Com curiosidades sobre a transmissão do jogo, Atlético duela com o Athletico-PR, algoz do Galo nos últimos anos

O último duelo no Mineirão foi vencido pelo Athletico-PR, quando o Galo estava passando pelo surto de COVID-19. Foto: Pedro Souza / Atlético

O confronto entre os dois mais tradicionais “Atléticos” do Brasil reserva diversas curiosidades. Dentro de campo, o time paranaense é um algoz do Galo nos últimos anos e não sente a pressão de atuar longe da Arena Baixada. Já o Atlético quer seguir com ótimos números no Campeonato Brasileiro e, por consequência, o time de Cuca deseja se aproximar do líder Palmeiras, equipe que tropeçou na rodada. Fora de campo, o destaque é que o jogo será transmitido na televisão apenas para os estados de Minas Gerais e Paraná pela TV Globo e também estará disponível no site do GE, sem qualquer outro canal transmitindo.

Neste domingo, 1º dia de agosto, às 16 horas, no horário nobre do futebol na televisão brasileira, o Atlético recebe o Athletico-PR no Mineirão. A partida desta tarde é válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2021.

As curiosidades sobre a transmissão

Algo que chama a atenção neste clássico entre os “Atléticos” é que apenas as pessoas que residem em Minas Gerais e no Paraná poderão acompanhar a partida com imagem na televisão. A única possibilidade dos residentes em outros estados acompanharem a partida é por meio da internet.

O confronto desta tarde, entre Atlético e Athletico-PR, terá transmissão na televisão feita exclusivamente pela TV Globo para os estados de Minas Gerais e Paraná. Sendo assim, nenhum canal de TV paga, como o SporTV e o TNT Sports, e nenhum pay-per-view, como o Premiere, poderão transmitir a partida. A outra forma de assistir o jogo com imagens é na internet: o site do GE irá transmitir o clássico entre os Atléticos. E a culpa desta “confusão” é do time paranaense.

O Athletico-PR é a única equipe que não possui acordo com o Premiere para as transmissões das suas partidas via pay-per-view e transmite em um canal próprio, com mensalidade paga pelos seus torcedores. Por isso, a partida não será transmitida no Premiere – apenas os dois jogos do Galo contra o Furacão que não estarão no pay-per-view, já que todos os outros times possuem acordo e os duelos estarão no Premiere.

Já nos direitos televisivos em relação à TV paga, o Atlético tem acordo com o Grupo Globo, tendo alguns jogos transmitidos no SporTV, e o Athletico-PR tem contrato com o TNT Sports, ou seja, as equipes possuem vínculos diferentes e não podem ter uma transmissão em nenhum canal de TV paga.

Algoz do Galo nos últimos anos

O atleticano pode até recordar da última partida entre as equipes, em dezembro de 2020, quando o Galo venceu o rival na Arena da Baixada por 1 a 0 – gol de Eduardo Vargas. Porém, as lembranças recentes, principalmente em casa, são ruins para o Atlético e a última vitória foi um alívio para a sequência de três derrotas seguidas para o xará.

Nas últimas quatro partidas, o Athletico-PR venceu três vezes e o algoz do time alvinegro se sente muito bem no Mineirão: as duas últimas partidas no Gigante da Pampulha, palco do duelo desta tarde, foram vencidas pelo Furacão: em 2019 e 2020. Além disso, o time paranaense venceu o xará em Minas Gerais em outras três oportunidades nesta última década: em 2017, em 2015 e em 2013, quando Cuca era o treinador e Bernard estava se despedindo do time mineiro.

No entanto, mesmo com um retrospecto recente negativo, o Atlético possui números favoráveis no histórico dos confrontos. Em 58 partidas entre as equipes, o Galo venceu 25 vezes, houve 12 empates e o Athletico-PR saiu de campo com a vitória em 21 oportunidades.

Dois dados curiosos do histórico do confronto entre os Atléticos: aconteceu apenas um empate nos últimos 23 jogos e os mandantes do confronto venceram apenas dois dos últimos oito duelos, ou seja, o dono da casa – no caso desta tarde, o Galo – tem sempre muita dificuldade.

Os números e o momento

Depois de tantas curiosidades, é necessário falar sobre os números das equipes e ambos os times estão entre as melhores equipes da competição: o Atlético está na vice-liderança, enquanto o Athletico-PR é o 5º colocado e quer entrar no G-4.

O Galo vive um momento único na temporada: são nove jogos invictos, onde o time venceu sete vezes e empatou dois jogos, justamente as duas partidas contra o Boca Juniors, ou seja, trata-se de uma sequência extremamente positiva. No Brasileirão, o Atlético venceu os últimos seis jogos e segue na perseguição ao líder Palmeiras: com 28 pontos em 13 jogos, o time mineiro quer vencer para ficar apenas um tento atrás do Verdão, visto que o time paulista empatou e está com 32 pontos. Em caso de empate ou derrota, o Galo pode perder a vice-liderança para o Fortaleza.

Já o Furacão também ostenta bons números recentes: três vitórias consecutivas, classificação na Copa Sul-Americana e boa vitória na ida das oitavas de final da Copa do Brasil, partida realizada no meio de semana e o time paranaense venceu o Atlético-GO por 2 a 1. No Brasileirão, o Athletico-PR tem bons números e até liderou a competição após um bom início: são sete vitórias, dois empates e apenas três derrotas, ou seja, o Furacão conquistou 23 pontos em 12 jogos e quer se aproximar do G-4.

As escalações

No último meio de semana, o Atlético venceu o Bahia por 2 a 0 pela Copa do Brasil com o seu time titular e deve seguir com, praticamente, a mesma formação. A única mudança esperada é o retorno de Nathan Silva à dupla de zaga, visto que o defensor não pode atuar pelo Galo na Copa do Brasil – defendeu o Atlético-GO anteriormente. Portanto, com o retorno de Nathan Silva, Cuca, treinador que está suspenso e não ficará na área técnica, deve manter o seu onze inicial que já pode ser considerado o time titular. A grande novidade deve estar no banco: após ser afastado por causa da COVID-19, o chileno Eduardo Vargas será relacionado nesta partida.

Provável escalação: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso, Dodô; Allan, Tchê Tchê; Nacho Fernández, Zaracho; Savarino, Hulk. Técnico: Cuquinha.

Assim como o Galo, o Athletico-PR está focado em várias competições e o time está desgastado. Porém, ao contrário do treinador do rival alvinegro, o técnico português António Oliveira deve poupar alguns jogadores. O velho conhecido da massa atleticana, David Terans, pode ser um dos poupados, já que a intenção do técnico pode ser contar com 100% do uruguaio, que está em ótima fase, na partida frente ao Athletico-GO no meio de semana. Além de Terans, o lateral-direito Marcinho pode ficar no banco e Nikão sequer viajou para Minas Gerais. Já o veloz Vitinho está suspenso e Matheus Babi se lesionou na última partida, ou seja, o Furacão tende a colocar em campo uma formação bem modificada.

Provável escalação: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno, Zé Ivaldo, Nicolas; Richard, Erick (Christian), Léo Cittadini; Carlos Eduardo (Terans), Renato Kayzer. Técnico: António Oliveira.

Atlético x Atlético-PR

14ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
01/08/2021, 16:00 horas, Mineirão
Transmissão: TV Globo (MG e PR) e site do GE
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Alex dos Santos (SC).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments