Arana é convocado por Tite e, mesmo com ajustes, desfalca o Atlético. Até quando o torcedor será “prejudicado” pela Seleção Brasileira?

Foto: Lucas Figueiredo / CBF.

Por Pedro Bueno

Um discurso nesta manhã de sexta-feira confirmou um fato que boa parte dos torcedores atleticanos estavam ansiosos para não acontecer: Guilherme Arana foi convocado pelo técnico Tite. Com isso, o lateral-esquerdo do Atlético disputará três jogos de Eliminatórias pela Seleção Brasileira nos dias 02, 05 e 09 de setembro. Logo, o atleta perderá algumas partidas pelo seu clube.

Nestas duas semanas que o futebol contará com a temida Data FIFA, o Atlético duelaria com: Fluminense, no jogo de volta da Copa do Brasil; Grêmio, pela 19ª rodada do Brasileirão; e ainda poderia fazer o 1º jogo da semifinal da Copa do Brasil, caso se classifique.

No entanto, a CBF divulgou logo após a convocação que irá fazer ajustes no calendário nacional para não prejudicar os times que contam com selecionáveis. Porém, em um calendário tão apertado, é quase impossível adiar todas estas três partidas e deixar o Atlético sem atuar durante todo este intervalo que Guilherme Arana estará na Seleção.

Como o Atlético e o Fluminense estão vivos na Copa Libertadores da América e atuam pelo Brasileirão, o calendário de ambos os clubes estão bem apertados. A CBF ainda não confirmou como serão feitos estes ajustes, mas o ajuste mais provável é que jogos do Brasileirão sejam remanejados para esta semana de Data FIFA, ou seja, o Atlético e os outros clubes seguirão com desfalques. A única outra possibilidade viável é deixar o Galo sem partidas durante esta semana e depois apertar ainda mais o calendário, com três ou quatro jogos por semana, em um intervalo desumano de 48 horas entre algumas partidas.

Logo, mesmo com ajustes, os clubes seguirão sendo prejudicados por este calendário muito ruim, porque os jogadores desfalcarão em mais jogos do também importante Campeonato Brasileiro ou as equipes terão que atuar em um intervalo ainda menor de um jogo para outro.

O momento da convocação

O momento da convocação da Seleção Brasileira traz uma curiosa sensação de apreensão para todos os envolvidos: jogador, treinador e torcedor.

Obviamente, o jogador fica bem apreensivo pelo sonho de defender a sua pátria. Vestir a camisa amarela em uma Copa do Mundo é o grande sonho de todos os atletas. Por isso, ser convocado para as Eliminatórias é um passo importante para estar no Qatar em 2022. A apreensão é justa e o jogador convocado merece a chance de estar entre os melhores atletas do seu país. Então, vale destacar que a culpa não é de Guilherme Arana, já que o jogador tem o sonho de atuar pela Seleção Brasileira, deve almejar a Copa do Mundo de 2022 e merece ir para a Seleção no fim de agosto.

Já o treinador de qualquer clube do Brasil tem a estranha sensação de estar perdendo um pedaço do seu time quando o seu companheiro de trabalho, Tite, escolhe o seu jogador. Certamente, qualquer técnico não quer ficar desfalcado de uma peça crucial por causa dos limitados elencos. Ao mesmo tempo que Tite também não tem culpa, visto que o seu trabalho visa os melhores jogadores brasileiros e ele não produz o calendário da CBF. Também é importante destacar que a culpa, neste momento, não é do clube, visto que o Atlético deve respeitar o desejo do jogador e o time é obrigado a liberar qualquer atleta em data FIFA.

E, curiosamente, o torcedor espera não ouvir o nome do seu clube na convocação de Tite. O treinador da Seleção fala o nome do jogador e o clube que o atleta defende. Neste momento, o torcedor se sente “prejudicado”, porque ficará sem um dos seus destaques durante algumas rodadas. Por isso, a indignação dos torcedores com a convocação de um dos seus destaques tem razão, visto que o Atlético banca o salário do atleta, investiu bastante para contar com ele nos momentos decisivos e o calendário impõe que ele seja desfalque.

Todos possuem razão. O jogador quer defender a Seleção. O técnico não quer mais desfalques. Tite quer contar com os melhores. O torcedor não quer ver o seu time sem um grande jogador. O culpado é quem produz o calendário.

A CBF não pensa nos seus próprios campeonatos

A confederação que “convoca” os jogadores para defender o Brasil é a mesma que vê os seus campeonatos bem prejudicados. Novamente, peças importantes ficarão de fora de momentos decisivos. A fase final da Copa do Brasil e a 19ª rodada do Brasileirão, por exemplo, não contariam com Daniel Alves, Guilherme Arana, Gabriel Barbosa e Everton Ribeiro.

Todavia, este prometido ajuste no calendário nacional pode impedir que estes jogadores estejam fora das partidas decisivas da Copa do Brasil. Mesmo assim, é necessário destacar que o Brasileirão também é um campeonato importantíssimo e, em todas as maneiras possíveis de se ajustar, os clubes serão prejudicados. Remanejar os jogos do Brasileirão para a semana de Data FIFA ou apertar ainda mais o calendário serão medidas ineficazes de qualquer maneira. A CBF ainda não divulgou qual será a medida tomada neste ajuste, porém não existe uma forma de escapar.

Portanto, ao produzir um calendário tão ridículo, onde os jogos da Seleção Brasileira coincidem com as partidas decisivas de Copa do Brasil e Brasileirão, a CBF acaba diminuindo o valor das suas próprias competições. É necessário repetir uma fala de muitos torcedores e jornalistas: a CBF, juntamente com os clubes, devem pensar em um calendário melhor para as próximas temporadas. Todos estão cansados de serem prejudicados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nilo

Será que é tão difícil não marcar jogos nas datas FIFA? Seria um momentoi de parada no Campeonato Nacional e na Copa do Brasil, parada essa que serviria para os jogadores que não foram convocados se recuperam. Enfim…