Na tentativa de seguir vencendo em casa, Atlético duela com o Fortaleza em um horário diferente neste domingo

Fotos: Pedro Souza / Atlético

Um duelo importantíssimo para as duas partes do campeonato acontecerá neste domingo, 31. Atlético e Fortaleza chegaram nesta reta final com objetivos claros e as torcidas esperam que eles lutem até o final para os cumprirem. O Galo deseja seguir vencendo como mandante para se aproximar dos líderes, enquanto o Tricolor do Pici almeja três pontos surpreendentes em Belo Horizonte para respirar um pouco na luta contra o rebaixamento. A importante partida será realizada em um horário inédito nos domingos deste Brasileirão: às 17 horas.

Atlético e Fortaleza se enfrentam neste domingo, 31, às 17 horas – uma hora após o horário nobre do futebol brasileiro no final de semana. A partida é válida pela 33ª rodada e será realizada no Mineirão, casa da equipe mineira. No primeiro turno, o Leão do Pici venceu o confronto por 2 a 1, mesmo com um jogador a menos. Nesta partida, o Galo perdeu pontos que o atleticano ainda sente a falta.

O horário inédito neste Brasileirão foi escolhido após a CBF optar por alterar a data da partida. O jogo, originalmente, seria realizado na noite do sábado, 30, porém, devido à final da Libertadores, todos os jogos do Brasileirão que aconteceriam no sábado foram remanejados para o domingo. Por isso, o duelo entre Atlético e Fortaleza será realizado neste domingo, 31, no entanto, o horário é uma novidade: às 17 horas. Anteriormente, quando havia horário de verão no Brasil, o horário nobre do futebol brasileiro era mudado, mas com o término dessa mudança no relógio, o futebol segue sendo às 16 horas aos domingos. O Atlético e o Fortaleza serão as únicas equipes a entrar em campo neste horário. A partida terá transmissão apenas do Premiere.

A tabela e números

As equipes que se enfrentam nesta tarde têm objetivos diferentes no Brasileirão. O Atlético luta pelo título, está virtualmente classificado para a Libertadores 2021 – está 12 pontos à frente do Ceará, primeira equipe fora do G-7 – e deseja se aproximar do líder Internacional. O Galo é o 4º, tem 57 pontos e está cinco atrás do Colorado. Se vencer, o Atlético deve torcer para os rivais tropeçarem e o time pode terminar a rodada até na 2ª posição.

O líder Internacional enfrenta o Red Bull Bragantino, em Porto Alegre; o vice-líder Flamengo duela com o Sport, fora de casa; já o São Paulo, dono do 3º lugar, joga contra o Atlético-GO, em Goiânia. Se o time carioca e o Tricolor Paulista empatarem ou perderem, o Galo pode ultrapassar os adversários diretos com uma vitória sobre o Fortaleza.

Já o time cearense está numa situação mais complicada. O clube está dentro da zona do rebaixamento e necessita urgentemente de melhorar o seu desempenho. O Fortaleza está em 17º, com 35 pontos, e, se vencer, deixa o Z-4, visto que Vasco e Bahia, equipes que têm 36 e 35 pontos, respectivamente, se enfrentam. O Leão do Pici também tem uma grande necessidade de vencer também porque o time tem o menor número de vitórias dentre os quatro times que brigam, praticamente com a mesma pontuação, para fugir da 17ª colocação.

Um número chamativo da partida é que o duelo marca o encontro entre o 2º melhor ataque e a 4ª melhor defesa. O time de Sampaoli marca muitos gols – são 56 tentos, 36 destes como mandante – e certamente irá jogar para frente, buscando o gol. Porém, o adversário não cede tantos espaços em campo. Mesmo com uma campanha ruim, o Fortaleza sofreu apenas 32 gols em 32 jogos – nove gols sofridos a menos em relação ao Atlético – e, certamente, irá jogar fechado contra o Atlético.

O mandante confiante e o visitante preocupado

A partida deste domingo é um duelo dos extremos. Ambas as equipes estão dando início a um grupo: o Atlético abre o G-4, enquanto o Fortaleza abre o Z-4. E, curiosamente, as equipes vivem momentos bem diferentes e, por isso, o Galo entra em campo confiante, enquanto o Leão do Pici está preocupado com o seu momento.

O Atlético é dono do 2º melhor aproveitamento no 2º turno e vem de uma importante vitória contra o Santos, por 2 a 0. Savarino marcou os dois gols do Galo. A equipe mineira havia perdido para o Vasco por 3 a 2 e conseguiu se recuperar na última rodada.

Já o Fortaleza tem o 3º pior desempenho do returno. O time cearense fez 10 pontos no 2º turno e isso coincide com a saída de Rogério Ceni. O Leão do Pici venceu dois dos últimos 17 jogos na temporada e vive um momento horrível. Na última rodada, o Fortaleza perdeu por 2 a 0 para o Atlético-GO, fora de casa. No jogo, o volante Juninho desperdiçou uma cobrança de pênalti enquanto o placar estava sem gols.

E a preocupação do Fortaleza é ainda maior por causa dos números atleticanos em casa. O time de Belo Horizonte é o melhor mandante da competição e perdeu apenas uma partida no Gigante da Pampulha neste Brasileirão: são 39 pontos conquistados em 48 disputados. O problema ainda aumenta para o Fortaleza ao pensar que irá enfrentar este ótimo mandante sendo um terrível visitante: a equipe conquistou apenas 11 pontos longe do Ceará, tendo vencido apenas duas vezes – contra o Botafogo e o Goiás.

A escalação

O Atlético estará desfalcado do seu grande jogador. Keno rompeu os ligamentos do cotovelo esquerdo e está fora por tempo indeterminado. Por isso, Jorge Sampaoli terá uma grande dor de cabeça para escalar o time. O artilheiro da equipe na temporada havia ficado fora de apenas uma partida neste Brasileirão: contra o Palmeiras, na 19ª rodada, em um jogo em que o Atlético não se encontrou em campo.

Para substituir o camisa 11, Sampaoli tem várias opções. Na última partida, Eduardo Sasha retornou ao time titular e teve uma boa atuação. Por isso, o atacante deve seguir como titular. Quem pode voltar aos onze iniciais é Eduardo Vargas. Ele é o favorito para substituir Keno, revezando a posição central com Nathan e Sasha. Marrony é uma boa opção para atuar aberto, pela esquerda, como o jovem atleta atuava no Vasco. O “adolescente” Sávio corre por fora na competição.

No restante do time, Sampaoli não deve promover mudanças. A defesa permanece definida e o meio-campo fez uma boa partida contra o Santos. As novidades podem aparecer no banco de reservas. Matías Zaracho volta após um mês fora por lesão e deve ficar à disposição de Jorge Sampaoli. Devido ao limite de estrangeiros em uma partida – cinco jogadores internacionais – Dylan Borrero não deve ser relacionado. Uma possível novidade é Diego Tardelli. O treinador havia pedido o mês de janeiro para o atacante recuperar a forma física e o mês se encerra neste domingo. Chegou a hora de relacionar o camisa 9?

Provável escalação: Éverson; Guga, Réver, Alonso, Guilherme Arana; Jair, Hyoran, Nathan; Savarino, Eduardo Sasha, Eduardo Vargas (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli.

O adversário

As incertezas pairam sobre o Fortaleza. O time não consegue se encontrar sem Rogério Ceni e os números são assustadores: após a saída do treinador, em novembro, o time conseguiu vencer apenas dois jogos e não consegue pontuar em duas partidas seguidas desde 02 de dezembro. Com a ida de Ceni para o Flamengo, o Fortaleza contratou Marcelo Chamusca e o demitiu depois de apenas nove jogos. Enderson Moreira chegou para tentar resolver o problema, mas os números não melhoraram: quatro pontos conquistados em doze disputados.

Mesmo vivendo um momento ruim dentro de campo, como citado anteriormente, o torcedor do Fortaleza deve se apegar em uma estatística positiva: o Fortaleza tem um retrospecto positivo no duelo com o Atlético. Em 11 jogos, o time cearense venceu cinco vezes, houve empate em duas partidas e perdeu para o Galo em quatro oportunidades. Além disso, o time cearense venceu dois dos últimos três jogos fora de casa contra o Atlético.

Os números animam, mas duas notícias ruins marcaram o sábado do Fortaleza: houve um incêndio na Arena Castelão, casa do Leão do Pici, e o técnico Enderson Moreira foi internado com COVID-19 – o Blog deseja uma boa recuperação ao treinador e uma reestruturação simples para o estádio. Dentro de campo, Léo Porto, um dos auxiliares da equipe, irá treinar o time em Belo Horizonte e terá muitos problemas: Paulão e Juninho estão suspensos, Bruno Melo, Max Walef, Roger Carvalho e Romarinho estão lesionados e Yuri César deixou a equipe.

Provável escalação: Felipe Alves; Gabriel Dias, Jackson, Wanderson, Carlinhos; Felipe, Ronald, Mariano Vázquez; David, Osvaldo, Wellington Paulista. Técnico: Léo Porto.

Atlético x Fortaleza
33ª rodada do Brasileirão Série A
31/01//2021, 17:00 horas, Mineirão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments