Para se classificar no Mineiro, Cruzeiro busca feito que conseguiu em apenas 12 dos últimos 100 jogos

Felipe Conceição indicando o caminho ideal: dois gols de vantagem no clássico. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

No último domingo, 02, o Cruzeiro saiu ganhando, jogou muito bem durante os 60 minutos iniciais e estava tranquilo no clássico, no entanto, permitiu a virada do América e perdeu o 1º jogo da semifinal do Mineiro. O placar de 2 a 1 foi dramático para os torcedores cruzeirenses, visto que eles estavam vencendo a partida até os 40 da 2ª etapa. De forma surpreendente, o Coelho virou a partida e deu um grande passo para a final do Mineiro de 2021.

No próximo dia 09, domingo, às 16 horas, com transmissão da TV Globo, o América recebe o Cruzeiro no Independência, em jogo válido pela volta da semifinal do Campeonato Mineiro de 2021. Como Atlético e Tombense jogam no sábado, 08, a final do estadual será descoberta neste domingo.

Além da vitória na última partida, o time de Lisca tem outra vantagem no confronto. Por ter ficado à frente da Raposa na fase inicial, o América joga por dois resultados iguais nesta semifinal, ou seja, pode perder por um gol de diferença do Cruzeiro que ainda será finalista. Obviamente, qualquer vitória americana ou empate coloca o Coelho na decisão.

Em contrapartida, a situação cruzeirense se complicou após a desatenção nos últimos minutos do 1º confronto. Para chegar na final do Mineiro, o time azul celeste terá que vencer o América por dois gols de vantagem e esse resultado não esteve presente nos últimos jogos do Cruzeiro: nas últimas 100 partidas, apenas em 12 oportunidades a Raposa venceu por essa vantagem.

Apenas 12 dos últimos 100 jogos

O Cruzeiro deixou claro no último jogo que está jogando bem e poderia ter vencido o rival na 1ª partida da semifinal. A falta de concentração nos minutos finais podem custar esse retorno à final do Mineiro, mas é certo que a equipe de Felipe Conceição chegará bastante focada no jogo de volta da semifinal frente ao América.

No entanto, o retrospecto recente do Cruzeiro não indica tanta facilidade para buscar a vitória por dois gols de diferença. O Blog levantou alguns dados e descobriu que, nas últimas 100 partidas, a Raposa conseguiu este feito apenas 12 vezes. Ou seja, o Cruzeiro venceu uma pequena porcentagem de jogos (12%) com a margem necessária para se classificar.

Os únicos duelos vencidos pelo Cruzeiro por dois gols de diferença desde 23 de julho de 2019 (data da primeira partida analisada no recorte de 100 jogos) são:

  • 18/08/2019: Cruzeiro 2 x 0 Santos
  • 31/10/2019: Botafogo 0 x 2 Cruzeiro
  • 22/01/2020: Cruzeiro 2 x 0 Boa Esporte
  • 02/02/2020: Tupinambás 2 x 4 Cruzeiro
  • 26/07/2020: Cruzeiro 3 x 0 URT
  • 01/08/2020: Cruzeiro 3 x 0 Patrocinense
  • 30/09/2020: Cruzeiro 3 x 0 Ponte Preta
  • 30/10/2020: Cruzeiro 2 x 0 Paraná
  • 05/12/2020: Cruzeiro 4 x 1 Brasil de Pelotas
  • 06/03/2021: URT 0 x 2 Cruzeiro
  • 07/04/2021: Coimbra 0 x 2 Cruzeiro
  • 25/04/2021: Cruzeiro 4 x 0 Patrocinense

É claro que o Cruzeiro contou com alguns treinadores defensivos nesta época (Mano Menezes, Adilson Batista, Felipão, etc), porém o perfil de vitórias da Raposa na última centena de partidas indica que a missão será dura. Felipe Conceição é um técnico mais ofensivo e o seu time conseguiu o resultado em três oportunidades neste ano. Conseguirá repetir a dose na semifinal e chegar na decisão do estadual?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.