Sem Savarino e com possíveis mudanças, Atlético enfrenta o Cerro Porteño com o desejo de garantir “as lideranças”

A bela paisagem do último treinamento do Atlético no Paraguai. Foto: Pedro Souza / Atlético

Se vencer, é líder do grupo H e assume a liderança geral da Libertadores. Esta é a frase que deve ser usada nesta noite de quarta-feira no vestiário atleticano para motivar os atletas, visto que os três pontos são importantíssimos para garantir esta 1ª posição nestes dois âmbitos. Mesmo assim, o técnico Cuca pode optar por um time com mudanças, a fim de descansar alguns jogadores desgastados, dando também importância à final estadual do próximo sábado. Em meio a todas estas questões, o Galo não contará com um dos seus destaques: Savarino sequer viajou para o Paraguai e está fora do jogo desta noite.

Nesta quarta, às 21 horas, o Atlético enfrenta o Cerro Porteño-PAR no estádio La Nueva Olla, em Assunção, capital do Paraguai. Este jogo é válido pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores de 2021 e terá tranmissão da Conmebol TV. É importante destacar que a primeira partida entre os clubes aconteceu há duas semanas, no dia 04 de maio: o Galo venceu o Ciclón por 4 a 0 no Mineirão.

A situação do grupo

A responsabilidade de vencer está nas mãos do clube mandante. O Cerro Porteño-PAR precisa vencer para se classificar para a próxima fase da Copa Libertadores da América. Com sete pontos conquistados, o time paraguaio alcançaria o Atlético na liderança do grupo com um triunfo e a 1ª colocação seria roubada apenas se o Cerro goleasse o Galo. Mesmo assim, a vitória do Cerro eliminaria Deportivo La Guaira-VEN e América de Cali-COL da disputa pela vaga nas oitavas e a última rodada seria marcada por uma briga entre Atlético e Cerro Porteño pela liderança.

Porém, em caso de empate no duelo no Paraguai, o Galo fica bem próximo de garantir a liderança do grupo H. O time brasilleiro chegaria aos 11 pontos, com sete gols de saldo, enquanto o Cerro alcançaria o oitavo ponto, com menos um de saldo, ou seja, o Atlético jogaria com o Deportivo La Guaira-VEN, em casa, na última rodada, podendo até perder por poucos gols para se garantir na 1ª posição. Já o Cerro, dependendo do resultado do jogo entre América e La Guaira – será realizado nesta quarta, mas às 23 horas -, poderá entrar na última rodada já classificado ou pressionado por uma vitória.

No melhor cenário para a torcida atleticana, se o time de Cuca vencer o Cerro, o Galo terá garantido a liderança do grupo H e estará firme na briga pela melhor campanha, além de deixar o rival com sete pontos apenas – dependendo do resultado, La Guaira e América de Cali poderiam pressionar o Cerro. Em relação à melhor campanha da fase de grupos, ao vencer, o Galo chega ao 13º ponto na competição e ultrapassa o Palmeiras, rival brasileiro que perdeu nesta terça, 18, e ficou com 12 pontos conquistados em cinco partidas – o Flamengo é a única equipe que também pode chegar aos 13 pontos, mas tem saldo inferior.

Portanto, se o Atlético vencer, o time garante a liderança do grupo H e ainda assume o 1º lugar geral que garante decisões em casa até a semifinal da Libertadores para a equipe mineira.

Os números e o momento

Os times irão se reencontrar após duas semanas. 15 dias atrás, em 4 de maio, Atlético e Cerro se enfrentaram no Mineirão e o Galo aplicou uma goleada marcante: 4 a 0 no placar. Naquela partida, o time de Cuca deixou claro a sua superioridade e assumiu, de vez, a liderança do grupo.

Além destas questões da liderança na Libertadores, a equipe mineira vive um ótimo momento na temporada. A equipe de Cuca não perdeu desde 11 de abril – derrota para o Cruzeiro no clássico – e pode alcançar o 10º jogo consecutivo invicto. No entanto, a última partida não foi tão animadora. No fim de semana, o Galo apenas empatou sem gols com o América, em jogo que faltou talento de ambas as partes.

Já o Cerro Porteño-PAR aproveitou o final de semana para poupar toda a sua formação titular para o jogo desta noite. Apenas o atacante Morales foi utilizado no empate por 1 a 1 contra o River Plate-PAR, partida válida pelo Campeonato Paraguaio. É importante destacar que após perder para o Galo na Libertadores, o Cerro empatou com o Nacional-PAR, venceu o La Guaira e empatou com o River Plate-PAR, ou seja, está em uma curta, contudo, considerável sequência invicta.

Por fim, os números do retrospecto não estavam ao lado do Atlético, mas, após a ótima vitória em 4 de maio, as estatísticas melhoraram. Em resumo, os times se enfrentaram em sete oportunidades, onde o Cerro venceu três partidas, houve dois empates e o Galo saiu de campo com dois triunfos. A curiosidade é que os últimos dois confrontos entre as equipes terminaram com goleada do mandante: 4 a 1 para o Cerro em 2019 e 4 a 0 para o Atlético duas semanas atrás.

As escalações

O Atlético conta com um grande desfalque: Savarino. Um dos destaques atleticanos na temporada ficou em Belo Horizonte para tratar de questões pessoais e o Galo viajou para Assunção sem contar com o venezuelano. Para a sua vaga, Eduardo Vargas disputa com Diego Tardelli e apenas no momento da partida será possível ter a certeza sobre a escolha de Cuca.

Além disso, o treinador atleticano poderá mexer bastante na escalação, visto que o time que conta com um forte elenco está classificado e tem uma importante decisão no fim de semana. Por isso, alguns jogadores que estão sempre presentes no time de Cuca, como Guilherme Arana e Tchê Tchê, podem ser poupados, já que jogaram 180 minutos nos últimos seis dias – estiveram em campo durante todo o tempo frente ao América de Cali e América-MG. Uma novidade é que Matías Zaracho deve ser relacionado para a partida, visto que se recuperou da lesão e está treinando normalmente.

Provável escalação: Everson; Guga (Mariano), Rabello, Junior Alonso, Arana (Dodô); Jair, Tchê Tchê (Allan), Nacho Fernández; Eduardo Vargas (Diego Tardelli), Hulk (Sasha) e Keno. Técnico: Cuca.

Já o Cerro Porteño do treinador Arce terá força máxima na partida e precisa vencer o rival para seguir sonhando com a importante liderança do grupo H. Mesmo assim, as questões internas do Ciclón não estão bem organizadas. Devido à falta de pagamento de salários, os jogadores resolveram não se concentrar na noite passada em forma de protesto. Um ponto grave que está afetando internamente o Cerro Porteño.

Provável escalação: Jean; Espínola, Patiño, Alexis Duarte, Arzamendia; Vilasanti, Ángel Cardozo; Mateus Gonçalves, Aquino; Morales, Boselli. Técnico:Chiqui Arce.

Cerro Porteño x Atlético

5ª rodada da Copa Libertadores da América de 2021
19/05/2021, 21:00 horas, Estádio La Nueva Olla
Transmissão: Conmebol TV
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes:Carlos Barreiro (URU) e Andres Nievas (URU).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments