O objetivo é vencer, mas a irregularidade é o obstáculo: Atlético duela com o Fluminense no RJ

Fotos: Pedro Souza / Atlético

A reta final chegou, o Atlético tropeçou e a taça do Brasileirão de 2020 está distante de Belo Horizonte. O torcedor alvinegro tem o “Eu Acredito” como mantra e poderá evocar esta linda forma de apoio, porém a situação é complicada: o time tem o objetivo de vencer todas as quatro partidas restantes. O problema é que o Galo tem uma campanha bastante irregular e, mesmo se vencer todos os jogos, a equipe mineira terá que torcer para deslize dos rivais.

Nesta quarta, 10, às 21:30, Atlético e Fluminense duelam no Maracanã. A partida, que é válida pela 35ª rodada do Brasileirão, tem muita importância para ambas as equipes, já que os times desejam se garantir na fase de grupos da próxima Libertadores. No 1º turno, no Mineirão, os times empataram em 1 a 1, com gols de Caio Paulista e Guilherme Arana.

A tabela, o momento e os números

A partida desta noite é o grande jogo da rodada, visto que o duelo marca o encontro do 3º colocado com o dono da 5ª posição. O Fluminense está em 5º e conquistou 56 pontos. Se vencer, o time carioca se garante na Pré-Libertadores e se aproxima do próprio Atlético, almejando uma vaga direta para a competição continental. Já o Galo está em 3º, com 60 pontos, seis atrás do líder Internacional. O time mineiro entrará em campo sabendo o resultado do líder e caso o Colorado perder para o Sport, o Atlético pode terminar a rodada três pontos atrás da liderança.

Atualmente o Fluminense vive um momento bem melhor que o Atlético. O Tricolor Carioca venceu quatro dos últimos cincos jogos e está em uma sequência de três triunfos consecutivos. A última vitória foi por 1 a 0 contra o Bahia, em Salvador. Já o Galo vive um momento de muita irregularidade: o time de Sampaoli tem o 3º melhor desempenho do returno, mas se complicou em jogos mais tranquilos, como na última partida, onde o Galo foi derrotado pelo Goiás por 1 a 0.

Os pontos que intimidam o torcedor atleticano são os números do adversário em casa e do próprio time como visitante. O Fluminense conquistou 34 dos seus 56 pontos como mandante e é a 3ª melhor equipe dentro de casa, atrás apenas do Atlético e do Internacional. Já o Galo é somente o 12º melhor visitante, tem números fracos pelas suas ambições – só 18 dos seus 60 pontos foram conquistados longe de Belo Horizonte – e não vence uma partida como visitante desde 12 de dezembro, quando bateu o Athlético-PR, em Curitiba.

O retrospecto

Atlético e Fluminense são equipes com muita tradição e, inclusive, disputaram um Brasileirão na década passada. O Tricolor Carioca ficou com o título de 2012, enquanto o Atlético de Ronaldinho e Cuca foi vice-campeão, mas seguiu o projeto e venceu a Libertadores do ano seguinte.

Dentro de campo, o Galo e o time das Laranjeiras disputaram 94 jogos e a equipe mineira tem vantagem: são 37 vitórias atleticanas, 30 triunfos do Fluminense e 27 empates. Porém, nos últimos oito jogos no Rio de Janeiro contra o Flu, o Galo venceu apenas uma vez.

A curiosidade é que o Atlético tem um desempenho inusitado contra equipes cariocas neste Brasileirão. O Galo venceu as duas partidas contra o forte time do Flamengo, mas foi derrotado fora de casa para o Botafogo e Vasco, equipes modestas que, pelo menos, foram vencidas no Mineirão. O Fluminense é a única equipe da “Cidade Maravilhosa” que o Atlético de Sampaoli não venceu – no 1º turno houve empate entre as equipes – e, certamente, o Galo deseja os três pontos nesta noite.

A escalação

Na reta final do Brasileirão, o treinador Jorge Sampaoli tem, praticamente, todo o elenco à sua disposição. As ausências são Keno, que se recupera de uma lesão séria no cotovelo, e Jair que, pela 3ª vez no Campeonato Brasileiro, está suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Outro desfalque é Matías Zaracho. O argentino se lesionou na última partida de 2020 e retornou aos treinamentos, mas ainda não está 100% fisicamente e ficou em Belo Horizonte. 

Como o Atlético vive um momento de incertezas, principalmente após a derrota melancólica para o modesto time do Goiás, a escalação titular pode ter mudanças. A defesa tende a voltar à mesma formação – com Guga como titular – o meio-campo pode ter a presença de Alan Franco ou Nathan na vaga deixada por Jair e, no ataque, Marrony pode ganhar uma chance, já que entrou bem nas últimas partidas e Vargas não vive um bom momento. Diego Tardelli foi relacionado novamente e é uma opção.

Provável escalação: Éverson; Guga, Réver, Alonso, Arana; Allan, Alan Franco (Nathan), Hyoran; Savarino, Sasha, Vargas (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli.

O adversário

A grande surpresa do Brasileirão 2020 é o Fluminense. O Tricolor Carioca não montou uma equipe para disputar uma vaga direta para a Libertadores, porém, por causa do bom desempenho durante toda a temporada, o time do Rio de Janeiro chega na reta final com chances reais de iniciar a competição continental diretamente da fase de grupos. O Fluminense é o 5º colocado, tem 56 pontos e pode colar em Atlético e São Paulo, donos do 3º e 4º lugar, respectivamente.

O segredo para esta excelente campanha é um exemplo para muitos times do Brasil, principalmente para o Clube Atlético Mineiro: a utilização da base foi bem feita e os jogadores contribuíram muito nesta surpreendente caminhada do Fluminense que, mesmo trocando de técnico – Odair Hellmann saiu e Marcão retornou – não teve muitos problemas e está com uma ótima pontuação em relação à expectativa.

Já na escalação para esta partida, Marcão não terá grandes problemas. A única possível baixa é Luccas Claro. O excelente zagueiro perdeu o pai no último domingo e não treinou durante a semana, mas, mesmo com esta situação, Luccas se colocou como disponível para atuar nesta noite. O Blog deseja força ao zagueiro e à sua família. Se ele não jogar, Matheus Ferraz entrará no lugar. O restante do time deve ser semelhante ao time que venceu o Bahia na última rodada.

Provável escalação: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro (Matheus Ferraz), Egídio; Martinelli, Yago Felipe, Nenê; Lucca, Luiz Henrique, Fred. Técnico: Marcão.

Fluminense x Atlético
35ª rodada do Brasileirão Série A
10/02/2021, 21:30 horas, Maracanã
Transmissão: Globo Minas e Premiere
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Silva (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários