O Atlético tem duas formações completas de jogadores emprestados. Algum atleta poderia ter sido utilizado?

Sede do Atlético

João Victor Marques/ EM DA Press

O Atlético possui um grande elenco e isso foi visto neste início de Campeonato Mineiro. A equipe alvinegra colocou em campo um time alternativo, deu férias para os 14 principais jogadores e iniciou o estadual na liderança, com 100% de aproveitamento. É importante destacar que o Galo utilizou diversos jogadores da equipe de transição e o time deu resultado.

Além dos bons nomes no time principal e nas categorias de base, o Atlético tem um elenco completo de jogadores emprestados. A dúvida de muitos torcedores é quem são estes 23 atletas que pertencem ao Atlético e estão cedidos a outros clubes e se estes jogadores poderiam ter sido utilizados nesta nova temporada.

Os jogadores

O Atlético tem dois goleiros, cinco zagueiros, dois laterais, sete meio-campistas e sete atacantes emprestados a diversos times espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Foi possível montar duas escalações, sendo um time com jogadores mais conhecidos e outro com contratações que não deram certo e promessas atleticanas.

O goleiro Michael fez boas partidas no início de 2020 e foi emprestado até junho de 2021 ao Paços de Ferreira-POR. O outro arqueiro é Cristian, jovem de 18 anos, que também está emprestado até junho de 2021 ao futebol português. A cria da base atleticana está no Boavista-POR. Os dois laterais atleticanos estão no futebol brasileiro. Até maio deste ano, Maílton irá ficar no Coritiba e Lucas Hernández permanecerá no Cuiabá.

Dentre os zagueiros, Iago Maidana é o mais conhecido. O atleta ficará emprestado no Sport até o fim de 2021. O jovem Isaque foi cedido ao Confiança até o término da Série B. Outros três defensores ficarão emprestados na Série A até o fim deste ano: Gustavo Henrique está no Bahia, Nathan Silva foi emprestado ao Atlético-GO e Vitor Mendes está no recém-promovido Juventude.

No meio-campo, o Atlético tem alguns bons nomes emprestados. Guilherme Castilho, assim como Vitor Mendes, foi emprestado ao Juventude até o fim da temporada. O volante Gustavo Blanco foi anunciado pelo Fortaleza até o fim da Série A. O Galo tem mais um bom meio-campista emprestado e este atleta está na Europa. Léo Sena foi cedido ao La Spezia-ITA e tem contrato até o meio de 2021.

Os outros jogadores de meio-campo não têm tanto destaque e estão emprestados no Brasil e no exterior: Bruninho, após uma temporada no Sport, foi cedido ao Confiança até o fim da Série B. Ralph foi emprestado ao Boavista, time do Rio de Janeiro, até novembro. O volante paraguaio Ramón Martínez foi cedido ao seu país natal e jogará no Libertad até o término de 2021. Para encerrar o meio-campo, José Welison estava no Botafogo na última temporada e permanecerá em General Severiano pelo menos até o fim do Carioca.

No ataque, o Atlético conta com jogadores emprestados a países aleatórios. O centroavante Denilson foi cedido ao Al Dhafra, time dos Emirados Árabes, até junho deste ano. Edinho foi emprestado ao Daejeon Hana Citizen, equipe da Coreia do Sul, até o meio de 2021. Marquinhos foi cedido ao Botev, equipe da Bulgária, até julho de 2022. Na América do Sul, o Atlético emprestou David Terans para o Peñarol em 2020 e o uruguaio seguirá no seu país até dezembro deste ano. Os pontas Alessandro Vinicius e Daniel Penha foram cedidos, respectivamente, ao São José-RS e Bahia até o fim de 2021.

O jovem Guilherme Santos foi cedido recentemente ao Coimbra, mas, como é o 23º jogador da lista e o empréstimo do atacante é apenas até o final do Campeonato Mineiro, ele ficou fora das duas escalações dos jogadores emprestados. Artilheiro do Brasileirão Sub-20, Guilherme é um dos destaques da base do Atlético e o empréstimo ao time de Contagem é para dar experiência.

Algum jogador poderia ter sido utilizado?

O Atlético emprestou todos estes jogadores para clubes inferiores. O time mineiro fez grandes investimentos e está com um dos melhores elencos do Brasil. Alguns destes atletas cedidos poderiam ser utilizados em outros tempos do Galo, em elencos mais simples. Porém, atualmente, o espaço é quase inexistente para estes jogadores e a pressão é muito grande para alguns.

Os nomes mais debatidos que podem ser usados no futuro estão no meio-campo. Guilherme Castilho, Gustavo Blanco e Léo Sena são jogadores que têm talento e podem evoluir nos times que estão emprestados. Eles podem ser utilizados de uma forma melhor após o término do empréstimo, principalmente no caso de Blanco, já que o meio-campista precisa retomar o ritmo de jogo após dois anos sofrendo com lesões. David Terans e Marquinhos também já mostraram talento e podem aproveitar os empréstimos para amadurecer.

Outros nomes como Michael, Maílton, Lucas Hernández, Maidana, Bruninho, Edinho e Alessandro Vinícius são atletas que estiveram bem em outros momentos e podem se recuperar, mesmo tendo menos potencial do que os citados anteriormente. Alguns jogadores mais jovens e da base atleticana podem se destacar pela primeira vez. No entanto, é importante ressaltar que alguns atletas estão sendo emprestados para cumprir os contratos longos assinados de forma equivocada.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.