Mineiro de volta! Em horário comercial, Atlético e Cruzeiro duelam com os times do interior que mais incomodam

Fotos: Pedro Souza / Atlético e Igor Sales /Cruzeiro

Após nove dias de pausa do futebol devido às medidas de controle da pandemia do coronavírus, o Campeonato Mineiro retornará neste 1º dia de abril e contará com uma rodada cheia. Às 11 da manhã, o América enfrenta o Uberlândia no Triângulo Mineiro. Já o Atlético e Cruzeiro entram em campo na tarde desta quinta-feira, 01, e duelam com as equipes do interior que mais incomodaram nos últimos anos.

Na tarde desta quinta-feira, em horário comercial, o Cruzeiro irá receber o Tombense no Mineirão. A partida válida pela 6ª rodada do Mineiro 2021 será realizada às 16 horas.

Já em Poços de Caldas, no Ronaldão, o Atlético visita a Caldense às 17:30. Este importante duelo aconteceu na final do Mineiro de 2015, mas, desta vez, será válido pela 6ª rodada do estadual.

O Blog Bola Pra Frente fará uma análise das duas partidas após o término do jogo do Atlético, já que o duelo do Cruzeiro acontecerá mais cedo.

Cruzeiro x Tombense

No Mineirão, Cruzeiro e Tombense se enfrentam em confronto direto em busca do G-4 do Campeonato Mineiro. A equipe da capital somou sete pontos em cinco jogos e está em 5º, enquanto o time de Tombos chegou aos seis pontos conquistados e está na 7ª posição. Por isso, uma vitória cruzeirense pode abrir uma boa vantagem em relação ao adversário, porém, se o Tombense vencer, o Gavião Carcará irá deixar a Raposa para trás.

O Cruzeiro vem de um momento incerto. A equipe de Felipe Conceição não teve uma grande exibição nesta temporada e, na última rodada antes da pausa do Campeonato Mineiro, a equipe azul celeste perdeu para o rival América por 1 a 0. Nesta partida, o Cruzeiro deu apenas um chute ao gol e não levou perigo ao gol adversário.

Já o Tombense, mesmo colocado abaixo do Cruzeiro na tabela, já mostrou que pode incomodar. Neste Mineiro, a equipe foi derrotada apenas para o forte time do Atlético, em um jogo muito difícil para o Galo. Para evidenciar como é difícil vencer o Tombense, é possível fazer o recorte dos últimos 18 jogos do time, já que foram apenas duas derrotas neste período, incluindo o revés esperando frente ao Atlético.

Mesmo não estando em um bom momento, o Cruzeiro segue com uma vantagem muito considerável no retrospecto. Em oito jogos disputados, a Raposa venceu cinco partidas, empatou uma vez e o Gavião Carcará saiu de campo com a vitória em duas oportunidades. Porém, na última temporada, o Tombense venceu o Cruzeiro de forma indiscutível por 2 a 0 pela 1ª fase do Campeonato Mineiro e chegou na final do estadual.

As escalações

Às 16 horas desta quinta-feira, 1º de abril, Cruzeiro e Tombense se enfrentam no Mineirão com um grande objetivo: vencer para entrar ou, no mínimo, se aproximar do G-4. Por isso, os técnicos da Raposa e do Carcará, Felipe Conceição e Bruno Pivetti, respectivamente, colocarão força máxima em campo.

O Cruzeiro, mandante da partida, conta com três titulares da última partida impossibilitados de entrar em campo. Eduardo Brock e Matheus Pereira foram expulsos e cumprem suspensão, enquanto Marcelo Moreno estava defendendo a Seleção da Bolívia e não chegará a tempo. Eles serão substituídos por Manoel, Alan Ruschel e Rafael Sobis, respectivamente.

Como Ruschel será remanejado para a ala-esquerda, Claudinho e Marcinho brigam pela vaga no meio-campo. Matheus Barbosa também deve recuperar espaço, visto que Jadson não convenceu.

Provável escalação: Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Ramon, Alan Ruschel; Adriano, Matheus Barbosa, Marcinho (Claudinho); Felipe Augusto, Airton, Rafael Sobis. Técnico: Felipe Conceição.

Já o Tombense de Bruno Pivetti terá uma grande ausência: o centroavante Rubens está no Departamento Médico e não enfrenta o Cruzeiro. O substituto do artilheiro deve ser Alípio. Como Rubens é o único desfalque, a equipe de Tombos terá, praticamente, força máxima.

Provável escalação: Felipe Garcia; David, Wesley Marth, Matheus Lopes, Manoel; Rodrigo, Paulinho Dias, Jhemerson; Keké, Alípio, Caíque. Técnico: Bruno Pivetti.

Caldense x Atlético

Às 17:30, no Ronaldão, a Caldense recebe o Atlético e, certamente, aas equipes protagonizarão um grande jogo. O Galo é líder da competição e tem um ótimo desempenho envolvendo o número 15: o time alvinegro disputou 15 pontos, conquistou 15 pontos e marcou 15 gols nas cinco rodadas iniciais, além de sofrer apenas dois tentos. Do outro lado, a Caldense é o 2º melhor time do interior e está em 4º, com oito pontos conquistados e duas vitórias contra as equipes de BH.

E é neste ponto que o time de Poços de Caldas deve ter fé. A Caldense venceu dois jogos no Campeonato Mineiro e os dois triunfos aconteceram contra América e Cruzeiro, ou seja, só falta vencer o Atlético para triunfar sobre os três times da capital. Como bem analisado pelo Ge.com, só houve uma vez que a Caldense venceu os três clubes de BH em um mesmo ano: em 1974, há 47 anos. Dá para acreditar em mais uma vitória e mais um feito histórico da Caldense?

O principal problema é que a equipe de Poços de Caldas irá enfrentar um dos melhores elencos do Brasil e o grande favorito à conquista do Mineiro de 2021. O Atlético está com 100% de aproveitamento e, até então, está sobrando na competição. Desde a última partida, na estreia de Nacho Fernández e de Cuca, o Atlético conta com o time titular e, certamente, existe o desejo de vencer com tranquilidade mais um jogo.

Além disso, a vantagem atleticana é vista também no histórico. Em 88 jogos disputados, o Atlético venceu 56 vezes, houve empate em 15 oportunidades e a Caldense saiu de campo com os três pontos em 17 partidas. No entanto, o último encontro entre as equipes aconteceu em 16 de fevereiro de 2020 e a Caldense venceu o Atlético de Dudamel, no Mineirão, por 2 a 1.

As escalações

Buscando o melhor entrosamento e a formação ideal para a equipe que estreia na Libertadores neste mês de abril, Cuca relacionou força máxima para a viagem a Poços de Caldas. As ausências para o jogo da tarde desta quinta-feira, 1º de abril, às 17:30, são Diego Tardelli, Jair e Réver por problemas físicos e Alan Franco e Dylan Borrero por limitação no número de estrangeiros.

Logo, o treinador atleticano deve colocar em campo força máxima e dar mais tempo de jogo para os importantes reforços Hulk e Nacho Fernández. Como novidade, Guilherme Arana e Savarino foram relacionados pela primeira vez na temporada e podem ser escalados, além de Marrony, artilheiro do torneio que retorna após cumprir suspensão. Uma possível novidade no time titular é Guga, lateral-direito que foi reserva de Mariano na boa vitória contra o Coimbra.

Provável escalação: Éverson; Guga, Igor Rabello, Alonso, Arana; Allan, Zaracho, Nacho Fernández; Hulk, Vargas, Keno. Técnico: Cuca.

A Caldense terá força máxima para enfrentar o Atlético. O time de Poços de Caldas deve repetir a escalação que venceu o América, já que Danilo Belão e Jonatham Costa retornaram após cumprir suspensão na derrota frente ao URT na última rodada. A defesa do Galo deve ter atenção em Amarildo, pois o atacante balançou as redes contra América e Cruzeiro.

Provável escalação: João Paulo; Danilo Belão, Jonatham, Guillherme Martins, Caio Ribeiro; Lucas Silva, Gabriel Tonini, David Lazari; Rafael Peixoto, Bruno Oliveira, Amarildo. Técnico: Marcus Paulo Grippi.

Cruzeiro x Tombense

6ª rodada do Campeonato Mineiro
01/04/2021, 16:00 horas, Mineirão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Frederico Soares Vilarinho (MG) e Magno Arantes Lira (MG).

Caldense x Atlético

6ª rodada do Campeonato Mineiro
01/04/2021, 17:30 horas, Ronaldão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Paulo César Zanovelli da Silva (MG)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira (MG) e Samuel Henrique Soares Silva (MG).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.