Jornada dupla: Cruzeiro enfrenta o Avaí com o intuito de quebrar um tabu; já o Atlético “misto” duela com o Corinthians

Anselmo Ramon era o centroavante da Raposa, em 2011, na última vitória do time sobre o Avaí. Foto: Valter de Paula/Correio de Uberlândia.

Mais um sábado com rodada dupla do futebol mineiro: a CBF, novamente, colocou os dois maiores times de Minas Gerais para jogar em sequência e o Blog, como de costume, irá fazer a cobertura das partidas de Cruzeiro e Atlético. Os rivais possuem partidas importantes neste sábado, 17, e, curiosamente, estão em momentos inversos: a Raposa não vence uma partida há quase um mês e chega em uma terrível sequência de quatro empates seguidos, enquanto o Galo venceu os quatro últimos jogos pelo Brasileirão.

Mais cedo, às 16:30, o Cruzeiro enfrenta o Avaí no Mineirão com o intuito de quebrar um tabu que pode completar 10 anos. Logo no início da noite, às 19 horas, o Galo duela com o Corinthians na Neo Química Arena e a tendência é que o Atlético entre em campo com um time “misto” pensando no importantíssimo duelo da próxima terça-feira, frente ao Boca Juniors.

As partidas envolvendo Cruzeiro e Atlético terão transmissão exclusiva do Canal Premiere.

Cruzeiro x Avaí

O duelo havia se consolidado na Série A na última década, com a ascensão do Avaí, mas, pela segunda temporada seguida, as equipes se enfrentarão pela 2ª divisão do Campeonato Brasileiro. Um fato interessante deste confronto é que as equipes estão em momentos bem diferentes: o Cruzeiro não vence há cinco partidas, enquanto o Avaí está invicto há cinco jogos.

A equipe mineira, mandante da partida, chega neste jogo com bastante pressão, visto os últimos resultados. Depois de vencer o Vasco, em 24 de junho, o time de Mozart perdeu do CSA e engatou uma sequência de quatro empates seguidos: 3 a 3 com o Guarani, 0 a 0 com o Brasil de Pelotas e Coritiba, e, por último, 3 a 3 novamente, mas, desta vez, contra o Botafogo. Sendo assim, a Raposa permanece somando apenas um ponto por partida e a sua média de pontos indica esta estabilidade ruim do time mineiro: conquistou 11 pontos em 11 jogos e, por isso, o Cruzeiro está na 14ª posição. Se perder, a equipe pode terminar a rodada na zona do rebaixamento.

Na mesma rodada em que o Cruzeiro venceu pela última vez, o Avaí perdeu a sua última partida e chega neste jogo motivado pela sequência de cinco jogos invicto. O time catarinense venceu o CRB e o Londrina, empatou com Botafogo e Ponte Preta, e, na última partida, bateu o Confiança por 2 a 1 na Ressacada. Em 9º, com 15 pontos e um jogo a menos, o Avaí quer buscar uma vitória no Mineirão para se aproximar do G-4.

O detalhe mais curioso deste confronto é o longo tabu: há 10 anos, o Cruzeiro venceu o Avaí pela última vez. Após a vitória em agosto de 2011, a Raposa enfrentou o rival em nove oportunidades e não conseguiu vencer nenhum duelo: são sete empates e duas vitórias para o time catarinense nesta sequência invicta. Porém, fora esse tabu, o Cruzeiro segue com números positivos em relação ao histórico: a equipe mineira venceu três vezes, o Avaí ganhou dois jogos e houve nove empates em 14 confrontos entre as equipes.

As escalações

Algo que a torcida azul celeste está pedindo há algumas partidas pode acontecer nesta tarde: Marcelo Moreno tende a ser titular. Após dois gols na última partida frente ao Botafogo, o boliviano está com moral e deve ganhar a vaga de Rafael Sobis. Além disso, o suspenso técnico Mozart – será substituído pelo seu auxiliar Denis Iwamura – pode promover o retorno de Rômulo no lugar de Giovanni Piccolomo – atleta que foi muito mal frente ao Fogão – e a 1ª partida como titular de Wellington Nem, ocupando a vaga de Airton.

Estas são as mudanças pontuais de um time que segue com a ausência de Matheus Barbosa e o DM ainda conta com Raúl Cáceres e Ramon, dentre os jogadores que são, teoricamente, titulares. O curioso é que Guilherme Bissoli, Joseph, Matheus Pereira, Stênio e Thiago seguem fora da lista de relacionados por opção do treinador, enquanto Adriano não estará disponível porque acompanhará o nascimento da filha. A novidade no banco de reservas é Marco Antônio, destaque da base pedido pela torcida.

Provável escalação: Fábio; Norberto, Léo Santos, Rhodolfo, Jean Victor; Lucas Ventura, Rômulo, Marcinho; Bruno José, Wellington Nem (Airton), Marcelo Moreno. Técnico: Denis Iwamura.

Já o Avaí não possui tantos desfalques e irá enfrentar a Raposa, praticamente, com time titular. O time não conta com Alemão, Capa e Vinícius Jaú lesionados e Jonathan está suspenso, mas o lateral-direito Edilson retornou e reforçará a equipe de Claudinei Oliveira. O curioso é que o Avaí possui diversos ex-jogadores do Cruzeiro: além de Edilson, Diego Renan e Bruno Silva devem começar a partida em busca da “lei do ex”. Outros nomes como Betão, ex-Corinthians, Copete, ex-Santos, e Valdívia, ex-Atlético e Internacional, são bem conhecidos.

Provável escalação: Glédson; Edilson, Rafael Pereira, Betão, Diego Renan; Wesley Soares, Bruno Silva, Lourenço; Copete, Getúlio, Vinícius Leite. Técnico: Claudinei Oliveira.

Cruzeiro x Avaí

12ª rodada do Brasileirão Série B de 2021
17/07/2021, 16:30 horas, Mineirão
Transmissão:Premiere
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Cipriano da Silva Sousa (TO).

Corinthians x Atlético

O confronto entre Corinthians e Atlético nunca é um jogo comum por se tratar do encontro entre dois dos clubes com as torcidas mais fanáticas – infelizmente, mais uma vez, este duelo acontecerá sem torcida no estádio. E a tendência deste confronto é que tenha poucos gols, visto que o Timão e o Galo possuem as duas melhores defesas do Brasileirão: o Corinthians sofreu apenas oito gols – sendo só dois nas últimas quatro partidas – e o Atlético foi vazado em nove oportunidades, tendo um ótimo número recente: um gol sofrido nas últimas quatro partidas por todas as competições.

O Atlético chega nesta partida bem motivado, visto que está invicto há cinco jogos, mas a cabeça dos atleticanos pode estar na Copa Libertadores da América: na terça-feira passada, 13, o time mineiro empatou sem gols com o Boca Juniors e irá decidir, em casa, nesta terça, 20. Enquanto isso, no Brasileirão, o time soma quatro vitórias seguidas e está em 3º, com 22 pontos, três tentos atrás do líder Palmeiras. Em caso de vitória, o time de Cuca pode colar ainda mais na liderança, mas o grande objetivo é a partida do meio de semana e, por isso, a tendência é que o Atlético poupe alguns titulares e utilize o seu forte elenco.

Já o Corinthians deseja retomar a confiança no seu estádio: a Neo Química Arena não está rendendo a mesma boa quantidade de pontos como de costume e o Corinthians é o 6º pior mandante do Brasileirão. Com apenas uma vitória em casa, o Timão quer vencer o Atlético para aparecer na 1ª parte da tabela: atualmente, o time paulista está na 12ª posição, com 14 pontos, e deseja voltar a vencer. Na última rodada, o Corinthians duelou com o Fortaleza, no Castelão, e perdeu por 1 a 0. Para este jogo do início da noite, o objetivo corinthiano é vencer um forte adversário e ganhar confiança para a sequência do Brasileirão.

Enquanto o elenco e o momento na temporada indicam favoritismo para o Atlético, o Corinthians tem larga vantagem no histórico do duelo. Em 103 duelos, o Timão venceu 40 jogos, houve 28 empates e o Galo bateu o adversário em 35 oportunidades. Porém, na última temporada, o Atlético dominou o confronto: venceu em casa por 3 a 2 e derrotou o Corinthians, na Neo Química Arena, por 2 a 1, na 1º vitória atleticana no estádio corinthiano.

As escalações

O foco do Atlético não é esta partida frente ao Corinthians e sim o duelo contra o Boca Juniors, mas é indiscutível o desejo do time de vencer para dar sequência ao bom momento no Brasileirão. Mesmo assim, a decisão da comissão técnica atleticana foi não divulgar a lista de relacionados, com a intenção de não informar quais jogadores viajaram para São Paulo. Por isso, a tendência é que alguns titulares fiquem em BH e possam descansar.

Porém, mesmo sem a informação oficial, alguns fatos indicam que Nacho Fernández e Réver fiquem em Belo Horizonte, visto que o meia está retornando de lesão e o zagueiro saiu lesionado da partida contra o Boca. Já Igor Rabello está fora por suspensão e Arana está com a seleção olímpica, além dos três lesionados: Keno, Marrony e Rafael. Por isso, a tendência é de um time misto com algumas boas peças do forte elenco atleticano.

Provável escalação: Everson; Guga, Nathan Silva, Alonso, Dodô (Tchê Tchê); Jair, Alan Franco (Calebe), Dylan Borrero (Nathan), Hyoran; Vargas, Sasha (Hulk). Técnico: Cuca.

Em contrapartida à escalação atleticana, o Corinthians não terá novos desfalques e irá a campo com a escalação que está se consolidando como titular. Sylvinho está tentando dar um padrão ao time corinthiano e deve repetir a escalação do último jogo. Neste confronto, Fábio Santos e Jô possuem uma grande ligação com o Galo e podem buscar marcar contra o ex-clube. Enquanto isso, o destaque do Timão na temporada é Gustavo Silva, o Mosquito.

Provável escalação: Cássio; Fágner, João Victor, Gil, Fábio Santos; Cantillo, Gabriel; Gustavo Mosquito, Vitinho, Mateus Vital; Jô. Técnico: Sylvinho.

Corinthians x Atlético

12ª rodada do Brasileirão Série A de 2021
17/07/2021, 19:00 horas, Neo Química Arena
Transmissão: Premiere
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lúcio Beiersdorf (RS).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio de Pádua Affonso

Os dois maiores clubes de Minas??? KKKKKKKKrsrsrsrsrsr

Antonio de Pádua Affonso

Os dois maiores de Minas???? KKKKKKKrsrsrsrsrsrsr!!!!!