Ainda mais desfalcado, Atlético duela com Ceará; mais tarde, pela Série B, Cruzeiro e Vasco protagonizam clássico de campeões brasileiros

O último confronto em BH entre Cruzeiro e Vasco, em 2019. Foto: Igor Sales/Cruzeiro

A quinta-feira vai ser animada no futebol mineiro. Por causa do jogo da seleção brasileira na noite da quarta-feira, alguns jogos foram remanejados para a quinta-feira e os maiores clubes de Minas Gerais entrarão em campo nesta noite. O Galo enfrenta o Ceará, fora de casa, ainda mais desfalcado devido ao novo surto de coronavírus no elenco. Já o Cruzeiro duela com o Vasco no Mineirão, pela Série B, em clássico de campeões brasileiros .

Nesta quinta-feira, 24, às 19 horas, o Atlético entrará em campo no Castelão e jogará contra o Ceará, em jogo válido pela 6ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro de 2021. Mais tarde, às 21:30, Cruzeiro e Vasco se enfrentam no Gigante da Pampulha, em BH, em partida válida pela 6ª rodada da Série B.

Como o jogo da Raposa e do time carioca acontecerá no horário nobre do futebol brasileiro, o qual foi remanejado para a quinta-feira nesta semana, o duelo terá transmissão da Globo, SporTV e Premiere. Já o jogo do Galo, o qual acontecerá mais cedo, terá transmissão somente do Premiere.

Ceará x Atlético

Curiosamente, pelo 2º ano consecutivo, o Atlético enfrentará o Ceará no Nordeste em meio a um surto de COVID-19. Em 2020, em 22 de novembro, os times duelaram no Castelão e o Atlético estava sem a maioria das suas estrelas. Mesmo assim, o time alvinegro saiu ganhando, sofreu uma virada e empatou no fim do jogo. Um ponto na superação, visto que Borrero havia sido expulso. E no jogo desta noite, o Galo quer se superar novamente e, desta vez, voltar para Minas Gerais com três pontos.

Com várias crias da base no banco, o Atlético enfrentou o Ceará no Castelão em 2020 e irá duelar nesta noite. Foto: Pedro Souza / Atlético

Os números e o momento

O time mineiro chega nesta partida após um decepcionante empate no início da semana. Na segunda-feira, 21, o Atlético empatou com a Chapecoense, em casa, por 1 a 1 e perdeu a chance de se tornar vice-líder do Brasileirão. Mesmo assim, a equipe de Cuca segue bem colocado no campeonato: está em 6º com 10 pontos, entra no G-4 com um empate e pode se tornar vice-líder com uma vitória em Fortaleza. O ponto forte do time alvinegro é a defesa, visto que, mesmo sendo vazada no último jogo, sofreu somente quatro gols nos últimos 11 jogos.

Em contrapartida ao momento razoável atleticano, o Ceará está mal e entra no duelo com o Atlético sob pressão. A equipe de Guto Ferreira fez seis jogos em junho: empatou três partidas e perdeu três vezes, além da eliminação na Copa do Brasil para o rival Fortaleza, ou seja, a última vitória foi em maio, sendo este o único triunfo do time cearense no Brasileirão. Com cinco pontos em 15 disputados, o Ceará está na 12ª posição, apenas dois pontos à frente da zona do rebaixamento. Diferentemente do Atlético, o Vozão está com problemas defensivos: sofreu gols em sete das últimas oito partidas.

Já o retrospecto indica que o Atlético é favorito. Em 25 duelos entre os times, o Atlético venceu 13 vezes, houve seis empates e o Ceará saiu de campo vitorioso em seis oportunidades. Um detalhe interessante é que são quatro partidas no confronto sem derrota pelo lado atleticano e o Vozão venceu apenas uma vez nos últimos sete jogos.

As escalações

A formação atleticana está totalmente debilitada. Após o teste positivo de Eduardo Sasha, o Galo conta com 14 desfalques: Dylan Borrero, Igor Rabello, Marrony, Micael, Nacho Fernández, Nathan e Sasha estão com COVID-19; Alan Franco, Eduardo Vargas, Jefferson Savarino e Junior Alonso estão com as suas respectivas seleções na Copa América; por fim, Dodô e Rafael estão lesionados e também não jogam.

Por isso, o time mineiro terá que se organizar com as peças do seu elenco que, mesmo bem desfalcado, segue forte. A tendência é que Cuca repita a escalação da última partida, visto que o novo desfalque é Sasha e o atleta havia ficado no banco.

Provável escalação: Everson; Guga, Gabriel, Rever, Arana; Allan, Jair, Tchê Tchê, Hyoran; Keno, Hulk. Técnico: Cuca

Já o Ceará também sofre com desfalques, mas tem menos ausências. Por causa da COVID-19, Guto Ferreira não conta com Alan Uchoa, Cléber, Fabinho, Klaus, Luiz Otávio, Richard e Rick. João Ricardo e William Oliveira estão se recuperando de lesão. O curioso na escalação do Vozão é que Vina, o destaque do time na última temporada e ex-jogador do Atlético, está no banco para Jorginho.

Provável escalação: Vinicius Machado; Gabriel Dias, Gabriel Lacerda, Messias, Bruno Pacheco; Oliveira, Fernando Sobral; Mendoza, Jorginho, Lima; Saulo Mineiro. Técnico: Guto Ferreira.

Cruzeiro x Vasco

As pessoas que assistiram a final do Campeonato Brasileiro de 1974 não imaginavam que aqueles protagonistas estariam disputando um jogo na 2ª divisão 47 anos depois. Um clássico do futebol brasileiro irá acontecer nesta noite de quinta-feira: Cruzeiro contra Vasco. Em meio a muitos títulos e às histórias lindas, as equipes foram rebaixadas, vivem uma forte crise financeira e terão que melhorar para deixar a Série B. Os títulos não entram em campo. Camisa não ganha jogo. Os dois tradicionais clubes brasileiros devem mostrar raça para vencer.

Os números e o momento

O Cruzeiro chega nesta partida ainda mais desesperado que o Vasco da Gama. O time azul celeste está na zona de rebaixamento para a Série C e precisa vencer em casa pela 1ª vez nesta edição da Série B. O time está muito pressionado porque conseguiu só quatro pontos em cinco partidas no torneio e está na 17ª posição. O momento é ainda mais preocupante ao observar que a Raposa perdeu sete dos últimos 11 jogos.

Assim como o Cruzeiro, o Vasco também está pressionado, porém está um pouco melhor que o rival desta noite. O time carioca iniciou a Série B com uma derrota e um empate, mas se recuperou e venceu dois dos últimos três jogos, incluindo uma importante vitória frente ao CRB por 3 a 0 em São Januário na última rodada. Mesmo assim, o técnico Marcelo Cabo está sendo cobrado visto que o Vasco conseguiu só sete pontos em 15 disputados, está em 10º e se encontra três pontos atrás do G-4 e à frente do Z-4, ou seja, está no meio do caminho.

Já o retrospecto deste clássico é muito equilibrado e tem um leve favoritismo para o lado cruzeirense, mesmo que a final do Brasileirão de 1974 tenha sido vencida pelo Vasco da Gama. O confronto desta noite será o 100º jogo entre as equipes e as últimas 99 partidas ficaram marcadas desta forma: o Cruzeiro venceu 36 vezes, houve 31 empates e o Vasco ganhou 32 jogos.

As escalações

O Cruzeiro não contará com dois jogadores que foram titulares na última partida: Giovanni Piccolomo e Weverton. O jovem zagueiro foi expulso na derrota para o Operário, ainda no 1º tempo, e cumprirá suspensão nesta partida. Já o meio-campista Giovanni sentiu um problema muscular e sequer foi relacionado. A boa notícia para a torcida azul celeste é o retorno de Raúl Cáceres após o atleta ficar isolado por causa da COVID-19. Além dele, Norberto, reforço anunciado nesta semana, também é uma novidade.

A curiosidade será observar a manutenção da formação com três defensores de Mozart. O técnico optou por este esquema no 2º tempo frente à Ponte Preta e no jogo contra o Operário, mas perdeu Weverton e não conta com o lesionado Brock. Cáceres é uma opção para a defesa.

Provável escalação: Fábio; Raúl Cáceres (Joseph), Ramon, Paulo; Rômulo (Norberto), Flávio, Matheus Barbosa (Rômulo), Felipe Augusto; Marcinho; Bruno José, Rafael Sóbis. Técnico: Mozart.

Já o Vasco ganhou muita confiança após vencer o CRB em casa. Com mais intensidade, o time carioca apresentou possibilidades em campo e deseja evoluir neste grande confronto contra o Cruzeiro. Porém, a escalação não poderá ser repetida porque Romulo testou positivo para a COVID-19 e se junta ao também infectado goleiro Vanderlei. Para substituir o volante ex-Grêmio e Flamengo, o técnico Marcelo Cabo deve optar por Andrey. O grande destaque vascaíno é o centroavante Germán Cano, artilheiro nato, mas um meio-campista busca a lei do ex: Marquinhos Gabriel irá jogar no MIneirão novamente.

Provável escalação: Lucão; Zeca, Ernando, Leandro Castán, Riquelme; Andrey, Bruno Gomes; MT, Marquinhos Gabriel, Morato; Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments