Cruzeiro vence o URT por 2 a 0 na Arena do Jacaré e triunfa pela primeira vez na temporada

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O primeiro tempo com vários erros e vários pontos a serem corrigidos. O segundo tempo com extrema inteligência e organização. Um placar justo visto que a partida foi de um time só. O Cruzeiro dominou e, após as boas substituições de Felipe Conceição, a equipe mineira conquistou uma vitória merecida e para dar ânimo. Os gols de Manoel e Marcinho deram uma sensação ao torcedor que a temporada pode ser diferente!

Neste sábado, 06, na Arena do Jacaré, o Cruzeiro venceu o URT por 2 a 0 e conquistou a sua primeira vitória na temporada. O jogo foi válido pela 3ª rodada do Campeonato Mineiro de 2021 e a Raposa aumentou a invencibilidade no confronto com o time de Patos de Minas: já são 25 partidas no estadual, onde o time azul celeste venceu 21 vezes e houve empate em quatro oportunidades.

Com o resultado, o Cruzeiro somou três pontos pela primeira vez no estadual. A curiosidade é que nos dois tropeços anteriores, a equipe de Belo Horizonte havia saído perdendo. Desta vez, o time saiu vencendo e mereceu a vitória. A Raposa chegou aos quatro pontos conquistados e, coincidentemente, chegou na 4ª posição. É importante ressaltar que o time pode ser ultrapassado até o término da rodada. Já o URT segue com apenas três pontos conquistados contra a Caldense, mas, mesmo enfrentando Atlético e Cruzeiro nas rodadas iniciais, está em 7º. 

O jogo e as atuações individuais

Foram tempos distintos. No 1º tempo, o Cruzeiro dominou, mas falhou muito nas conclusões e nem finalizou no gol adversário. Apenas Airton foi bem nos 45 minutos iniciais e as substituições de Felipe Conceição deram efeito imediato. Bruno José e Marcelo Moreno melhoraram o ataque cruzeirense e a saída de Pottker deixou as duas pontas equilibradas. Foram três pontos conquistados nas substituições inteligentes, já que o 2º tempo cruzeirense foi excelente.

Foi possível visualizar um passo a mais na compreensão da filosofia de Felipe Conceição, como a proposta ofensiva, pelos jogadores, mesmo com alguns erros bobos. O ponto principal que o Cruzeiro pecou durante a partida – principalmente no 1º tempo – foi a troca de passes. Diversos jogadores erraram passes simples, de dois metros, em muitas oportunidades. A falta de continuidade em algumas jogadas pode ter prejudicado a Raposa e acabou deixando o time mais nervoso em determinadas situações. 

Como destaque individual, Claudinho aproveitou a oportunidade e mostrou talento na armação. Airton também se destacou, principalmente no 1º tempo. Adriano, Bruno José e Marcelo Moreno também aproveitaram as chances. Já como ponto negativo, é necessário ressaltar William Pottker, mais uma vez. O atacante aparentou estar desconectado da partida em vários momentos e, em muitas oportunidades, fez a escolha errada. Rafael Sobis também teve uma noite apagada.

O primeiro tempo

Desfalcado de dois jogadores que estavam sendo titulares – Felipe Augusto, por suspensão, e Matheus Neris, por lesão – o técnico Felipe Conceição promoveu a entrada de Airton e Adriano. A única mudança mais inesperada foi a opção por Claudinho no lugar de Marcinho. Logo, a escalação contou com Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Ramon e Alan Ruschel; Adriano, Matheus Barbosa e Marcinho; William Pottker, Rafael Sobis e Airton.

O jogo começou com as duas equipes se “estudando” e cada uma na sua proposta: o Cruzeiro estava com a posse da bola, buscando o ataque, enquanto o URT apresentava uma postura reativa. Aos 8 e 12 minutos do 1º tempo, Manoel foi encontrado na área e cabeceou. As duas bolas foram para fora, mas ficou claro que a jogada aérea era uma das boas opções ofensivas do Cruzeiro. No minuto 10, em um contragolpe, Léo Aquino arriscou de longa distância e a bola tinha direção – foi a única finalização certa do 1º tempo. Fábio foi surpreendido, mas estava bem posicionado e espalmou para a linha de fundo. 

A melhor chance do 1º tempo aconteceu aos 23. Airton fez uma grande jogada pela esquerda, driblou bem e tocou para Claudinho. O camisa 49 tentou finalizar, mas teve dificuldade para bater na bola. O desvio leve de Claudinho na tentativa do chute fez com que a bola achasse Matheus Barbosa, livre, pela direita. O meio-campista teve dificuldade para dominar, viu o goleiro Renan Rinaldi abafar e tentou um lance bonito. Barbosa tentou uma cavadinha e a bola saiu pela linha de fundo. Mesmo se o chute tivesse a direção do gol, três defensores do URT estavam dentro do gol para evitar o possível gol cruzeirense. Uma grande chance desperdiçada.

Aos 40, o Cruzeiro chegou pela esquerda. Alan Ruschel lançou e encontrou Rafael Sobis. O camisa 10 da Raposa esperou e tocou para Airton. O ponta bateu cruzado e Matheus Barbosa quase desviou para o gol. A tentativa de Airton ainda resvalou na defesa do URT e tirou tinta da trave de Renan Rinaldi. Três minutos depois, Airton recebeu novamente, entrou dentro da área e bateu. A bola passou pelo goleiro e o zagueiro Davy salvou em cima da linha. No entanto, mesmo atrasado, o auxiliar havia marcado, corretamente, o impedimento de Airton. 

O lado esquerdo funcionou muito nos minutos finais. Aos 46, Airton fez outra boa jogada, tocou para Claudinho e o camisa 49 fez o pivô para William Pottker. O atacante cruzeirense estava dentro da meia-lua e finalizou com a perna esquerda. A bola subiu muito e foi o último lance da 1ª etapa.

O segundo tempo

Logo após o intervalo, o técnico Felipe Conceição promoveu duas mudanças: William Pottker e Rafael Sobis saíram e deram lugar ao estreante Bruno José e ao centroavante Marcelo Moreno. E o ponta-esquerda, que disputou a Série B pelo Brasil de Pelotas, quase marcou aos 7 da 2ª etapa. Bruno José recebeu uma bela inversão e trouxe da esquerda para o meio. Na jogada característica de um ponta, Bruno arriscou e a bola passou perto do gol da URT.

E no minuto 9, o Cruzeiro balançou a rede do adversário. Em escanteio cobrado pela direita, Claudinho bateu muito bem e encontrou a cabeça de Manoel. Artilheiro do Cruzeiro na temporada passada, Manoel subiu muito e cabeceou no canto direito de Renan Rinaldi. O cabeceio foi excelente, ou seja, o goleiro do URT sequer chegou perto da bola. Um belo gol de cabeça. 1 a 0 no placar da Arena do Jacaré.

Aos 11, o Cruzeiro chegou novamente. Airton, deslocado para a direita após a entrada de Bruno José, tentou entrar na área e caiu. A bola sobrou para Matheus Barbosa e o meio-campista chutou cruzado. A finalização foi boa e o goleiro Renan Rinaldi fez uma ótima defesa.

No minuto 18, Claudinho fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Marcelo Moreno. O centroavante dominou no peito, mas finalizou muito mal. No minuto seguinte, após trama pela direita, Moreno fez o pivô fora da área e tocou para Bruno José. O camisa 16 finalizou e o goleiro Renan Rinaldi encaixou. Aos 20, Airton puxou contra-ataque e fez um ótimo passe para Marcelo Moreno. O atacante bateu forte e o arqueiro do URT rebateu, evitando o gol cruzeirense.

Com amplo domínio na parte ofensiva, o Cruzeiro chegou aos 30. Marcelo Moreno cruzou rasteiro e encontrou Bruno José com possibilidade de bater. O ponta-esquerda hesitou e não chutou no gol. O camisa 16 tocou para o meio e a bola passou perto de Raúl Cáceres. Uma chance clara perdida pelo Cruzeiro, já que os jogadores não “quiseram” finalizar. 

O jogo se encaminhava para a vitória simples, até que, no minuto 48, Airton tocou para Marcinho e o meio-campo fez um golaço. O camisa 95, que entrou no 2º tempo, dominou e deu um drible seco no defensor da URT. Ao puxar para a perna esquerda, Marcinho finalizou muito forte e a bola ainda bateu no travessão. Um belo gol para coroar a 1ª vitória da temporada.

O fim do jogo

Um placar merecido. Uma atuação boa do Cruzeiro. E uma partida para dar confiança aos jogadores e para o treinador, já que Felipe Conceição conseguiu mexer completamente na partida após as duas substituições no intervalo. Certamente, o treinador do Cruzeiro irá utilizar os erros cometidos pela equipe para melhorar o time para a temporada. O objetivo é a Série B e o estadual é um ótimo teste para tirar conclusões. Erre hoje para apenas acertar no futuro, Cruzeiro!

O Cruzeiro volta a campo na próxima quinta, 11, às 19:15, contra o São Raimundo-RR, pela 1ª fase da Copa do Brasil.

Números da partida
URT x Cruzeiro
31% Posse de bola 69%
7 Finalizações 18
2 Finalizações no gol 6
4 Escanteios 9
20 Faltas 18
141Passes 406
169(84%)Passes certos 364(89,7%)
Fonte: Footstats.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários