Assumir a liderança e alcançar um recorde expressivo: bem motivado, o Atlético enfrenta o Juventude nesta tarde

Mesmo com importante duelo no meio de semana, a tendência é de time titular do Atlético neste domingo. Foto: Pedro Souza / Atlético

A tarde deste domingo pode ser marcante para a campanha atleticana neste Brasileirão e para a história do Galo no Campeonato Brasileiro de pontos corridos. Em caso de vitória, o Clube Atlético Mineiro assumirá a liderança da competição, visto que o Palmeiras perdeu, em casa, para o Fortaleza, neste sábado, e também irá alcançar um recorde expressivo na sua história no Brasileirão, já que nunca venceu oito partidas seguidas no torneio. Basta vencer, porém, o adversário, principalmente em casa, não é derrotado facilmente. Será um grande jogo.

Neste domingo, 08, às 16 horas, o Atlético enfrenta o Juventude no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, cidade localizada no Rio Grande do Sul. A partida é válida pela 15ª rodada do Brasileirão de 2021 e contará com transmissão da TV Globo (MG e RS) e Premiere.

A liderança e o recorde

O Atlético está fazendo uma campanha bem consistente em toda a temporada e o Campeonato Brasileiro deixa isso claro. A equipe comandada por Cuca está entre os primeiros colocados desde as primeiras rodadas e faz por merecer esta condição. Por causa disso, a partida frente ao Juventude pode ser ainda mais marcante.

Nesta tarde de domingo, 08, o Galo pode assumir a liderança do Campeonato Brasileiro pela 1ª vez nesta edição. É óbvio que o importante é estar na 1ª colocação na última rodada da competição, porém é evidente que liderar é o caminho ideal para o título, obsessão atleticana. E o vice-líder Atlético pode assumir a liderança se vencer o Juventude, visto que o Palmeiras perdeu por 3 a 2 para o Fortaleza, em SP, e pode ser ultrapassado pelo Galo. Com 31 pontos em 14 jogos, o time mineiro precisa da vitória para assumir a liderança, visto que o Verdão tem 32 pontos e 11 gols de saldo, ou seja, um empate não serve para o Atlético se tornar líder do Brasileirão.

Outra motivação para a equipe alvinegra de BH vencer a partida desta tarde é a possibilidade de alcançar um recorde muito expressivo. Com sete vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro – venceu todos os jogos desde o 1º dia de julho -, o Atlético entra neste confronto com chances de chegar à 8ª vitória consecutiva, número que marcaria um recorde histórico para o Galo. O time atleticano venceu, em 2012, sete jogos seguidos e já alcançou este feito em 2021. Por isso, a missão é derrotar o Juventude para fazer com esta sequência de vitórias se torne a mais positiva da história do Atlético no Brasileirão de pontos corridos.

Portanto, assim como no seu hino, o ideal atleticano nesta tarde é vencer, vencer, vencer!

Os números e o momento

As equipes que duelam nesta tarde possuem objetivos e realidades diferentes neste Brasileirão. O Atlético é um dos favoritos ao título e tem um elenco recheado, com diversos jogadores renomados, enquanto o Juventude voltou à elite após uma boa Série B em 2020 e tem a permanência como o grande objetivo do ano.

Como dito anteriormente, o Atlético está em um momento incrível no Brasileirão e soma sete vitórias seguidas na competição. Porém, no meio da última semana, o time de Cuca perdeu uma partida após mais de um mês invicto: o Bahia derrotou o Galo por 2 a 1, mas a classificação ficou com a equipe atleticana, ou seja, a tendência é que a derrota não tenha desanimado o time mineiro, pois o Atlético se classificou. E os números do Galo no Brasileirão impõem ainda mais respeito: além da 2ª colocação, o clube tem a melhor defesa – apenas 10 gols sofridos – e é dono da 2ª melhor campanha fora de casa.

Enquanto o Galo tem um ótimo desempenho como visitante, o Juventude tem ótimos números dentro de casa, ou seja, o jogo será bem difícil. Na 13ª colocação, com 16 pontos em 13 jogos, o Ju faz uma boa campanha, levando em consideração o elenco e as obrigações do time gaúcho. O curioso (e perigoso para o Atlético) é que o Juventude venceu quatro partidas neste Brasileirão, todas elas em casa: o time de Caxias do Sul é o 8º melhor mandante e o 2º pior visitante, já que conquistou 13 dos seus 16 pontos dentro de casa. Portanto, o Juventude confia na sua força caseira e irá dificultar a vida atleticana.

Enquanto os bons números do Juventude em casa assustam o atleticano, o retrospecto deixa o torcedor mineiro animado. Em 19 duelos entre as equipes, o Atlético venceu 11 vezes, houve quatro empates e o Ju venceu quatro vezes, porém, curiosamente, todas as vitórias do time gaúcho aconteceram no RS. Os últimos confrontos entre os times ocorreram em 2016, nas quartas de final da Copa do Brasil, quando o Galo venceu em MG, perdeu no RS e se classificou nos pênaltis.

As escalações

Para buscar a 8ª vitória consecutiva e a liderança do Brasileirão, o Atlético deve ir com força máxima contra o Juventude, mesmo com o importante duelo com o River Plate no meio de semana. Em relação ao time que perdeu para o Bahia na última partida, Nacho Fernández e Nathan Silva devem retornar – o argentino ficou fora do 1º tempo por desgaste e o zagueiro não atuou porque já jogou a Copa do Brasil pelo Atlético-GO. Mesmo com estes dois retornos, o técnico Cuca conta com vários desfalques: Keno, Marrony, Rafael e Zaracho estão no departamento médico, Vargas está suspenso e Arana está retornando ao Brasil após conquistar o ouro olímpico.

Provável escalação: Everson; Mariano (Guga), Nathan Silva, Alonso, Dodô; Allan, Jair (Dylan Borrero ou Sasha), Tchê Tchê, Nacho Fernández; Savarino, Hulk.

Assim como Cuca, o técnico Marquinhos Santos terá diversos desfalques para esta partida. O volante Jadson e o meia Wagner, ambos ex-Cruzeiro, estão fora por causa da COVID-19, porém a lista era maior e o Juventude contará com retornos: Michel Macedo – campeão da Libertadores pelo Galo -, Rafael Forster e William Matheus estavam isolados devido ao coronavírus e retornaram. Como todos três são titulares, o treinador do Ju dependerá apenas das condições físicas destes atletas para os colocar em campo desde o início. Além destas baixas, o Juventude não contará com três jogadores porque pertencem ao Atlético e estão emprestados: Bruninho, Guilherme Castilho e Vitor Mendes. No entanto, a grande ausência é o centroavante Matheus Peixoto, artilheiro da equipe que foi negociado com o futebol ucraniano.

Provável escalação: Marcelo Carné; Michel Macedo (Paulo Henrique), Rafael Forster (Cléberson), Didi, William Matheus (Alyson); Ricardinho, Dawhan, Matheus Jesus, Wescley; Paulinho Boia, Roberson (Ricardo Bueno). Técnico: Marquinhos Santos.

Juventude x Atlético

15ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
08/08/2021, 16:00 horas, Estádio Alfredo Jaconi
Transmissão: TV Globo (MG e RS) e Premiere
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments