contratado por 6 milhões de dólares quando o Atlético ainda era comandado por Jorge Sampaoli. No entanto, o jogador fez apenas algumas boas partidas, se lesionou várias vezes e precisou de um tempo de adaptação. Enfim, Zaracho se mostra pronto para ser um dos grandes jogadores deste forte time do Atlético.

E a questão mais impressionante do camisa 15 do Galo é que ele está em todos os lugares do campo, podendo atuar de forma mais defensiva ou no ataque. Frente ao River Plate, ele marcou dois gols e brilhou chegando bastante na área. Por outro lado, contra o Fluminense, Zaracho foi escalado como 2º volante e não participou efetivamente de nenhum gol, mas, para muitos, foi o melhor jogador em campo.

Um jogador único. Zaracho é onipresente, intenso e inteligente. Um jogador que colabora mais do que qualquer torcedor pode observar. O argentino é diferente.

Onipresente, intenso e inteligente

Segundo o dicionário Aurélio, onipresente é algo que está ao mesmo tempo em toda a parte. O famoso glossário ainda traz um possível sinônimo para onipresente: ubíquo. No entanto, no dialeto atleticano, o sinônimo perfeito para onipresente é Zaracho. O jogador movimenta por todo o campo e consegue atrelar a sua velocidade à inteligência, ou seja, tanto na defesa quanto no ataque, Matías Zaracho está no lugar certo.

A grande característica que torna a sua onipresença incrível é a intensidade. O atleta que é jovem, veloz e disposto consegue ser agressivo em todos os lugares do campo. Em algumas ocasiões, Zaracho está pressionando a saída de jogo do adversário e, rapidamente, o meio-campista está à frente da defesa atleticana desarmando lances com a sua intensidade impressionante.

Estes adjetivos ficaram ainda mais claros na última partida do Atlético. Contra o Fluminense, pela Copa do Brasil, o jogador atuou como 2º homem do meio-campo e esteve no ataque e na defesa: onipresente. Além disso, o jogador foi intenso durante toda a partida e até bloqueou um chute perigoso de Nenê aos 43 da 2ª etapa, ou seja, não estava cansado e jogou os 90 minutos. Obviamente, todas estas características podem ser resumidas em um adjetivo: inteligência. Zaracho é diferente.

Destaque invisível

A definição da expressão deste subtítulo foi feita por este que vos escreve: um destaque invisível é aquele jogador que é importantíssimo para o time, mesmo muitos não percebendo em algumas partidas.

Matías Zaracho e todos os jogadores que possuem funções cruciais na questão tática passam por este problema. Em alguns jogos, o torcedor talvez não irá reparar que o camisa 15 está fazendo uma boa partida, porém Zaracho está cobrindo a subida de um companheiro, está fechando um espaço importante no campo – impedindo um passe – ou alguma importante ação tática que não chama tanta a atenção.

Talvez Federico Matías Javier Zaracho não faça gols ou dê assistências em todas as partidas, mas ele é sem dúvida o destaque invisível do Atlético. Quando ele não aparece, pode ter certeza que está comprometido em uma ação defensiva, tática e de suma importância para o coletivo atleticano. Este pensamento tático faz com que Zaracho seja um jogador ainda mais incrível. O torcedor pode não ver, mas ele irá se destacar.

As arrancadas de Hulk

Mesmo com todo este destaque, os participantes dos gols do Atlético na partida frente ao Fluminense foram Hulk e Nacho Fernández, os craques do Galo. Sim, sem nenhuma dúvida, os jogadores decisivos na parte ofensiva foram estes dois atletas acima da média e bem mais experientes. Porém, a base do meio-campo foi muito bem realizada por Allan e Zaracho, jogadores que se movimentaram muito e desarmaram bastante.

E o curioso é que o início das duas grandes jogadas de Hulk passou pelos pés de Zaracho, ou melhor, nas roubadas do argentino. Aos 8 do 1º tempo, Zaracho roubou a bola de Fred no meio-campo e conectou o contra-ataque com Hulk. De frente, o camisa 7 do Galo pôde fazer a sua jogada característica e acelerar pelo meio. Porém, nesta jogada, o atleta desperdiçou a chance ao errar a finalização.

Em outro lance muito semelhante, Zaracho iniciou uma grande jogada atleticana e esta trama terminou em um belo gol. Aos 48 do 1º tempo, Luiz Henrique acelerou pela esquerda, levou para o meio e parou no camisa 15 do Galo. No início do vídeo disponível no Twitter, é possível perceber que Zaracho está voltando de um momento ofensivo e já desarma o adversário. Com a ótima dividida, Savarino ficou com a bola, tocou para Hulk, que arrancou novamente, tabelou com Nacho e marcou um belo gol.

A intensidade de Zaracho foi crucial para duas jogadas características de Hulk, visto que para arrancar, o camisa 7 precisa de campo aberto e as roubadas de bola na intermediária, com o adversário saindo, possibilitam ótimos cenários para Hulk atacar.

O lugar do meio-campista na Europa

É claro que o torcedor atleticano quer evitar este tipo de assunto, porém é indiscutível que Matías Zaracho tem vaga no mais alto nível do futebol internacional. Infelizmente, o Brasil ainda não é o grande centro futebolístico e financeiro, e é bastante válido que os jogadores desejem sair, buscando uma competitividade maior.


Ainda no Racing, Zaracho foi sondado por algumas equipes, incluindo o tradicional Milan, mas o Atlético entrou na disputa e fez uma grande contratação. É necessário destacar que não surgiram propostas e nem especulações, porém, com o destaque e as características do camisa 15, é bem possível que após o fim da temporada surjam algumas propostas.

Além da idade – ele só tem 23 anos -, Matías Zaracho é um jogador muito moderno e preenche todos os lugares do meio-campo, sendo um atleta completo. As características físicas, como vigor para ser intenso e a velocidade, atrelada à inteligência fazem parte do combo perfeito para clubes da Europa.

Obviamente, o Atlético não deve nem pensar nisso, visto que a reta final de temporada será tensa e Matías Zaracho é peça fundamental. No entanto, o meio-campista tem espaço em vários times ao redor do mundo. Por isso, aproveitem o privilégio torcedores do Galo, enquanto o meio-campo está vestindo o manto alvinegro. Observem a onipresença, a intensidade e a inteligência do camisa 15. É necessário repetir: Federico Matías Javier Zaracho é diferente!

Redação Bola pra Frente

Ver Comentários

  • Falou bem.É o q observo com muita frequencia,com a bola nos pés e movimentação de marcação em campo. O grande problema para o torcedor é ficar vendo o jogo pela tv,ela apenas acompanha a bola. O torcedor não enxerga o jogo de uma maneira radial.Fica no prejuizo,não consegue ver o jogo na movimentação fora da bola. Acho o Mathias um jogador em nivel elevado,assim como outros jogadores q não são tão comentados,mas são fundamentais. Além disso somos bombardeados pelo marketing q a imprensa carioca faz dos jogadores de lá na midia nacional e não temos a mesma publicidade da qualidade dos jogadores do Galo. Cariocas e Paulistas ainda não se acostumaram á ideia q o futebol brasileiro está lá na "sede da coroa" e que o futebol de outros estados não são mais "colonias".

Posts Recentes

A curiosa transição no gol: o título que faltou para Fábio é a grande glória do seu substituto

Por Pedro Bueno Assim como a vida, o futebol traz algumas curiosidades e coincidências que…

2 dias atrás

Uma passagem meteórica, vencedora e surpreendente: Diego Costa deixa o Atlético

Por Pedro Bueno Foram 19 jogos, sendo 15 vitórias, três empates e apenas uma derrota.…

3 dias atrás

Cruzeiro de 2003 ou Atlético de 2021: qual feito é maior?

Uma “tríplice coroa” que marcou gerações de torcedores. Um “triplete alvinegro” que acabou de ser…

1 mês atrás

“O Galo ganhou” foi o lema de um 2021 especial. Veja os números do triplete do Atlético!

Fim da melhor temporada da história do Clube Atlético Mineiro, justamente quando a equipe completou…

1 mês atrás

O Brasil é alvinegro! Atlético vence a Copa do Brasil e conquista a tríplice coroa em 2021

O atleticano não se esquecerá de 2021. Uma temporada que começou com a chegada de…

1 mês atrás

O último ato de um ano especial: próximo da taça da Copa do Brasil, Atlético visita o Athletico-PR

Um ano especial está chegando ao fim. O 75º jogo da temporada será o último…

1 mês atrás

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!