Restando cinco finais, o Atlético busca a vitória contra o Goiás nesta noite de quarta-feira

Foto: Pedro Souza / Atlético

O Campeonato Brasileiro está, definitivamente, na reta final e o Atlético tem um único objetivo: vencer cinco das cinco partidas restantes. O título é a obsessão da torcida e, certamente, os jogadores também desejam uma arrancada final. O Galo vem de duas vitórias seguidas e deseja dar continuidade à perseguição ao líder Internacional. Para isso, o Atlético precisa vencer, fora de casa, um time que está desesperado para deixar a zona do rebaixamento.

Nesta quarta, 03, às 21:30 – horário nobre do futebol no meio de semana – Atlético e Goiás se enfrentam no Estádio Hailé Pinheiro, conhecido como Serrinha. A partida que será realizada em Goiânia é válida pela 34ª rodada do Brasileirão. No 1º turno, o Galo bateu o time esmeraldino por 3 a 0 no Mineirão, em uma partida de uma equipe só.

A tabela

Goiás e Atlético entram com a pressão de vencer, visto a cobrança das suas respectivas torcidas. O time goiano deseja pontuar o máximo possível nestas últimas cinco rodadas para fugir do rebaixamento, enquanto a equipe alvinegra de Minas Gerais quer seguir perseguindo a liderança.

O Galo está em 3º, com 60 pontos em 33 jogos. O time mineiro quer vencer para retomar a vice-liderança – atualmente pertence ao Flamengo – e para se aproximar do líder Internacional. O Colorado lidera com 65 pontos e enfrenta o Athlético-PR nesta quinta-feira, 04. Se o Galo vencer e o Flamengo não derrotar o Vasco, também na quinta, o time de Sampaoli volta a ser o 2º colocado e pode ver a diferença para a liderança diminuir para dois pontos.

Já o Goiás é o 18º e conquistou 29 pontos neste Campeonato Brasileiro. O time esmeraldino deseja vencer para seguir sonhando com uma improvável permanência na Série A. Atualmente, a equipe tem 93,4% de chances de ser rebaixada, segundo cálculos da UFMG. Porém, os tropeços dos times que estão logo acima do Z-4 animam o time goiano. São seis pontos atrás do Sport e Fortaleza, equipes que estão em 16º e 17º, respectivamente. Se vencer o Atlético, o time do centro-oeste brasileiro pode se aproximar da saída da degola, mas qualquer tropeço pode desanimar o elenco.

Os números e o momento

Além das posições divergentes, os times também vivem momentos distintos. O Atlético vem de duas importantes e tranquilas vitórias em casa – ambas por 2 a 0 – contra o Santos e o Fortaleza. Por outro lado, o Goiás foi derrotado pelo Fluminense por 3 a 0, em um jogo em que o time carioca definiu o placar ainda na 1ª etapa. Por isso, mesmo estando em casa, o Goiás não é favorito na partida.

O ponto mais curioso do duelo desta noite é que o estádio da Serrinha irá receber a pior defesa da competição e o 2º melhor ataque. A terrível notícia para os torcedores do Goiás é que o ataque atleticano fez 14 gols nos últimos sete jogos, uma média de dois gols por jogo. No total, o Galo balançou as redes em 58 oportunidades, enquanto o Goiás sofreu 57 gols. Números semelhantes – mas ao inverso – e animadores para a torcida atleticana.

Uma situação inusitada é que o encontro desta quarta coloca frente a frente um mandante ruim e um visitante fraco, ainda mais levando em consideração as pretensões atleticanas. O Goiás venceu apenas quatro dos 16 jogos dentro de casa e o Atlético saiu vitorioso da casa do adversário somente cinco vezes neste Brasileirão. Quem irá melhorar os números?

Já o retrospecto é bem favorável ao Atlético. Em 59 jogos, o time mineiro venceu 25 vezes, houve empate em 18 partidas e o Goiás saiu vitorioso em 16 jogos. Em um recorte dos últimos 10 jogos, é possível ver que o time esmeraldino venceu o duelo apenas uma vez e foi fora de casa. Como exemplo do mau desempenho do Goiás no confronto, é destacável também que nos últimos cinco jogos, o Goiás não balançou as redes em quatro duelos.

A escalação

Desta vez, Jorge Sampaoli não terá novos problemas na escalação. A única baixa segue sendo Keno, jogador que dificilmente voltará ainda neste Brasileirão. Eduardo Vargas substituiu o artilheiro do Atlético e balançou as redes, mas ainda não teve uma grande exibição. Em entrevista coletiva, o camisa 10 do Galo disse que ainda está devendo e deseja melhorar.

A grande curiosidade para a escalação de Jorge Sampaoli é a lista de jogadores que viajaram para Goiânia. O técnico argentino levou 25 atleticanos – 19 jogadores brasileiros e seis estrangeiros – porém a CBF permite a presença de somente 23 jogadores, sendo permitido no máximo cinco jogadores internacionais. Um estrangeiro e um brasileiro serão cortados e ficarão fora do banco de reservas.

Devido à volta de Zaracho – ele ficou mais de um mês fora por causa de uma lesão muscular – Dylan Borrero é o estrangeiro que deverá ser cortado. Já dentre o grupo de jogadores brasileiros, o zagueiro Bueno é o favorito para perder a oportunidade de estar como suplentes. O defensor não foi relacionado nas últimas partidas e aparenta estar distante de uma atuação convincente. Visto que o time está completo, o Atlético deve ir com a força máxima. Diego Tardelli ficará no banco e poderá ser opção no 2º tempo.

Provável escalação: Éverson; Guga, Réver, Alonso, Arana; Allan (Nathan), Jair, Hyoran; Savarino, Sasha, Vargas. Técnico: Jorge Sampaoli

O adversário

O Goiás foi o pior time da competição durante todo o 1º turno. No entanto, o returno da equipe goiana animou uma parcela da torcida, ainda que a missão seja muito complicada: mesmo se vencer as cinco partidas restantes, o Goiás não chega aos 45 pontos, número mágico que evitou o rebaixamento em todos os Brasileirões. O time goiano tem a 13ª melhor campanha do 2º turno – números melhores que muitos concorrentes – mas vem de quatro derrotas nos últimos cinco jogos do Brasileirão. O Goiás necessita retomar a confiança para sonhar novamente.

O time está bastante pressionado e a leve recuperação neste returno passa pelas mãos de Augusto César e Glauber Ramos. Os dois treinadores comandam a equipe e estão se entendendo bem. Não é algo normal, mas a dupla de técnicos melhorou o resultado do time goiano: anteriormente, Ney Franco, Thiago Larghi e Enderson Moreira – todos são treinadores conhecidos no futebol mineiro – estavam tendo números e atuações vexatórias e a troca fez o torcedor goiano sonhar. A missão é complicada, mas não é impossível.

Os treinadores do Goiás promoverão apenas uma mudança na equipe titular: Vinicius está suspenso após receber o terceiro cartão amarelo contra o Fluminense, na derrota por 3 a 0, e está fora da partida desta noite. Douglas Baggio irá entrar no lugar da promessa esmeraldina. O restante do time deve ser semelhante às escalações anteriores. O Goiás conta com Ariel Cabral e Rafael Moura, nomes conhecidos no futebol brasileiro.

Provável escalação: Tadeu; Taylon, David Duarte, Fábio Sanches, Heron; Ariel Cabral, Henrique Lordelo, Shaylon, Douglas Baggio; Rafael Moura, Fernandão. Técnicos: Augusto César e Glauber Ramos.

Goiás x Atlético
34ª rodada do Brasileirão Série A
03/02//2021, 21:30 horas, Estádio Hailé Pinheiro
Transmissão: Globo Minas e Premiere
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
José Eduardo Botelho

Se Franga empatar o Internacional abre 7 pontos de frente. Vamo qui vamos Goiaz .. mete a rola na cloaca delas .. deixa piar .!

Eddie Fern

meu palpite é…
irrelevante!