Grêmio, Atlético e, agora, São Paulo: a “novela Orejuela” ganha novos capítulos no Cruzeiro

Foto: Vinnicius Silva/ Cruzeiro

Há 50 dias, Luis Orejuela retornou ao Cruzeiro e, desde então, está treinando separado e, aparentemente, não tem chances de ser reintegrado ao elenco. A questão é que o salário do lateral-direito é alto e o time mineiro vê “com bons olhos” a possibilidade de receber uma boa quantia vendendo o atleta de 25 anos. Por isso, Orejuela está à venda.

Porém, a situação não é simples assim. A saída de Orejuela se tornou uma novela e existem vários times envolvidos: Grêmio, Atlético e, agora, São Paulo mostraram interesse em contratar o jogador. A questão é que o alto valor pedido pelo Cruzeiro – 20 milhões de reais por 50% dos direitos econômicos – está distanciando o desejo dos times brasileiros. O Millonarios, equipe colombiana, também cogitou a contratação, mas nenhum negócio prosseguiu e ele segue treinando separado no Cruzeiro.

Luis Orejuela é um jogador muito talentoso, promissor e um dos melhores laterais do futebol brasileiro. A questão é que a Raposa, estando na Série B, não consegue bancar os seus vencimentos mensais – segundo o UOL, em 2021, o salário dele no Cruzeiro gira em torno de 350 mil – e existe a necessidade de vender jogadores para pagar dívidas e salários dos atletas. No início de 2020, o Cruzeiro, com ajuda do empresário Pedro Lourenço, comprou 50% dos direitos de Orejuela por 6 milhões de reais.

A “novela Orejuela” já leva muitos dias – 50 dias desde o retorno dele ao Cruzeiro – e está longe do término. Por isso, o Blog detalhou os três principais capítulos envolvendo o lateral e os times interessados: o Grêmio, no fim de dezembro e início de janeiro; o Atlético em janeiro; e o São Paulo nesta semana. Confira!

A possível permanência

O capítulo mais extenso da novela que envolve a negociação de Orejuela aconteceu em solo gaúcho, protagonizados por Cruzeiro e Grêmio. O colombiano esteve emprestado em 2020 ao Tricolor Gaúcho, mas teve seu contrato reativado com a Raposa no primeiro dia de 2021. Com o término do contrato de empréstimo, Orejuela voltou a ser jogador do Cruzeiro.

Porém, é evidente que a equipe mineira não tem condições de bancar o salário do lateral-direito e, segundo o Ge.com, no início de janeiro, Orejuela queria seguir no Grêmio. As negociações estavam acontecendo no começo de 2021, mas, após divergências, as conversas foram paralisadas.

Mesmo depois de 50 dias, a negociação com o Tricolor Gaúcho pode retomar, mas em outros moldes, já que o valor de 2,85 milhões de euros (17,95 milhões de reais, na época) – divididos em oito parcelas até o fim de 2022 – estipulado no contrato de empréstimo de Orejuela venceu em 20 de dezembro. Por isso, Cruzeiro e Grêmio, se quiserem reatar o negócio, devem estipular um novo valor e uma nova forma de pagamento para que, enfim, Orejuela volte para Porto Alegre. Por enquanto, as negociações estão paradas.

Interesse do rival

O GE.com trouxe uma informação rara em janeiro: uma possível negociação entre Atlético e Cruzeiro. Nesta época, foi especulado que os grandes rivais mineiros estariam conversando sobre Luis Orejuela, lateral-direito que está treinando na Toca da Raposa desde o término do empréstimo com o Grêmio.

Segundo a informação do GE, em janeiro, o Atlético entraria na disputa pelo colombiano aproveitando a situação financeira do rival e enviando uma proposta de 20 milhões de reais, à vista, por 50% dos direitos financeiros do jogador, a parte que pertence à Raposa. Mas, nos dias seguintes da informação do interesse, o portal Fala Galo afirmou que a negociação não iria prosseguir pelo lado atleticano.

E isso aconteceu. O time alvinegro definiu outros alvos no mercado – Hulk, Dodô e Nacho – e o nome de Orejuela não foi ventilado na Cidade do Galo. Não existe, no momento, uma prioridade de contratar um novo lateral-direito e o limite de estrangeiros também bloqueia o desejo atleticano: com a chegada de Nacho Fernández, o Atlético terá sete estrangeiros no time principal, sendo que o permitido em uma escalação no futebol brasileiro é apenas cinco atletas internacionais.

A especulação paulista

O último time brasileiro que sondou Luis Orejuela foi o São Paulo. Segundo informações desta semana do jornalista Jorge Nicola, a equipe paulista tem interesse em contratar uma reposição para a provável saída de Juanfran e deseja contar com um lateral talentoso como Orejuela. Porém, a negociação foi descartada rapidamente.

Segundo Nicola, um dirigente do São Paulo confirmou que o interesse existe, mas o valor pedido pelo Cruzeiro é muito alto e contrapõe a ideia são-paulina de contratar jogadores mais baratos para esta próxima temporada. Ao analisar o vasto elenco do São Paulo, é possível concluir que o time paulista pode propor trocas com o Cruzeiro para diminuir o preço de Orejuela, mas nada disso foi especulado e não existe negociação.

Outro interesse que surgiu nos últimos dias foi do Millonarios, time colombiano. O 3º colocado do campeonato local deseja contratar um ala-direito e o nome de Orejuela foi especulado, segundo um jornal colombiano. O jogador poderia retornar à sua terra natal, porém o futebol brasileiro é mais forte para alavancar a carreira do jogador.

Portanto, não há nenhum negócio ativo e a saída de Orejuela não está próxima. E esta situação é ruim para todos, já que o Cruzeiro deseja vender para ter dinheiro para pagar dívidas, o lateral quer voltar a jogar futebol e os outros times estão perdendo a oportunidade de contar com um atleta tão talentoso.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários