“Los Hermanos” deram show no Mineirão! Com brilho dos estrangeiros, Atlético goleia o Atlético-GO por 4 a 1

A dupla ZaNacho mostrando quantos gols cada argentino fez! Foto: Twitter do Atlético.

A noite de 1º de julho de 2021 contou com um show de Los Hermanos no Mineirão. Porém, a atração não foi musical e não trata-se da banda de rock brasileira que fez bastante sucesso com a canção “Anna Júlia”. “Los Hermanos” que deram um show nesta noite foram Matías Zaracho e Nacho Fernández. Os argentinos estavam inspirados, marcaram os quatro gols atleticanos e é necessário destacar que foram golaços. Uma goleada para o Atlético espantar a má fase e, principalmente, para evidenciar que alguns jogadores devem ser titulares do time mineiro.

Nesta quinta-feira, 1º de julho, o Atlético venceu o Atlético-GO por 4 a 1 no Mineirão. O jogo válido pela 8ª rodada do Brasileirão de 2021 deu continuidade ao ótimo retrospecto atleticano frente ao xará goianiense: são 12 vitórias em 16 jogos, além de marcar no mínimo três gols nas últimas quatro partidas frente ao Dragão.

Com o resultado, o Galo voltou a ficar mais próximo dos primeiros colocados. Com 13 pontos em oito jogos, o Atlético assumiu a 5ª posição e está cinco pontos atrás do RB Bragantino, líder do Brasileirão. Um feito interessante do Atlético é que o time ainda não havia marcado mais do que um gol em uma partida e fez isso justamente contra a, até então, melhor defesa do campeonato. Já o Atlético-GO terminou a rodada na 10ª posição, com 10 pontos.

O jogo e as atuações individuais

Qualquer análise sobre o jogo do Atlético deve começar exaltando o talento dos jogadores atleticanos. Matías Zaracho e Nacho Fernández mostraram o porquê que eles são os “queridinhos” da torcida. Ambos são muito talentosos, batem na bola de forma “diferente” e devem ser titulares desse time de Cuca. Cabe ao treinador entender a melhor escalação quando todos os jogadores estiverem disponíveis.

Mesmo sem marcar gols, Marrony e Savarino deram assistência e mostraram muita disposição tática, visto que ambos fizeram corretamente a recomposição e ajudaram na construção. Já Hulk segue em ótima fase e, com parceiros qualificados, fez mais uma ótima partida, dando duas assistências e finalizando seis vezes. Além deles, Mariano teve um ótimo desempenho defensivo, Jair se mostrou preparado para ser 1º volante, onde ele atua bem, e Tchê Tchê foi bem na improvisação na lateral-esquerda.

Enfim, os destaques individuais merecem mais destaque que a atuação coletiva do Atlético porque o time foi muito bem e aproveitou a habilidade de cada atletas . Alguns recursos táticos ainda devem ser corrigidos e Cuca errou ao demorar para substituir a equipe na 2ª etapa. Porém, o jogo atleticano foi muito bom, a atuação de todos, inclusive de Cuca ao optar por esta escalação, foram positivas e o Atlético merece aplausos. Além de aplausos, Zaracho e Nacho merecem a titularidade indiscutível deste time atleticano e, se desejarem, um par de ingressos para o show do Los Hermanos após o fim da pandemia.

Atlético x Atlético-GO

Com o retorno de jogadores importantes, como Rabello, Nacho e Savarino, mas com o desfalques de Allan, Arana e Keno – este último, está lesionado -, o técnico Cuca promoveu mudanças e a improvisação de Tchê Tchê na lateral-esquerda. Por isso, o Atlético foi a campo com Everson; Mariano, Rabello, Rever e Tchê Tchê; Jair, Zaracho e Nacho Fernández; Savarino, Hulk e Marrony.

O 1º tempo

Início devagar…

O jogo começou com amplo domínio atleticano, mas sem grandes chances. Aos 8, o Atlético produziu uma ótima jogada pela direita e Mariano fez um belo cruzamento para a área. Marrony entrou de carrinho e empurrou para o gol do Atlético-GO, mas Fernando Miguel estava bem posicionado e fez uma grande defesa no reflexo.

Com apenas esta boa chegada, a partida estava dominada pelo Atlético, mas o time mineiro não conseguia atacar com perigo, enquanto o seu rival sequer chegava no gol de Everson. Até o minuto 25, por exemplo, o Galo tinha 61% de posse de bola e havia finalizado quatro vezes – só a chance de Marrony teve a direção certa -, e o Atlético-GO não tinha chutado na meta atleticana.

Quatro gols em 20 minutos

Aos 28, Hulk avançou pelo meio e puxou um contra-ataque fatal para o Atlético. O artilheiro do Galo fez um ótimo passe para Matías Zaracho e o meio-campista argentino foi muito inteligente: Zaracho dominou dentro da área, esperou Nacho Fernández passar pela esquerda e atrair a marcação, e bateu “chapado” no ângulo direito de Fernando Miguel. Um belo gol de Zaracho: 1 a 0 no placar do Mineirão.

Nove minutos depois do seu 1º gol, Zaracho deu sequência a sua noite especial. Aos 37, Mariano e Zaracho pressionaram a saída de bola e roubaram. O argentino tocou para Savarino e o venezuelano cruzou para a área, onde Marrony ajeitou para trás e Zaracho apareceu, novamente. Na entrada da área, o camisa 15 foi muito esperto e bateu forte no ângulo direito de Fernando Miguel. Mais um chute indefensável de Zaracho. Mais um gol do Atlético: 2 a 0 no marcador.

Animado pela vantagem no placar, o Galo ampliou. No minuto 41, Savarino tabelou com Hulk e recebeu nas costas da defesa. Com muita inteligência, o venezuelano tocou para Nacho Fernández e o meio-campista bateu com quialidade, no ângulo de Fernando Miguel. Mais um gol de Nacho e o 3º tento atleticano no 1º tempo: 3 a 0 no placar.

Mesmo com domínio do Galo, o Dragão conseguiu chegar e diminuiu a vantagem do rival já nos acréscimos. Aos 46, em cobrança de escanteio pela esquerda, Rever tentou cortar e a bola bateu nas costas de Hulk. Com este azar da defesa atleticana, Marlon Freitas aproveitou e bateu na saída de Everson. Gol do Dragão e fim de um 1º tempo com quatro gols no Mineirão: 3 a 1 no placar.

O 2º tempo

Chances de Hulk e de Lucão

Diferentemente do começo da etapa inicial, os 45 minutos finais iniciaram com muito mais intensidade. Enquanto o Atlético finalizou cinco vezes nos 15 primeiros minutos – quatro chutes de Hulk -, o Atlético-GO chegou com muito perigo em um testada de Lucão.

Aos 3, Hulk recebeu lançamento de Tchê Tchê e bateu. Em dois tempos, Fernando Miguel fez a defesa. Três minutos depois, Nacho fez a jogada pela esquerda, mas cruzou devagar. Após a tentativa de corte da defesa, Hulk aproveitou e chutou, porém a bola foi no meio do gol.

No minuto 12, Nacho lançou Hulk e o artilheiro driblou o zagueiro. Ao tentar passar pelo goleiro Fernando Miguel, o arqueiro abafou e impediu o avanço do atacante. Aos 13, após boa jogada de Mariano, o camisa 7 finalizou em cima da defesa do Dragão. No lance seguinte, Hulk tentou novamente, desta vez de perna direita, mas chutou para fora.

O Atlético-GO chegou com perigo no minuto 15. Após cruzamento da esquerda, a defesa atleticana ficou parada “assistindo” e Lucão cabeceou com muita liberdade. A testada foi forte e encontrou o joelho de Everson. O goleiro atleticano fez uma grande defesa, mostrou reflexo e salvou o Atlético.

Mais chances e o golaço final

O jogo não esquentou porque os dois times estavam sem tanta intensidade e cansados. Por alguns minutos, a partida não teve boas chances. Aos 34 e 35, Hulk chegou com perigo. No 1º lance, Nacho sofreu a falta e cobrou rápido, encontrando o camisa 7 na área. O atacante hesitou na batida e tocou por cobertura na saída de Fernando de Miguel. A bola, caprichosamente, foi na parte de fora da meta do Dragão. No lance seguinte, Hulk driblou e bateu de fora da área. Desta vez, Fernando Miguel voou e fez uma linda defesa no canto direito.

Após duas boas chegadas de Hulk, o Atlético-GO chegou com perigo em duas oportunidades. Aos 37, após cruzamento pela direita, Pablo Dyego cabeceou com perigo e Everson fez mais uma bonita defesa. Quatro minutos depois, André Luís chegou no fundo, também pela direita, e cruzou para trás. Gabriel apareceu na área e bateu, mas a bola subiu demais.

Para fechar o “caixão”, o Atlético fez o 4º gol aos 43 e decretou a goleada. Após roubada de bola de Zaracho no meio-campo, Hulk tabelou com Hyoran e puxou o contra-ataque. O artilheiro viu Nacho Fernández pelo lado direito, perto da entrada da área, e passou a bola. O argentino, mesmo sem entrar na área, tocou com muita qualidade no ângulo direito de Fernando Miguel e fez um golaço. Mais um gol de Nacho. 4º gol do Atlético e 4º gol de argentinos: 4 a 1 para o Atlético e fim de papo.

O Atlético volta a campo no próximo domingo, 04, às 18:15, contra o Cuiabá, na Arena Pantanal.

Números da partida

Atlético x Atlético-GO
46% Posse de bola 54%
19 Finalizações 7
9 Finalizações no gol 3
4 Escanteios 4
1 Impedimentos 1
13 Faltas 12
477 Passes 558
393 (83%) Passes certos 469 (84%)
Fonte: SofaScore.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments