Prestes a iniciar a Série B, o elenco do Cruzeiro está realmente preparado para voltar à elite?

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Por Pedro Bueno

Em todas as competições que o Cruzeiro entrar, o time disputará a melhor posição possível. O clube tem muita tradição, história e muitas glórias. A camisa é “pesada”. Porém, este peso não provoca o retorno do time para a Série A e isso ficou claro em 2020.

Mesmo com toda esta linda história, uma administração ruim rebaixou a equipe e outra gestão mal feita acabou levando à manutenção da Raposa na Série B. Após ficar em 11º na 2ª divisão do futebol brasileiro, é imaginado que a diretoria tenha aprendido com os erros para não acontecer novamente.

Após um início de temporada bom, com algumas irregularidades, Felipe Conceição foi contestado, porém continuou no cargo e está há quase 20 dias apenas treinando. A Série B começa no próximo sábado, 29, contra o Confiança. A pergunta de todos os cruzeirenses é: o elenco está realmente preparado para voltar à elite?

A campanha do Cruzeiro na Série B terá cobertura completa do Bola Pra Frente e, dois dias antes da estreia, o Blog detalhou o elenco, a fim de analisar quais são as carências.

Goleiros

O Cruzeiro conta com quatro goleiros e esta posição é, obviamente, a menos discutida. Mesmo prestes a completar 41 anos, Fábio começou muito bem a temporada e é titular sem contestações.

As outras opções são crias da base do Cruzeiro. Lucas França (25 anos) e Victor Eudes (22) tiveram chances recentemente, mas as oportunidades não mostraram o talento dos goleiros – sequer houve tempo de jogo para os arqueiros demonstrarem. Vinicius (22) é o quarto goleiro e, certamente, todos eles aprendem muito com Fábio.

O Cruzeiro não precisa de novos goleiros para esta temporada.

Zagueiros

Atualmente, a Raposa conta com seis zagueiros. O time perdeu Manoel, rompeu com Léo e emprestou Arthur, mas contratou, nesta temporada, Eduardo Brock (30 anos) e Joseph (26). Estes dois jogadores são contestados pela torcida, mas Joseph chegou recentemente e sequer estreou. Já Brock nem foi relacionado para a estreia da Série B e a confiança pode ter diminuído pouco tempo depois da sua chegada.

A dupla de zaga titular no Mineiro foi Ramon (26) e Weverton (18). O zagueiro mais experiente já é um pilar da defesa cruzeirense e o jovem atleta é uma promessa a ser lapidada. Mesmo que cometa erros, é importante que Weverton tenha a confiança do treinador para poder evoluir.

As outras duas opções são César (20) e Paulo (19), ambos da base do Cruzeiro. O primeiro nem estreou como profissional, enquanto Paulo já fez duas partidas, mas esteve próximo de ser emprestado. Após reivindicações da torcida, o jovem foi relacionado para estreia da Série B.

São seis opções, mas poucas peças aparentam ter a confiança de Felipe Conceição. Um bom zagueiro seria um importante reforço, mas devido ao momento financeiro, o Cruzeiro não deve ir buscar no mercado.

Laterais

O Cruzeiro conta com cinco laterais de origem. A Raposa ainda tem Joseph, atleta que foi anunciado como ala-direito, mas está treinando como zagueiro e, por isso, é uma opção do miolo de zaga.

Na lateral-direita, Raúl Cáceres (29 anos) é titular indiscutível da posição e bastante regular. Porém, o jogador precisa de concorrência para seguir em um bom nível. Os reservas são Geovane (19), cria da base, e Klebinho (22), lateral que acabou de chegar emprestado pelo Flamengo. Aparentemente, Klebinho será o reserva imediato de Cáceres.

Na esquerda, Matheus Pereira (20) é o dono da posição e a grande joia cruzeirense. Inserido em uma forte crise financeira, a Raposa precisará vender atletas em breve e Matheus é um excelente ativo. Alan Ruschel foi contratado para disputar posição, mas o nível baixo e a retomada de confiança do titular fez com que Ruschel fosse cedido ao América. Portanto, o reserva na lateral-esquerda é Kaiki (18), um dos destaques da base.

Tendo em vista que a esquerda está bem representada e a ala-direita acabou de receber uma nova contratação – Klebinho, anunciado nesta quarta, 26 -, o Cruzeiro não necessita de fazer novas contratações para a posição.

Volantes

O elenco do time mineiro conta com sete volantes mais defensivos. Adriano (21 anos), destaque do início de temporada, e Matheus Barbosa (26), atleta contestado, mas autor de três gols, além de possuir muita confiança de Felipe Conceição, formam a base do meio-campo.

Porém, após negociação com o América, Flávio (20) chegou e, com intimidade com o técnico dos tempos de Coelho, pode conquistar um espaço no time titular tanto na vaga de 1º volante (Adriano) ou como meio-campista pela direita (Barbosa).

Nas últimas partidas, Felipe Conceição promoveu a entrada de dois volantes em, praticamente, todas as partidas. Os criticados Jadson (27) e Matheus Neris (22) não fizeram bons jogos, mas são suplentes sempre usados.

Por fim, o experiente Henrique (36) e o jovem Lucas Ventura (23) – mais conhecido como Nonoca – nem entraram em campo na temporada e estão apenas treinando. Ariel Cabral também pertence à Raposa, mas sequer está registrado no site oficial do clube e está de saída.

Mesmo com carências, não deve ser a prioridade a contratação de mais volantes, ainda mais pela recente chegada de Flávio.

Meio-campistas ofensivos

O Cruzeiro possui quatro “armadores”, porém apenas Rômulo tem a confiança de Felipe Conceição. O meio-campista de 34 anos chegou e assumiu a organização do time pela esquerda. A idade avançada obriga que a equipe tenha peças de reposição nesta longa temporada.

As opções sem tanta confiança são Claudinho (20), Marcinho (25) e Marco Antônio (20). Claudinho chegou na última temporada, mas não engrenou com nenhum treinador. Marcinho foi contratado neste ano e foi titular em algumas partidas do Mineiro, mas não apresentou o futebol esperado e foi para o banco de reservas. Os dois atletas não foram relacionados para a estreia da Série B.

Já Marco Antônio é uma das promessas do time mineiro e um dos jogadores mais pedidos pela torcida. Neste período de treinos, o jovem foi comunicado que não faria parte do elenco e que poderia procurar um empréstimo, mas os torcedores pressionaram e Marco Antônio foi até relacionado para o 1º jogo da 2ª divisão. É esperado mais tempo de jogo para ele, visto que Marco nunca teve sequência como profissional.

Talvez esta seja a posição mais carente de uma contratação. A organização do Cruzeiro permanece ruim. O time aparentava buscar um reforço para posição quando anunciou Yeison Guzmán, porém o jogador desistiu do negócio e a Raposa não buscou um novo jogador para a função. Portanto, é necessário a chegada de um meio-campista ofensivo.

Atacantes

O plantel da Raposa apresenta 10 opções para o ataque, mas poucas são confiáveis. Airton (22 anos), Bruno José (23) e Rafael Sóbis (35) são os titulares e as melhores opções, mas ainda perdem muitos gols porque, principalmente os dois jovens pontas, cometem erros na hora da finalização.

Felipe Augusto (29), Guilherme Bissoli (23) e Stênio (18) são os reservas imediatos. Felipe tem a confiança do treinador, mas já teve atuações ruins com a camisa cruzeirense e a torcida o critica com frequência. Bissoli chegou recentemente e pode ganhar uma vaga no time titular centralizado, caso Sóbis mude de posição. Já o jovem Stênio é uma joia da base e deve ser usado com calma, a fim de não depositar muita responsabilidade no garoto.

As outras opções estão afastadas, de saída ou “desaparecidos”. William Pottker (27) não está treinando e deve se acertar com um time árabe nos próximos dias. O atacante é o artilheiro do time na temporada, mas o rendimento não justifica o alto salário que seria pago a partir de junho. Marcelo Moreno (33) e Thiago (19) estão “desparecidos”, visto que Felipe Conceição usou eles apenas uma vez desde o início de abril. Já Zé Eduardo (21) está, infelizmente, afastado por problemas no coração.

Mesmo com muitas opções, o Cruzeiro precisa urgentemente de um atacante para resolver os jogos. A equipe não apresenta nenhuma opção de um finalizador que irá definir uma partida complicada. Esta questão já pesou na última Série B e a Raposa está próxima de repetir o erro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
FLORENCIO DE SOUSA NETO

Boa tarde, a todos.
Com este time continuaremos na serie B.
Vamos brigar para não cair, ou ficar em posição intermediaria.
Defendi a contratação do Felipe conceição. Porem, hoje está claro que não é o tecnico que o cruzeiro precisa. Porem, diante da incompetencia desta diretoria e do conselho corrupto, vai continuar, a não ser até a decima rodada, ficaremos na zona da degola ou proximo.

Espero que eu esteja errado.
Mas, os fatos mostram a realidade.

Geraldo Schaefer

Concordo com voce. Sempre fui a favor de oportunidades para tecnicos mais jovens, mas vendo esse agora, me dou conta que se precisa estudar um pouco mais caracteristicas deles. Felipe conceicao tem caracteristicas de tecnico de time medio pra baixo, nao serve para o Cruzeiro. Parece que vamos perder tempo com ele e pode ser tarde quando a diretoria se der conta de que errou.