A inexplicável diretoria cruzeirense: após falar em “limitação financeira” ao negociar com Mattos, o Cruzeiro busca várias contratações com Pastana

O presidente Sérgio Santos Rodrigues, mandatário do Cruzeiro. Foto: Igor Sales / Cruzeiro

Por Pedro Bueno

O Cruzeiro vive uma das maiores crises da sua história. A parte financeira está, cada dia mais, debilitada. O time mineiro não consegue se reerguer no âmbito esportivo e, consequentemente, as questões monetárias não são resolvidas. E neste ciclo vicioso, mais uma temporada da Raposa está comprometida.

No desespero para subir de divisão, a inexplicável diretoria cruzeirense está realizando diversas contratações, mais uma vez, após o início da Série B. Um planejamento que não deu certo em 2020 e, aparentemente, é a tônica da vez na Toca da Raposa.

Após o fim do Campeonato Mineiro, a Raposa já anunciou a chegada de Flávio, Klebinho, Joseph e Wellington Nem, além de Guilherme Bissoli, atacante que chegou na semana da eliminação no estadual. O lateral Norberto tende a ser anunciado nos próximos dias. E nesta terça-feira, 22, a Rádio Itatiaia trouxe a informação que o Cruzeiro está negociando com o volante Dawhan, atleta da Ponte Preta, e o lateral-esquerdo João Victor, jogador do Boavista-RJ.

O curioso é que a diretoria, liderada por Sérgio Santos Rodrigues, não fechou com um dos mais badalados diretores de futebol, Alexandre Mattos, por causa de uma limitação financeira que existe no Cruzeiro. Certo. No entanto, ao ver a quantidade de contratações pós-Mineiro, esta mesma limitação não existe para Rodrigo Pastana?

Mattos e Pastana

A intenção da análise não é desqualificar nenhum profissional, porém, relembrando a imensa pedida da torcida azul celeste, a qual confia bastante no trabalho de Alexandre Mattos, bicampeão do Brasileirão no clube, é complicado imaginar que Mattos não foi tratado como o principal nome. O Cruzeiro chegou a negociar com Mattos no fim de maio e um empecilho óbvio foi pautado por Sérgio Santos Rodrigues em entrevista à Rádio Itatiaia: “ a limitação financeira”.

É claro que o Cruzeiro está limitado na parte monetária. O time mergulhou em dívidas e a justificativa para não contratar Alexandre Mattos, naquele momento, seria compreensível, visto que o time realmente não poderia conceder a autonomia financeira almejada por um diretor tão forte no mercado como Mattos.

No entanto, após a chegada de Rodrigo Pastana e o ataque do Cruzeiro no mercado, a razão para a não contratação de Mattos se tornou inexistente. O novo diretor da Raposa chegou e está muito ativo no mercado, realizando várias contratações em pouco tempo. A limitação financeira existe apenas para um lado?

É claro que, pelo patamar de cada diretor, Mattos poderia almejar reforços mais badalados. Porém, uma conversa simples, explicando que reforços como Pastana está encontrando seriam possíveis, poderia fazer com que Alexandre reassumisse o cargo no Cruzeiro. É necessário repetir: a intenção não é criticar o trabalho de Pastana, mas as justificativas para a não chegada do favorito são destruídas após este início de trabalho do novo diretor com várias contratações.

Construir elenco em meio à Série B

Além de toda esta questão que impediu a chegada de Mattos, outro aspecto pode prejudicar o cruzeirense nesta “altura do campeonato”. O Brasileirão Série B começou há quase um mês, em 29 de maio, e o Cruzeiro está na zona do rebaixamento. Com apenas quatro pontos em cinco jogos, o desempenho é muito preocupante, pois mais um ano na 2ª divisão seria desastroso para a Raposa.

Por causa deste desespero para sair desta situação, o presidente Sérgio Santos Rodrigues optou pela mesma estratégia frustrada da última temporada: construir elenco em meio à Série B. Como dito anteriormente, após o fim do Mineiro, o Cruzeiro está próximo de anunciar o 6º reforço e está negociando com dois novos atletas. Como é feito o entrosamento? São peças que chegam para assumir a titularidade? A gestão interna é a ideal?

As respostas para as perguntas anteriores são preocupantes. O Cruzeiro não está no caminho ideal porque é claro que seguir os trilhos de 2020 não é a melhor maneira. Após ficar em 11º lugar na Série B e ser o 1º dos times grandes do Brasil a ficar na 2ª por dois anos consecutivos neste século, a impressão que fica é que a diretoria não aprendeu. A Raposa já fez história no ano passado e, aparentemente, está seguindo neste cenário tenebroso.

Enfim, a chegada de Mattos não seria salvadora, mas não existem mais justificativas para a não contratação. A limitação financeira não seria um empecilho porque o Cruzeiro, mesmo em uma crise histórica e com salários atrasados, está dando esta autonomia para Rodrigo Pastana. Uma situação embaraçosa para a diretoria cruzeirense. Sérgio Santos Rodrigues tem muito a esclarecer e o Cruzeiro deve melhorar bastante nos próximos meses para deixar este “fundo do poço”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Teobaldo

Em seu início o texto faz uma indagação e no seu desenvolvimento, dá a resposta: Mattos aceitaria ganhar X, desde que tivesse liberdade para contratar atletas de Série A. O clube não topou, pois não teria como pagar. Pastana aceitou ganhar X/2 desde que tivesse liberdade para contratar atletas, mesmo que de Série B. Como a realidade do clube “é o mundo aceito por Pastana”, fez-se essa opção. Pode ser especulado o fato de Mattos ter sido contatado por Pedro Lourenço para que não aceitasse trabalhar, por ora, no Cruzeiro, na esperança de Sérgio Santos Rodrigues entregar a rapadura. Aí o grupo de empresários assumiria o clube e Mattos assumiria o cargo de Diretor de Futebol com filosofia idêntica à de seus então empregadores. Só que o presidente não topou entregar o cargo, aí o plano dos empresários fez água.

jhon

Quero que esses empresários VTNC.

FLORENCIO DE SOUSA NETO

Boa tarde,
A grande verdade é que o atual presidente não tem competencia para administrar um clube igual ao cruzeiro.
Este atual presidente fez de tudo para assumir, o clube era comandado pelo conselho gestor.
Este sr. é aprendiz de presidente e apenas um fato justifica. A continuidade das familias união e perrellas dentro do cruzeiro.
Se outras pessoas de bem (empresarios) tive assumido o clube, já estariamos na serie A, com um time forte, estas familias que são um cancer para o clube, no minimo já estariam proibidas de frenquentar o CRUZEIRO.
Quero lembrar a este aprendiz de presidente, que a razão de um clube, sãos os seus torcedores,
Fora, Fora. Se vc é cruzeirense, entregue o nosso clube para quem pode reconstruir o cruzeiro.

OBS.: O Sete Camara abriu mão da presidencia do atletico, para outras pessoas assumissem, em beneficio do atletico.

Oh imbecil de presidente, copia o Sete Camara.

jhon

Assume você então.

Ivan Junior

Deixem o pavao do gel trabalhar em paz com seu diretor de futebol, o Banana. Pavão do gel, formado em “hadiministrassão” de empresa pela facCUldade de Rolandia, com pós graduação em “jesstão hemprezariau” pela universidade de Curralinho, além de “anus” de experiencia como aspone do Zerruela do pó e, também, dos gloriosos Gilvan gaga, Wagao cachaça, Mitair Eterno, Batore e Viadim, tem vastissima bagagem para adminsitrar a massa azul falida de merda do quinto dos infernos. Já foram despejados da sede do Barro Preto (os moradores de lá não pararam até agora a festa de comemoração) e alugaram duas salas na shopping do merdinha que queria ser grande. A Bilionario divida do Fudido EC cresce dia a dia. O que são algumas contratações destes perna de pau vindo da puta que pariu que, com certeza, devem receBer como salario um pastel com caldo de cana da Pastelandia. O presidanta está certissimo. Rumo ao a TRI Rebaxamento!!!

“VAI TOMAR NO CU!!!”
Véio desBocado do You TuBe xingando quem está cornetando o pavão do gel

OBrigado, vô!!”
Pavão do gel agradecendo o apoio de seu avô

“VAI TOMAR NO CU!!!”
Véio desBocado do You TuBe, agora xingando o pavão do gel que o chamou de seu avô

jhon

Esse bola pra trás não tá com nada, para de encher saco bando de urubu.

jhon

ESSE MATTOS É OUTRO 71.

Brasileiro Comum

Estão correndo para contratar porque ninguém tem 7 milhões para bancar a transferência do Arrascaeta e vão ficar proibidos de contratar após 7 de Julho. Que triste… Espero que continue