Mesmo adversário, mas uma tensão diferente no duelo: Atlético enfrenta o Bahia nesta quarta pela Copa do Brasil

Os rivais desta quarta se enfrentaram no último domingo, em uma boa vitória do Atlético. Foto: Pedro Souza / Atlético

Parece reprise, porém será um jogo com uma tensão bem diferente: três dias após se enfrentarem no Mineirão, Atlético e Bahia duelam no Gigante da Pampulha novamente, mas, desta vez, é outra competição. A Copa do Brasil se afunila e as equipes duelarão nesta noite – e na próxima quarta, 04 – pelas oitavas de final da milionária competição de mata-mata. Por se tratar de uma competição de mata-mata, a tensão é diferente porque qualquer tropeço compromete toda a campanha. Enquanto o Atlético é um dos favoritos ao título, o Bahia busca passar mais de algumas fases para arrecadar uma premiação ainda maior e, quem sabe, ser o azarão da Copa do Brasil. É importante destacar que a equipe que se classificar para as quartas de final arrecada 3,45 milhões de reais.

Nesta quarta-feira, 28, o Atlético recebe o Bahia no Mineirão e as equipes se enfrentam às 21:30 com transmissão da TV Globo Minas, SporTV 3 e Premiere. O importante duelo é válido pelo jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil e é importante destacar que a competição não usa o gol fora de casa como critério de desempate.

Novamente Atlético e Bahia?

É claro que é estranho, porém, em um intervalo de 10 dias, Atlético e Bahia irão se enfrentar três vezes, sendo dois jogos pela Copa do Brasil e um confronto pelo Brasileirão.

  • 25/07: Atlético 3 x 0 Bahia no Mineirão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro;
  • 28/07: Atlético x Bahia no Mineirão, pela partida de ida das oitavas da Copa do Brasil;
  • 04/08: Bahia x Atlético no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, pela partida de volta das oitavas da Copa do Brasil;

O duelo pelo torneio de pontos corridos aconteceu no último domingo, 25, e o Galo ganhou por 3 a 0. O 1º tempo de Atlético e Bahia foi bem sem graça, mas após o intervalo, principalmente com a ótima entrada de Eduardo Sasha, o Galo reagiu e viu Hulk decidir a partida com dois gols. No 1º gol, Hulk arrancou, tabelou com Sasha e bateu com a perna direita na saída do goleiro. No 2º tento, o artilheiro roubou a bola, acelerou, sofreu pênalti e cobrou com precisão. No fim do jogo, com o placar já resolvido, Hyoran cobrou escanteio de forma fechada e Nathan aproveitou o rebote para decretar o placar.

Estes três confrontos irão aumentar um retrospecto que já possui muitos jogos, além de uma larga vantagem atleticana: são 65 encontros dos rivais, onde o Atlético venceu 30 vezes, houve 19 empates e o Bahia derrotou o adversário em 16 oportunidades. É claro que o último confronto anima o time atleticano, no entanto, em um recorte recente, o Galo venceu duas das últimas 12 partidas contra o sempre complicado time baiano.

Os números e o momento

A última partida, a qual foi bem vencida pelo Atlético, enfatizou ainda mais o momento das equipes: o Galo vive um ótimo momento e pode encerrar o mês de julho invicto, enquanto o Bahia segue ostentando resultados ruins e os números defensivos preocupam muito.

Em 27 de julho, há mais de um mês, o Atlético, ainda desfalcado pela COVID-19 e pela Copa América, perdeu para o Santos. Depois deste revés, o time de Cuca entrou em campo seis vezes pelo Brasileirão e conseguiu seis vitórias, além dos dois empates contra o Boca Juniors. Portanto, o Galo é o vice-líder do Brasileirão, está nas quartas de final da Libertadores, está invicto neste mês e busca a classificação na Copa do Brasil, ou seja, motivação não irá faltar. Além de todos estes bons números, o time alvinegro sofreu apenas um gol nos últimos cinco jogos e marcou nove vezes nas últimas quatro partidas em casa.

Em contrapartida ao bom momento e ótimos números atleticanos, o Bahia quer usar a mudança de competições para ganhar um ânimo diferente, visto que o atual momento no Brasileirão preocupa. O Tricolor de Aço perdeu as últimas três partidas e as estatísticas destas partidas preocupam: são três derrotas, nove gols sofridos, nenhuma bola na rede e muita falta de confiança. Porém, na Copa do Brasil, o Bahia está com bons números: eliminou o Campinense, Manaus e Vila Nova nas fases anteriores, com 12 gols feitos em três partidas.

As escalações

No final de semana, frente ao mesmo Bahia, o técnico Cuca promoveu algumas mudanças no time titular e Tchê Tchê ficou no banco, além de Savarino que sequer foi relacionado. A expectativa é que estes jogadores retornem aos onze iniciais, visto que são titulares da equipe alvinegra. A baixa da escalação para este jogo é o ótimo zagueiro Nathan Silva – que foi analisado aqui -, visto que o atleta já disputou a Copa do Brasil pelo Atlético-GO e não poderá jogar pelo Galo. Igor Rabello deve ser titular, mas Réver briga pela vaga ao lado de Alonso. Um retorno importante para o Atlético é o chileno Eduardo Vargas, que estava afastado por causa da COVID-19 e estará no banco de reservas neste duelo difícil com o Bahia. Keno, Jair, Marrony e Rafael seguem no DM, enquanto Arana está nos jogos olímpicos.

Provável escalação: Everson; Mariano, Igor Rabello (Réver), Alonso, Dodô; Allan, Tchê Tchê, Zaracho, Nacho Fernández; Savarino, Hulk. Técnico: Cuca.

Já o Bahia chega nesta partida pressionado pelos oito gols sofridos nas últimas duas partidas, contra Atlético e Flamengo. O time de Dado Cavalcanti está muito mal e o treinador sabe que necessita entregar um futebol melhor, pelo menos. Por isso, o técnico do Bahia pode alterar a sua defesa, a fim de segurar o forte ataque do Galo: Luiz Otávio é uma possível novidade na defesa na vaga de Ligger. Outra novidade na escalação é o meio-campista Daniel, já que o Tricolor de Aço conseguiu a conversão da suspensão do atleta junto ao STJD. O desfalque da equipe é Maycon Douglas, atleta que entrou na última partida, mas já jogou a Copa do Brasil pelo ABC.

Provável escalação: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio (Ligger), Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Jonas, Daniel (Lucas Araújo); Rodriguinho, Rossi, Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Atlético x Bahia

1ª partida das oitavas da Copa do Brasil de 2021
28/07/2021, 21:30 horas, Mineirão
Transmissão: Globo Minas, SporTV 3 e Premiere
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Evandro de Melo Lima (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments