“13 é Galo” e a equipe completa 113 anos nesta quinta. Parabéns ao Clube Atlético Mineiro!

Fonte: Twitter oficial do Atlético.

Você, certamente, já ouviu que 13 é Galo. Em 2013, o Atlético conseguiu o maior título da sua história com um time emblemático, mas o número da sorte atleticano tem outra origem. 13 é o número do animal galo no famoso e ilegal jogo do bicho. Por isso, o torcedor alvinegro tem como o número da sorte o número 13. E em 2021, oito anos após 2013, o Atlético completa 113 anos.

Em 25 de março de 1908, um grupo de estudantes resolveu fundar o Clube Atlético Mineiro e deram início a uma história que marcou milhões de torcedores. O maior campeão de Minas Gerais é um dos times mais vitoriosos do futebol brasileiro e carrega o orgulho de ter uma torcida apaixonada.

O Galo conquistou várias glórias e passou por muitos momentos ruins, mas a “massa atleticana” nunca se escondeu e sempre esteve ao lado do clube. Uma equipe gigante conta com uma torcida gigante. O Atlético é a sua massa. O Galo é o seu povo. Parabéns ao Clube Atlético Mineiro e aos seus torcedores pelos seus 113 anos de história!

A fundação

Há exatos 113 anos, vários estudantes se reuniram em uma quarta-feira de manhã, em 25 de março de 1908. Os jovens “mataram aula” e foram para umas árvores do Parque Municipal de Belo Horizonte. Naquele dia, os jovens resolveram fundar uma equipe de futebol: o Atlético Mineiro Futebol Clube – no seu 5º aniversário, em 25 de março de 1913, o clube mudou de nome para Clube Atlético Mineiro.

Fonte: Site oficial do Atlético.

Participaram desta importantíssima reunião as seguintes pessoas: Aleixanor Alves Pereira, Antônio Antunes Filho, Augusto Soares, Benjamim Moss Filho, Carlos Maciel, Eurico Catão, Francisco Monteiro, Hugo Fracarolli, Humberto Moreira, Horácio Machado, João Barbosa Sobrinho, Jorge Dias Pena, José Soares Alves, Júlio Menezes Mello, Leônidas Fulgêncio, Margival Mendes Leal, Mário Neves, Mário Lott, Mário Toledo, Mauro Brochado, Raul Fracarolli e Sinval Moreira, segundo informações do site oficial do Atlético.

Após criarem um novo clube de futebol para Belo Horizonte, os jovens estruturaram a equipe e entraram em campo quase um ano depois, em 21 de março de 1909 – data que marcaria o nascimento de Ronaldinho Gaúcho, 71 anos depois. No 1º jogo da história, o Galo venceu o Sport Club Futebol por 3 a 0, na casa do adversário, mostrando que a história da instituição seria vitoriosa. O 1º gol da atleticano saiu dos pés de Aníbal Machado.

As glórias atleticanas

O Atlético sempre esteve no topo do futebol mineiro. Em 1914, foi promovida a primeira competição em Minas Gerais e homenagearam o governador Júlio Bueno Brandão. O Galo conquistou a Taça Bueno Brandão de forma invicta e ergueu a primeira taça da sua história. No ano seguinte, a Liga Mineira de Esportes Terrestres, a atual FMF, criou o Campeonato Mineiro e o Atlético iniciou a sua história no torneio conquistando o título.

Imagens da primeira conquista atleticana, em 1914. Fonte: Site oficial do Atlético.

Em resumo, o Clube Atlético Mineiro, em 113 anos de história, venceu o estadual por 45 vezes, se colocando assim como o maior campeão do Campeonato Mineiro. Dentro do estado de Minas Gerais, o Galo ainda conquistou cinco vezes a Taça Minas Gerais, em três oportunidades se tornou campeão da Taça Belo Horizonte e ergueu o troféu do Torneio de Início oito vezes. É importante destacar que em 2020, o Atlético conquistou o seu primeiro título com o seu time feminino. As Vingadoras venceram o Cruzeiro e se sagraram campeãs do Mineiro Feminino de 2020.

No âmbito nacional, o Atlético se orgulha de ser o 1º campeão do Campeonato Brasileiro organizado pela CBF. Em 1971, o time de Dadá Maravilha ergueu a taça do Brasileirão na única conquista atleticana. Já a competição de mata-mata nacional foi vencida pelo Atlético em 2014. Contra o seu maior rival, o Cruzeiro, o Galo se tornou campeão da Copa do Brasil, em uma campanha emocionante. A equipe alvinegra também é campeão da Copa dos Campeões Estaduais de 1938 e da Copa dos Campeões do Brasil de 1978. O Atlético ainda foi campeão da Série B, na única temporada em que disputou a 2ª divisão nacional.

Internacionalmente falando, o Atlético começou a se destacar na década de 90. O time alvinegro foi bicampeão da Copa CONMEBOL em 1992 e 1997 e retornou ao cenário internacional com o time de 2013. Naquela temporada histórica, o Atlético foi campeão da Libertadores e no ano seguinte, na despedida de Ronaldinho, o Galo se tornou campeão da Recopa Sul-Americana. Outro título internacional marcante foi a Taça do Gelo de 1950, cuja história está contada aqui.

A possibilidade de ser o ano atleticano

Como dito no hino do Galo, vencer é o ideal atleticano e, neste ano, as vitórias aparentam estar ainda mais próximas do Clube Atlético Mineiro. Após uma temporada muito ruim em 2019 e um início terrível em 2020, alguns investidores colocaram dinheiro no clube e o Atlético reformulou bastante o elenco. Em 2020, o Galo ficou na 3ª posição do Brasileirão e o objetivo é vencer algum grande título em 2021.

Para os torcedores mais supersticiosos, o Atlético conquistou o maior título em 2013 porque se tratava do ano “dois mil e Galo”, já que 13 é Galo. Para estes torcedores, o Blog ressalta um ponto importante: durante 2021, o Atlético irá disputar com 113 anos, ou seja, pode ser mais um ano com muita sorte para o atleticano, pois terá o número 13 envolvido.

No entanto, deixando de lado qualquer superstição, o Atlético está com um elenco capaz de fazer este 113º ano da instituição como um dos anos mais vitoriosos. A chegada de Dodô, Hulk e Nacho Fernández incorporaram muito bem ao elenco do Galo e o time está preparado para erguer taças. 2021 será o ano do Atlético? A comemoração do 113º aniversário será apenas o início de uma temporada histórica?

A falta de uma festa

A massa atleticana certamente estaria comemorando na Sede de Lourdes neste dia 25 de março. Tradicionalmente, a torcida faz uma vigília em frente à Sede para comemorar o aniversário do Atlético. Porém, devido ao caos da pandemia do coronavírus, é esperado que todos os torcedores comemorem o 113º aniversário da equipe em casa. O Atlético até convocou a sua torcida para celebrar às 19:08 desta quinta-feira, 25, com a sua camisa, com os seus gritos e com o amor à instituição dentro de casa.

Obviamente, a festa de comemoração faz falta e todos queriam estar em um momento normal para celebrar esta marca histórica. Porém, a atitude responsável e consciente neste momento da pandemia é permanecer em casa. Em breve, quando todos estiverem vacinados e seguros, os atleticanos poderão estar em campo e comemorando a linda história do Atlético.

A massa sente falta de estar no estádio. Os jogadores sentem falta da torcida, até porque muitos atletas ainda nem conhecem a força dos atleticanos na arquibancada. Todavia, o certo é permanecer em casa neste momento.

Vencer, vencer, vencer, este é o ideal do Atlético. O Galo honra o nome de Minas no cenário esportivo mundial. Lutar, lutar, lutar com toda a raça para vencer é o lema atleticano. O Galo é sempre forte e vingador. Clube Atlético Mineiro, uma vez até morrer como uma das maiores equipes do futebol mundial. Um hino lindo e uma história ainda mais bonita.

Parabéns ao Clube Atlético Mineiro pelo seu 113º aniversário!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.