Curtas | Possíveis rivais do Galo na Copa do Brasil, interesse europeu em Arana, reunião de empresários cruzeirenses, reforços da Raposa e muito mais. Resumo semanal de Atlético e Cruzeiro

Sorteio da Copa do Brasil: Atlético é o único time mineiro que segue na competição. Foto: Thais Magalhães/CBF

O blog Bola Pra Frente traz um resumo semanal das notícias dos gigantes mineiros, com informações rápidas, pontuais e que deixam o torcedor atualizado sobre Atlético e Cruzeiro.

Atlético

Sorteio da Copa do Brasil

O Atlético, único representante de Minas Gerais na Copa do Brasil, descobrirá qual será o seu adversário na competição de mata-mata nesta terça, 22, às 16 horas. O sorteio das oitavas de final da Copa do Brasil contará com transmissão da CBF TV e no site e YouTube da CBF. Nesta fase, os 16 times não possuem empecilhos para duelar e qualquer time pode ser o adversário atleticano, ou seja, o rival do Galo pode ser desde um dos times mais fortes do Brasil, como o Flamengo, até a Juazeirense, equipe que eliminou o Cruzeiro e está na Série D. Portanto, o Atlético poderá ser sorteado para duelar com ABC, Athletico-PR, Atlético-GO, Bahia, CRB, Criciúma, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Grêmio, Juazeirense, Santos, São Paulo, Vasco da Gama e Vitória. Momentos depois da definição dos duelos, a CBF irá decidir qual será o mando de campo dos confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil.

Pescou três pontos no Sul

Uma vitória simples que o Atlético precisou de pouco mais de um minuto para definir. Com um gol relâmpago de Nathan, o Galo venceu o Internacional no Beira-Rio na última quarta-feira, 16. O placar marcou 1 a 0 após passe de Hulk e penetração de Nathan em meio à defesa adversária, a qual ficou apenas vendo o camisa 23. Um gol eficaz e mais três pontos conquistados sem sofrer gols.

Tropeçou em casa

Após vencer o Internacional no Sul, o Atlético chegou com muita confiança, na segunda-feira, 22, para o duelo frente à Chapecoense. No entanto, o jogo do Mineirão foi surpreendente e o time mineiro deixou escapar dois pontos. O empate entre Galo e Chape contou com poucos chutes certos – foram só três, além das duas bolas na trave -, algumas polêmicas e foi um jogo aberto desde o 1º minuto. Após os gols de Tchê Tchê e Ravanelli, atleta que converteu pênalti cometido por Allan, o placar de 1 a 1 foi justo, visto que a Chapecoense se superou e equilibrou o jogo, mesmo com um elenco muito inferior, enquanto o Atlético jogou mal e não aproveitou a chance de assumir a vice-liderança do Brasileirão.

Acúmulo de jogos do Galo

O Atlético está inserido em uma maratona de jogos e, curiosamente, a torcida espera que o time continue por muito tempo nesta sequência quarta-domingo, já que isso acontece por causa do bom desempenho esportivo. Por isso, o Blog levantou dados para evidenciar quanto tempo o Atlético está nesta sequência, qual prazo está garantido e até quando o Galo ficará jogando nos meios e nos finais de semana. Este acúmulo de jogos preocupa, visto que alguns jogadores já começaram a sentir o desgaste. Por exemplo, o lateral Dodô deixou o campo contra o Internacional lesionado e foi diagnosticado com uma lesão muscular na coxa esquerda. O tempo de recuperação não foi divulgado.

COVID-19 no Atlético

O Atlético confirmou na última segunda-feira, 21, cinco casos de COVID-19 no elenco alvinegro. Dylan Borrero, Marrony, Micael, Nacho Fernández e Nathan testaram positivo e estão isolados, ou seja, perderam o jogo frente à Chapecoense e, certamente, não duelarão contra o Ceará e Santos. Estes atletas se juntam a Igor Rabello, zagueiro que havia sido afastado antes da partida contra o Internacional. Além disso, o Atlético entrou em campo com outros sete desfalques – somando, eram 13 baixas – por causa de problemas físicos, acarretados pelo acúmulo de jogos citados acima, e devido à Copa América.

Interesse europeu em Arana

O jornal português Record trouxe uma informação que repercutiu bastante nas redes sociais dos atleticanos. A notícia portuguesa é que o Benfica avalia a contratação do lateral-esquerdo Guilherme Arana. O Atlético deve concretizar a compra do lateral por 5 milhões de euros após empréstimo – entenda a negociação aqui – e tende a receber propostas pelo ala em breve, visto que Arana é um dos destaques e jogará as Olimpíadas pelo Brasil. Ainda segundo o jornal português, o Benfica não chegou a fazer proposta oficial ao Atlético e ao jogador, e só entrará em contato após vender algumas peças, ou seja, trata-se de um simples interesse de um dos times mais tradicionais de Portugal, o qual é treinado por Jorge Jesus. Portanto, o interesse existe e o Benfica deseja pagar 6,5 milhões de euros, mas não há negociações, mesmo sendo provável que, durante esta janela de verão na Europa, algumas propostas surjam.

Manto da Massa 2.0

Após um sucesso enorme em 2020, o Atlético lançou uma nova edição do concurso do Manto da Massa, o qual irá produzir mais uma camisa para a massa atleticana. Com prazo de 10 dias – entre os dias 17 e 27 de junho -, os atleticanos poderão enviar os modelos ideais para serem analisados. Após uma seleção interna – entre os dias 28 de junho e 4 de julho -, o Galo publicará qual são os 13 finalistas e a torcida alvinegra poderá escolher qual será o novo Manto da Massa – votação programada a partir do dia 5 de julho até o dia 12. O produtor da nova camisa alvinegra receberá 13 mil reais, uma unidade da camisa e um ano como sócio Galo na Veia Forte e Vingador e a torcida atleticana poderá comprar o manto a partir do dia 13 de julho, sendo que os sócios terão 92 horas de exclusividade. Entre os dias 17 e 20 de julho, o público geral poderá efetuar a compra.

Vacina sim!

A pandemia do coronavírus segue atrapalhando a vida de milhões de brasileiros e existe apenas uma saída para este problema: a vacinação em massa. Portanto, vacinem-se! E o Atlético fez isso na última quinta-feira, 17. Após vencer o Internacional, a equipe mineira foi ao Paraguai, recebeu a 2ª dose da vacina ofertada pela Conmebol e retornou à Minas Gerais. Porém, com o novo surto de coronavírus no time atleticano, dois pontos devem ser ressaltados para evitar a desinformação em meio à torcida do Galo.

Primeiramente, os jogadores se vacinaram na última quinta-feira e, obviamente, ainda não deu tempo da vacina fazer efeito para imunizar os atletas. Além disso, a outra questão é que a vacina não impede a infecção, mas sim os sintomas graves, ou seja, quem é vacinado seguirá sendo diagnosticado com a COVID-19, mas não terá problemas maiores. Como ainda estamos inseridos em uma situação pandêmica, os jogadores são corretamente isolados mesmo sem sintomas. O vírus fará parte das nossas vidas, mas a vacina evita mortes. Vacina sim!

Cruzeiro

Alívio graças a Bruno José

O cruzeirense sofreu por dois motivos na última quarta-feira: o jogo entre Cruzeiro e Ponte Preta foi muito ruim tecnicamente e teve sofrimento até os minutos finais, visto que a vantagem era pequena. Mesmo assim, o gol de Bruno José no início da etapa final aliviou os cruzeirenses, os quais sonhavam com uma vitória nesta edição da Série B do Campeonato Brasileiro. Na última quarta-feira, 16, a Ponte Preta recebeu o Cruzeiro e os visitantes bateram os mandantes por 1 a 0. Mesmo com os três pontos, a situação seguiu delicada, visto que o time já havia perdido muitos pontos e não protagonizou um bom jogo em Campinas.

Fantasma agiu

E como indicado após o jogo frente à Ponte Preta, o futuro cruzeirense não estava bem encaminhado. Mesmo após vencer a Macaca, o Cruzeiro não ganhou confiança e perdeu para o Operário, em jogo bizarro. A Raposa passou por situações inusitadas: o zagueiro Weverton foi expulso depois de um carrinho infantil no meio do campo e o goleiro Fábio falhou, já nos minutos finais, após um chute de longa distância. Por causa disso, o Cruzeiro perdeu para o Operário por 2 a 1, pois o gol de Felipe Augusto não foi o bastante para a equipe mineira pontuar em um confronto que o time ficou com um jogador a menos por mais de 60 minutos, sofreu um lindo gol de bicicleta e levou um gol do “meio da rua”. É certo que existem coisas que só acontecem com o Cruzeiro!

Prováveis reforços cruzeirenses

O Cruzeiro deve anunciar nesta terça, 22, duas novas contratações. O pacote de reforços até seria maior, mas o 3º nome não assinará com a Raposa por questões médicas. A equipe mineira está organizando os últimos detalhes dos vínculos de Norberto e Wellington Nem, jogadores que realizaram exames em BH e devem vestir a camisa azul celeste em breve. Veja aqui os números dos dois futuros cruzeirenses. Já o 3º nome é Keké, mas o jogador do Tombense não teve condições de saúde para assinar contrato. Entenda aqui o motivo do ataque não fechar com o Cruzeiro.

Duas saídas do elenco

Enquanto o time mineiro deve anunciar dois novos jogadores, dois atletas devem estar saindo do elenco cruzeirense, visto que não apresentaram o melhor futebol para atuar com a camisa azul celeste. O goleiro Lucas França tem 25 anos, é cria da base cruzeirense e atuou na derrota para o CRB, quando Fábio estava suspenso. Porém, Lucas França não foi bem e o time mineiro não colocou empecilho em o emprestar quando surgiu proposta do Guarani. O goleiro deve ser anunciado em breve no time campineiro. A outra saída do elenco é mais inusitada. O lateral-direito Klebinho chegou a menos de um mês, estreou no jogo contra a Juazeirense e perdeu espaço. O Cruzeiro está avaliando, juntamente com o Flamengo, o retorno do atleta à Gávea, em uma negociação bizarra e sem explicações.

Saída de Deivid

Na última terça-feira, 15, o Cruzeiro oficializou a saída do seu diretor técnico. Após muitas polêmicas e reclamações da torcida cruzeirense, a diretoria cruzeirense resolveu desligar o ex-atacante Deivid, um dos grandes personagens da última temporada cruzeirense, visto que foi muito mal no cargo de diretor de futebol. No entanto, a demissão de Deivid, aparentemente, não foi por pressão da enorme torcida cruzeirense, mas sim devido à exposição do presidente em conversa vazada do ex-jogador. O até então diretor técnico do Cruzeiro enviou um áudio pedindo ajuda ao empresário André Cury, mensagem que repercutiu bastante e o presidente Sérgio Santos Rodrigues não gostou, já que o famoso agente e o mandatário cruzeirense estão rompidos e a conversa foi vista por muitos como uma “traição” aos comandos de Sérgio.

Número histórico

Em meio a bastidores turbulentos, um fato dentro de campo ficará marcado na história cruzeirense. Após muito tempo sem atuar pelo Cruzeiro, Ariel Cabral foi reintegrado e reestreou com o manto azul celeste. Com isso, o volante argentino ultrapassou o uruguaio Giorgian de Arrascaeta e alcançou o posto de estrangeiro com mais partidas pela Raposa. Com 189 jogos, Ariel Cabral colocou o seu nome na história da Raposa e, certamente, deseja ajudar ainda mais a Raposa nesta retomada na Série B. Reintegrado por Mozart, Cabral deve ter mais minutos nos próximos jogos e seguirá melhorando os seus números já históricos.

Reunião de empresários cruzeirenses

Um dos temas mais comentados na semana cruzeirense foi a possibilidade da equipe mineira se tornar um clube-empresa. O projeto, o qual é visto como uma possível salvação para a desordem que o Cruzeiro foi colocada, está sendo discutido na Câmara dos Deputados. Por isso e para resolver alguns problemas atuais, o Cruzeiro promoveu uma reunião entre a diretoria e alguns empresários na noite desta segunda-feira, 21. Esta reunião foi considerada o primeiro passo para encontrar outros investidores e discutir a ideia do clube-empresa. No entanto, a reunião não contou com a presença de Aquiles Diniz, Vittorio Medioli e Pedro Lourenço, nomes fortes e que desejam uma reconstrução para o Cruzeiro, mas que não estão em perfeita sintonia com as ideias de Sérgio Santos Rodrigues.

Voltou a ser um clube formador

No ano passado, o Cruzeiro descumpriu vários pré-requisitos da CBF para ser considerado um clube formador. O time mineiro havia perdido este importante certificado por causa da má gestão. Porém, nesta segunda-feira, 21, o clube comunicou que a CBF declarou que a Raposa voltou a ser um clube formador, visto que apresentou os seguintes pré-requisitos básicos: treinamentos para cada categoria, oferecer saúde, alimentação, educação e outras condições para os atletas. Como o Cruzeiro retornou ao posto de clube formador, o time assegura direitos em negociações de jogadores formados na base, ou seja, é um passo importante da prometida – e pouco cumprida – reconstrução cruzeirense.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments