Vingadores, avante! No sábado do Atlético, as Vingadoras subiram para a Série A1 do Brasileiro Feminino e Hulk decidiu no masculino

O Galo feminino está na elite! Foto: Bruno Sousa / Atlético

“Vingadores, avante!” Esta é a famosa frase do Capitão América nos quadrinhos e no último filme dos Vingadores, conjunto de heróis da Marvel que faz muito sucesso no Brasil e em todo o mundo. Esta frase, no filme, indicou a reunião dos heróis em busca da batalha final contra Thanos, mas, no Atlético, os Vingadores agiram durante a temporada, com foco neste sábado, 18 de julho, e ainda podem realizar feitos maiores até o fim de 2021.

No sábado, o time feminino do Atlético, conhecido como Vingadoras, enfrentou o América no SESC Venda Nova, empatou por 0 a 0 e conseguiu o acesso para a Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino, visto que a equipe havia vencido o rival mineiro na 1ª partida por 3 a 1. Portanto, pela 1ª vez na sua história, as Vingadoras disputarão a elite do futebol brasileiro. Um grande passo para as meninas do Galo que ainda podem buscar o título da Série A2,pois estão na semifinal do campeonato. Vingadoras, avante!

Mais tarde, no mesmo sábado vingador, o time masculino do Atlético enfrentou o Corinthians na Neo Química e bateu o rival paulista, de virada, por 2 a 1. O Galo saiu perdendo, mas o vingador atleticano, Hulk, resolveu a partida com dois gols e o time atleticano alcançou a 5ª vitória consecutiva no Brasileirão. Esta legião de heróis atleticanos está, cada dia mais, dando orgulho à massa atleticana!

As Vingadoras de elite

Fundado em dezembro de 2018, o time feminino do Atlético alcançou um feito marcante neste sábado, 18 de julho. Após duas temporadas – 2019 e 2020 – sem êxito na Série A2 do Brasileirão, a equipe comandada por Túlio Hoffmann conseguiu o acesso para a elite do futebol brasileiro e disputará, em 2022, a Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino. Este passo é muito importante para o Galo se consolidar com um time masculino e feminino no mais alto nível do futebol. Parabéns para as meninas e para todos os envolvidos neste processo atleticano!

Os últimos meses atleticanos já indicavam que o clube estava na direção certa. Em dezembro de 2020, as Vingadoras venceram o Cruzeiro – único time de Minas que estava na Série A1 do Brasileirão em 2021 – na final do Mineiro Feminino e conquistaram o 1º título da categoria. Com a continuação deste importante projeto, o Galo foi recompensado pelo acesso, justamente contra outro rival de Minas Gerais, mas, desta vez, na Série A2.

Na 1ª fase da competição, as meninas do Atlético venceram cinco dos cinco jogos e chegaram ao mata-mata com 100% de aproveitamento. Nas oitavas de final, as Vingadoras eliminaram o Iranduba, time amazonense, pelo placar agregado de 3 a 1.

Por fim, nas quartas de final, o time feminino do Atlético enfrentou o América e quem se classificasse já garantiria o acesso à Série A1, visto que todos os quatro semifinalistas irão subir de divisão. Na 1ª partida, realizada no domingo passado, 11, no SESC Venda Nova, o Atlético venceu o América por 3 a 1 com gols de Bruna Cotrim, Flávia Gil e Marques – Carol fez o gol americano. No jogo da volta, neste sábado, 17 de julho, o placar não foi alterado e, consequentemente, as Vingadoras vibraram bastante, porque o resultado classificou o Atlético para as semifinais e o time conseguiu subir para a Série A1 do Campeonato Brasileiro. Além disso, nas próximas semanas, o time mineiro irá em busca do título da 2ª divisão para coroar ainda mais esta boa temporada. Parabéns para as Vingadoras!

O Vingador decidiu

Após a tarde histórica, onde as Vingadoras conseguiram o acesso para a elite do futebol brasileiro, o time masculino do Atlético entrou em campo na noite de sábado, 17, e conseguiu uma grande vitória em São Paulo. Na Neo Química Arena, o Corinthians abriu o placar, mas Hulk empatou em uma belíssima cobrança de falta, viu Jô, atacante adversário, perder um gol incrível e ainda marcou um bonito gol nos minutos finais. Uma partida heroica do vingador atleticano!

A força do Vingador que decidiu! Foto: Pedro Souza / Atlético

A partida começou bem ruim e ambos os times estavam apenas rodando a bola de lado, até que Nathan cochilou no meio-campo e Cantillo aproveitou para tocar para Gustavo Silva. O Mosquito acelerou pela direita, driblou Junior Alonso e abriu o placar para o Corinthians aos 38 do 1º tempo. A etapa inicial se encerrou com apenas este gol e nada mais, visto que os times estavam muito mal.

Após colocar o time, praticamente, titular em campo e o desempenho ser terrível no 1º tempo, Cuca teve que corrigir alguns erros e mexeu bastante na equipe. Com isso, o Galo esteve melhor na 2ª etapa e pressionou o Corinthians, equipe que não resistiu, mesmo com as boas defesas de Cássio em cabeceio de Zaracho e finalização bonita de Eduardo Sasha. Aos 18, depois de falta sofrida por Jair, Hulk cobrou com perfeição e colocou a bola no ângulo, sem chances para Cássio.

Depois do empate, o Corinthians tentou sair e chegou próximo do gol, mas, no minuto 35, Jô chutou, Everson fez a defesa e o rebote, com gol aberto, foi do ex-atacante do Galo. Incrivelmente, Jô acertou a trave de forma inacreditável e perdeu a chance do gol. Com isso, o Atlético foi ainda mais incisivo e marcou o gol da vitória com o seu vingador. Em boa tabela, Dylan Borrero tocou para Hulk e o atacante pedalou de uma forma diferente, visto que fingiu que iria bater de esquerda e finalizou cruzado com o pé direito. Um belo movimento para um belo gol, justamente o gol da vitória: 2 a 1 para o Atlético sobre o Corinthians, ou melhor, 2 a 1 para Hulk!

Com o resultado, o Atlético alcançou a 5ª vitória seguida no Brasileirão e chega com moral para o confronto frente ao Boca Juniors na terça-feira, 20, pela Libertadores. Com 25 pontos em 12 jogos, o Galo está, temporariamente, na vice-liderança do Brasileirão e torcerá para o líder Palmeiras e o 4º colocado Red Bull Bragantino tropeçarem neste domingo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments