O forte elenco resolveu! Os reservas Neto e Vargas marcam, Atlético vence o Athletico-PR por 2 a 0 e se aproxima da liderança

Vargas abriu o placar e deu uma importante assistência para o gol de Neto. Foto: Pedro Souza / Atlético

Uma sequência de sete vitórias consecutivas em um Campeonato Brasileiro não se faz com apenas um jogador. Uma série de dez jogos invictos não acontece por acaso. Sofrer apenas um gol nas últimas sete partidas é fruto de um ótimo elenco que aparenta estar, cada dia mais, encaixado. E este plantel renomado do Atlético deu um resultado claro nesta tarde, visto que o Galo não contou com Hulk – atleta que ficou fora por conjuntivite -, fez um 1º tempo sonolento e melhorou após as entradas de Neto e, principalmente, Vargas. Os reservas do Galo entraram muito bem, marcaram os dois gols e decretaram mais uma importantíssima vitória para o Atlético que se aproximou do líder Palmeiras.

Neste domingo, 1º de agosto, o Atlético venceu o Athletico-PR por 2 a 0 no estádio Mineirão e encerrou a sequência de derrotas em casa para o rival paranaense. O jogo desta tarde foi válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2021 e Eduardo Vargas e Neto marcaram para o time mandante.

Com o resultado, o Galo se aproximou da liderança do Brasileirão, visto que aproveitou o tropeço do Palmeiras contra o São Paulo e fez a sua parte. Com 31 pontos em 14 jogos, o Atlético está em 2º e vê o Verdão apenas um ponto à frente, com 32 tentos. É necessário destacar que as equipes irão se enfrentar no próximo dia 14 de agosto, daqui a duas semanas. Já o Athletico-PR perdeu a 5ª posição para o Flamengo e terminará a rodada na 6ª colocação, ainda dentro do importante G-6.

Os jogos e as atuações individuais

O Atlético fez muitos investimentos desde o início da temporada passada. Sim, as contratações, bancadas pelos mecenas, tiveram valores altos e o Galo tem a obrigação de entregar bons resultados com este ótimo elenco montado. E sim, o time mineiro está entregando. Nesta tarde, a importância de ter um plantel recheado ficou ainda mais claro: com a ausência de Hulk, o destaque da equipe, o time teve algumas dificuldades no 1º tempo, mas as mudanças feitas na 2ª parte surtiram efeito, os gols saíram dos pés dos reservas Neto e Vargas e todo o time atleticano venceu a partida, ou seja, o elenco conquistou estes três pontos pela sua qualidade.

Em campo, o jogo deixou a desejar na 1ª etapa. Enquanto o Atlético possuía a posse da bola, mas não conseguia ser agressivo, o Athletico-PR quase não atacou nos 45 minutos iniciais e o jogo foi bem sonolento. Curiosamente após a entrada de Vargas no intervalo, o Furacão foi melhor, perdeu algumas chances e viu o time atleticano chegar com perigo: marcou o gol de pênalti, balançou as redes com a jovem promessa e ainda teve outras chances, como o cabeceio de Eduardo Sasha. Enfim, tempos completamente distintos das duas equipes e o clube que saiu com a vitória foi quem atacou mais: o Galo.

Mesmo com os bons números defensivos destacados anteriormente – um gol sofrido nos últimos sete jogos -, o desempenho defensivo do Atlético assustou em algumas jogadas. O Athletico-PR teve chances reais após falhas de cobertura de Alonso e Dodô, jogadores que são talentosos e estão em um bom momento, mas estiveram desatentos na partida desta tarde. Apesar destes erros e do 1º tempo sonolento, a atuação atleticana foi boa e alguns nomes merecem destaque: Mariano e Allan seguem muito bem, com muita consistência, e Vargas foi o nome da partida, mesmo com a sua expulsão infantil nos minutos finais.

Atlético x Athletico-PR

Logo na escalação, a torcida atleticana foi surpreendida. Após 23 jogos seguidos como titular, o atacante Hulk ficou fora da partida por causa de um quadro de conjuntivite. Na vaga do camisa 7, Eduardo Sasha assumiu o comando de ataque. Já na zaga, como adiantado no pré-jogo do Blog, o técnico Cuca, suspenso na partida, optou pela volta de Nathan Silva no lugar de Réver. Com isso, o Atlético entrou em campo com Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê, Zaracho e Nacho Fernández; Savarino e Eduardo Sasha.

O 1º tempo

O Atlético começou bem na partida, mas sem tanta qualidade para acertar o gol adversário. Aos 9, Nacho Fernández recebeu na entrada da área, pela direita, e arriscou com a perna esquerda. O chute do argentino foi para fora, mas quase contou com desvio de Sasha, atleta que tentou cortar a finalização do companheiro. No minuto seguinte, Nacho fez boa jogada e tocou para Mariano. O lateral-direito foi ao fundo, cruzou para a área e encontrou a cabeça de Eduardo Sasha, porém o cabeceio do substituto de Hulk foi para fora. Na sequência, Nacho e Dodô também arriscaram, mas erraram a direção.

Após mais algumas finalizações erradas do Atlético, o Athletico-PR equilibrou a partida e até finalizou. Aos 21, Richard recebeu no meio e bateu, mas a bola não teve a direção certa. O Furacão chegou novamente, em cobrança de falta de Jadson no minuto 30 e um chute travado de Fernando Canesin aos 32, mas não aparentava estar com tanto ímpeto ofensivo.

Em meio a estas chegadas sem perigo do Furacão, o Galo acertou a meta adversária, sendo esta a primeira finalização certa da partida. Aos 22, em escanteio cobrado por Nacho Fernández, a bola passou pela área e o zagueiro Junior Alonso fechou na 2ª trave, cabeceando para o gol. Porém, como a tentativa do defensor atleticano foi sem força, o goleiro Bento fez a defesa com certa tranquilidade.

Um lance curioso deste 1º tempo aconteceu aos 27. Em saída de jogo do Athletico-PR, Allan pressionou, desarmou o adversário e a bola sobrou para Zaracho, atleta que estava em posição duvidosa em relação ao impedimento. A arbitragem mandou seguir e o argentino cruzou para a área, buscando Savarino. No entanto, Richard chegou em um carrinho muito rápido, isolou a bola e assustou a torcida do Furacão, já que o corte passou próximo da meta de Bento, em um possível gol contra bizarro.

Os minutos finais foram sem efetividade das duas equipes e o 1º tempo terminou com o cabeceio de Alonso – que não levou perigo – como a única finalização certa.

O 2º tempo

Início animado e gol atleticano

Após o intervalo, Cuquinha, comandante do Atlético na partida – já que o seu irmão, Cuca, cumpriu suspensão – optou por Vargas na vaga de Tchê Tchê. O intuito do time mineiro era ficar mais próximo do gol adversário, pois o time ficou mais ofensivo, mas, primeiramente, foi o Athletico-PR que chegou com perigo.

Aos 2, após erro de saída de jogo do Atlético, Richard achou Cittadini na entrada da área e o meio-campista teve uma boa chance. O camisa 18 driblou Alonso, arriscou de perna esquerda e o seu chute foi travado. Quatro minutos depois, Nicolas fez um ótimo cruzamento da esquerda e Cittadini dominou, aproveitando o erro de Dodô, atleta que deveria ter cortado o cruzamento com a cabeça. Com o domínio, Cittadini tocou para o meio e achou Jadson, mas o experiente meia hesitou no momento da finalização e isolou, perdendo uma grande chance.

Depois das boas chegadas do Furacão, o Atlético chegou e marcou o 1º gol da partida. A jogada começou com um belo lançamento de Vargas para Savarino no minuto 12: o venezuelano cruzou para a área e a zaga cortou. Na sobra, Nacho Fernández driblou Richard e o volante trombou com o argentino do Galo, cometendo o pênalti com o cotovelo.

O árbitro assinalou a penalidade em Nacho e o chileno Eduardo Vargas pegou a bola para cobrar. Chamando a responsabilidade, o camisa 10 do Galo cobrou muito bem, no canto direito do goleiro – Bento até acertou o canto, mas não alcançou – e balançou as redes do Athletico-PR. Gol de Vargas e 1 a 0 para o Galo.

O Furacão tentou reagir, mas a joia marcou

Logo após o gol, o Furacão chegou com perigo. Aos 16, Richard fez o cruzamento da esquerda e Khellven ajeitou para Léo Cittadini bater, porém a finalização do meio-campista do Athletico-PR foi muito ruim e saiu para a linha de fundo. Mais uma vez, o time paranaense não aproveitou a falha da defesa atleticana.

Na sequência, no minuto 19, em meia às tentativas de reação do Athletico-PR, Cuquinha fez uma importante alteração: Zaracho deixou o campo para a entrada do jovem Neto, volante da base do Atlético de apenas 18 anos. E a mudança surtiu efeito quatro minutos depois. Aos 23, Vargas recebeu dentro da área, estava bem marcado e foi muito inteligente: ele viu Neto na meia-lua e deu uma cavadinha para a promessa do Atlético. O jovem volante pegou a bola de primeira, bateu forte e contou com um desvio no zagueiro Pedro Henrique para “matar” Bento. O 1º gol de Neto como profissional e o 2º gol do Atlético na partida: 2 a 0 no placar.

No minuto 30, Renato Kayzer teve uma boa chance para diminuir a vantagem atleticana, mas parou no goleiro rival. O atacante aproveitou a falha de Alonso e tentou entrar na área, mas, com muita velocidade, Everson abafou e desarmou o atacante adversário. O Galo respondeu dois minutos depois em ótimo cabeceio. Sasha começou a jogada, tocou para Allan e o volante inverteu para Mariano. O lateral-direito fez o cruzamento e o próprio Eduardo Sasha entrou muito bem na 2ª trave, fez o cabeceio e a bola passou muito próxima da meta de Bento.

Lances finais

Nos minutos finais, o Atlético mexeu novamente: aos 33, Calebe e Réver entraram nas vagas de Sasha e Dodô, respectivamente; aos 41, Hyoran entrou no lugar de Allan. Desanimado pela desvantagem, o Furacão até chegou aos 36, em chute de fora da área de Terans, mas a tentativa do uruguaio, ex-Atlético, foi defendida por Everson.

O fim da partida ficou marcada por uma desnecessária expulsão de Eduardo Vargas. Já com cartão amarelo, o chileno deu uma cotovelada infantil em Pedro Henrique e foi expulso aos 44 do 2º tempo. Mesmo assim, os minutos finais foram tranquilos e o Galo venceu a partida por 2 a 0.

O Atlético volta a campo na próxima quarta-feira, 04, às 21:30, contra o Bahia, pela Copa do Brasil.

Atlético x Athletico-PR

61% Posse de bola 39%
11 Finalizações 8
3 Finalizações no gol 1
4 Escanteios 2
1 Impedimentos 1
14 Faltas 12
614 Passes 393
555 (90%) Passes certos 316 (80%)
Fonte: SofaScore.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Futebol Nacional
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments