Enfim, o retorno de vários desfalques! Com o objetivo de voltar a vencer, Atlético enfrenta o Atlético-GO no Mineirão

O argentino está de volta: Nacho Fernández deve ser titular. Foto: Pedro Souza / Atlético

A última semana atleticana foi uma das piores do clube nos últimos anos. A ambição do Clube Atlético Mineiro na temporada é buscar títulos e, por isso, a equipe não pode tropeçar três vezes em sete dias. Mas isso aconteceu. Após empatar em casa frente à Chapecoense na segunda, o Galo visitou o Ceará e o Santos e perdeu as duas partidas. O momento é terrível. O time tem o objetivo (e a obrigação) de voltar a vencer. Felizmente para os torcedores, vários desfalques retornam nesta partida e poderão ajudar Cuca e companhia a voltar aos trilhos das vitórias.

Nesta quinta-feira, 1º de julho, às 19 horas, o Atlético enfrenta o Atlético-GO no Mineirão, em jogo válido pela 8ª rodada do Brasileirão Série A de 2021. O encontro entre os Atlético’s contará com transmissão do Premiere.

Os números e o momento

Dentre os 14 primeiros colocados do Brasileirão, Atlético e Atlético-GO são os piores ataques da competição: marcaram seis e cinco gols, respectivamente. Logo, o jogo tende a contar com poucos gols. Além disso, o Dragão possui a melhor defesa do Campeonato Brasileiro e sofreu apenas três gols em seis jogos. Um jogo que, certamente, será decidido em detalhes.

Como dito anteriormente, o Atlético vem em um momento terrível. O time de Minas Gerais somou um ponto nos últimos três jogos e perdeu algumas posições na tabela. Atualmente na 8ª posição, o Galo conquistou 10 pontos na competição e, se vencer, ganhará quatro lugares, alcançando o 5º lugar. Em caso de empate ou derrota, a tendência é que o clube alvinegro perca mais colocações. Seria, simplesmente, catastrófico para o Atlético mais um tropeço!

Já o Atlético-GO se orgulha de ter uma forte defesa, mas perdeu o seu pilar: o zagueiro Nathan Silva pertence ao Galo e não jogaria de todo jeito por estar suspenso, mas o time mineiro chamou o defensor de volta e o Dragão terá que encontrar algum substituto. Além desta baixa, o momento também não é animador: nas últimas quatro partidas, venceu apenas uma, perdeu duas vezes e houve um empate. Com 10 pontos em seis jogos, o Atlético-GO está em 7º, logo à frente do Galo, e deseja chegar à 5ª posição como o seu adversário almeja. É, definitivamente, um confronto direto em busca do G-6!

Enquanto o Atlético chega a este duelo frente ao seu xará goianiense em um momento ruim, o retrospecto indica grande favoritismo do time de Minas Gerais. Em 15 duelos, o Galo venceu 11 vezes, houve três empates e o Atlético-GO só venceu em 2011, em um jogo em Goiânia. Portanto, o Dragão nunca bateu o adversário em BH e os mineiros desejam dar continuidade a este tabu. Um detalhe interessante é que os últimos três duelos contaram com 16 gols, uma média superior a cinco por jogo – Keno, atleta que vive má fase, desencantou em uma partida frente ao Atlético-GO na última temporada.

Os novos desfalques e a volta de alguns

Para voltar a vencer, o Atlético, finalmente, contará com a volta de jogadores importantes: cinco atletas que estavam com COVID-19 e um importante atacante estava na Copa América. Em contrapartida, Cuca não contará com dois importantes canhotos suspensos que poderiam atuar na ala-esquerda e terá que promover uma improvisação.

Os retornos tão aguardados pelo atleticano estão começando a acontecer. Após isolamento e ausência em quatro partidas, o armador da equipe Nacho Fernández voltou aos treinamentos e tende a ser titular. O zagueiro Micael, os meio-campistas Dylan Borrero e Nathan e o atacante Marrony também retornaram após testar negativo para a COVID-19. O 6º retorno para esta partida é o ponta-direito Jefferson Savarino, venezuelano que estava na Copa América e foi eliminado precocemente.

Por outro lado, o técnico Cuca terá um grande problema por causa de dois novos desfalques: Allan foi expulso na última partida e Guilherme Arana recebeu o 3º cartão amarelo, ou seja, o time que já conta com Dodô lesionado não tem opções para a lateral-esquerda. Além destas três ausências “canhotas”, o Atlético segue sem Sasha – com COVID-19 – Alan Franco, Alonso, Vargas – na Copa América – e Rafael, arqueiro que está se recuperando de lesão.

As escalações

Com estes seis retornos, mas com as oito ausências, o Atlético irá com uma escalação mais forte, mesmo que deva ser feita uma improvisação. Enquanto Igor Rabello, Nacho Fernández e Savarino devem voltar ao time titular, a ala-esquerda não conta com nenhum possível atleta. Calebe já atuou por esta região com Jorge Sampaoli, mas a tendência é que Gabriel ou Mariano seja o substituto de Arana, visto que o talentoso Dodô está no DM. O restante do time tende a ser semelhante à equipe que tropeçou na última semana.

Provável escalação: Everson; Guga, Rever, Igor Rabello, Mariano (Calebe ou Gabriel); Jair, Tchê Tchê, Nacho Fernández; Savarino, Hulk, Keno. Técnico: Cuca.

Já o Atlético-GO foi surpreendido nesta semana pela notícia que o xará de Minas Gerais chamou o seu zagueiro titular de volta ao elenco. Nathan Silva, que já seria baixa por suspensão, retornará a Belo Horizonte e não atuará mais pelo Dragão. Na vaga do jogador que estava emprestado pelo Atlético, o técnico Eduardo Barroca deve optar por Oliveira. Como o time não conta com nenhum novo desfalque, a tendência é que Barroca mude apenas a dupla de zaga e o restante do time seja o mesmo que perdeu para o Red Bull Bragantino na última segunda-feira.

Provável escalação: Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder, Igor Cariús; Marlon Freitas, Willian Maranhão; Janderson, Arthur Gomes, Natanael; Zé Eduardo. Técnico: Eduardo Barroca.

Atlético x Atlético-GO

8ª rodada do Brasileirão Série B de 2021
01/07/2021, 19:00 horas, Mineirão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments