Jean Victor, Rhodolfo e mais cinco atletas: conheça o “pacotão de reforços” do Cruzeiro

O novo zagueiro do Cruzeiro: Rhodolfo. Foto: Twitter do Cruzeiro

A diretoria cruzeirense se antecipou e agiu forte no mercado durante esta semana. Sabendo que o time não tem dinheiro para quitar a dívida que será cobrada neste fim de mês, o Cruzeiro efetuou diversas contratações nesta semana e está “preparado” para ser punido pelo transfer ban, ou seja, a equipe azul celeste sabe que não poderá registrar novos jogadores e trouxe os reforços para o restante da temporada.

O “pacotão de reforços” do Cruzeiro contratado nesta semana contou com sete jogadores, onde seis já foram regularizados no BID, mas apenas quatro estarão aptos na próxima semana. Jean Victor, Norberto, Rhodolfo e Wellington Nem devem estar disponíveis já nas próximas rodadas. Keké foi contratado, mas passará por cirurgia e depende da sua recuperação. Eduardo foi registrado, mas, inicialmente, não será utilizado. Já Diogo Victor é um caso ainda mais curioso, visto que o jogador sequer foi registrado, mas se recuperará no Cruzeiro, com a intenção de ganhar ritmo de jogo.

Por isso, o Blog irá detalhar cada caso para o torcedor conhecer o “pacotão” de sete reforços do Cruzeiro. Confira!

Transfer ban

Primeiramente, se faz necessário explicar o porquê que a Raposa ficará proibida de contratar a partir da próxima semana.

Após condenação judicial do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), o Cruzeiro deve pagar 1,1 milhão de euros (quase 7 milhões de reais) para o Defensor Sporting, time uruguaio, por causa da dívida na contratação de Giorgian Arrascaeta. O TAS deu 30 dias, desde o fim de maio, para a Raposa efetuar o pagamento. Se não pagar, o time será punido, novamente, com um transfer ban, ou seja, caso não quite, o Cruzeiro ficará sem poder registrar novos jogadores.

Por isso, a equipe mineira deveria acertar esta dívida de 7 milhões de reais até o fim deste mês de junho, porém a diretoria já admitiu que não irá pagar e a FIFA proibirá novas contratações do time mineiro até o pagamento do débito. Com o distanciamento do investidor Pedrinho e com os diversos atrasos salariais, o Cruzeiro vive uma situação delicada no âmbito financeiro e correu atrás de vários reforços baratos antes da punição para tentar fortalecer o elenco.

Quatro atletas prontos para jogar

Dentre o “pacotão” de sete reforços, apenas quatro jogadores estão aptos para jogar nas próximas semanas e reforçar o time mineiro. Norberto e Wellington Nem chegaram no início da semana e o Blog já deu detalhes sobre a carreira desses atletas – veja aqui. O lateral-direito já até foi relacionado para a partida frente ao Vasco, mas não entrou. Para enfrentar o CSA, Norberto e Nem ficaram em Belo Horizonte e estão fora.

Já na tarde de sexta-feira, 25 de junho, o Cruzeiro anunciou dois defensores e ambos foram inscritos no BID até o fim de 2021.

Jean Victor é um lateral-esquerdo de 26 anos nascido em Minas Gerais, mas com carreira no futebol carioca. Cria da base do Botafogo, o jogador pertencia ao Boavista-RJ e jogou o Cariocão deste ano pela equipe, mas disputou a última Série B pelo Paraná. Na 2ª divisão de 2020, o ala canhoto fez 34 partidas pelo time paranaense, marcou dois gols e deu duas assistências. Jean esteve em campo no dia 09 de junho, frente ao Vasco, pela Copa do Brasil, e está com ritmo de jogo para atuar nas próximas rodadas cruzeirenses.

Já o zagueiro Rhodolfo tem um currículo mais cheio de títulos. Com 34 anos, o defensor se destacou no São Paulo no início da década passada, jogou no Grêmio e foi bicampeão nacional no Besiktas, na Turquia. Depois destas boas passagens, o zagueiro voltou para o futebol brasileiro e defendeu as cores do Flamengo, onde teve uma passagem com atuações contestadas. Em 2020, Rhodolfo foi para o Coritiba e fez 17 partidas na Série A do último ano. Após o fim do contrato, em fevereiro, o jogador ficou sem clube e assinou com o Cruzeiro, ou seja, está sem ritmo de jogo e, mesmo inscrito no BID, deve levar algumas semanas para estrear. Com muita experiência, Rhodolfo deve brigar por vaga no time titular.

O conturbado acerto com Keké

O Cruzeiro foi atrás do artilheiro do Campeonato Mineiro: foram seis gols em dez jogos no estadual e o prêmio merecido para o atacante que atuou pelo Tombense. Mas, por muito pouco, o jogador não pôde assinar com a Raposa.

O atacante esteve na Toca da Raposa no fim da última semana, fez exames médicos e foi diagnosticado um edema no pé do atleta. Esta lesão acarretará uma cirurgia e Keké não iria assinar com o Cruzeiro por questões médicas. Entretanto, no fim desta semana, a situação foi modificada e o jogador já foi registrado pela Raposa.

Após o diagnóstico, o atacante sentiu muito a impossibilidade de assinar com a Raposa, visto que seria a maior chance da sua carreira. Por isso, o Tombense irá bancar a recuperação do atleta na Toca, juntamente à cirurgia que será feita, e o Cruzeiro irá pagar o salário quando Keké estiver apto para jogar.

Keké é um atacante vertical e busca o gol com muita velocidade e, quando estiver apto, irá fortalecer o instável ataque cruzeirense.

Chegaram, mas não irão jogar

As cinco contratações anteriores eram esperadas e o time mineiro esteve até sondando a situação de Leandro Carvalho, atacante do América, mas o negócio não foi para frente. No entanto, a sexta-feira também ficou marcada por dois reforços inesperados chegando à Toca da Raposa.

Mesmo ainda não anunciados pelo Cruzeiro, Eduardo foi registrado no BID e Diogo Victor se recuperará no Cruzeiro.

O atacante Eduardo tem 22 anos e chega por empréstimo até o meio de 2022 juntamente ao Tombense. O jogador, cria da base do Ceará, esteve no Primavera-SP neste início de ano, disputou a Série A3 do Paulistão e marcou dois gols em 19 jogos. Segundo o GE.com, o Cruzeiro afirmou que a contratação foi apenas uma oportunidade de mercado e, inicialmente, não será utilizado por Mozart. Como tem 22 anos, Eduardo não pode atuar na base.

Se o caso de Eduardo é inusitado, a outra contratação cruzeirense é ainda mais curiosa. Segundo informações da Gazeta Esportiva, Diogo Victor está em Belo Horizonte e será integrado ao elenco cruzeirense. O jogador ainda não foi anunciado pela Raposa e o clube não comunicou como funcionará o negócio, mas as informações dizem que Diogo irá trabalhar na Toca da Raposa para recuperar a forma física e adquirir condições de jogo. Com 24 anos, Diogo Victor não atua desde abril de 2018 e teve vários problemas extracampo, como uso de cocaína. A frustrada promessa da base do Santos teve passagem pelo sub-23 do Corinthians, Maringá-PR e não conseguiu se firmar no futebol.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments