Se continuar abaixo da 12ª posição, Cruzeiro buscará feito na próxima temporada que apenas 20% dos times conseguiram

Imagem de quando Luiz Felipe Scolari chegou no Cruzeiro, em outubro de 2020. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro vive um momento delicado na temporada. Atualmente, a tradicional equipe azul celeste está na parte debaixo da tabela da Série B, mesmo com a competição chegando na sua reta final. A Raposa está no 14º lugar, com 44 pontos, e cumprirá tabela até o fim do campeonato, já que, dificilmente, irá ser rebaixada e o acesso é matematicamente impossível.

A campanha ruim deve servir de exemplo para o próximo ano. Os comandados de Felipão não podem entrar na Série B na próxima temporada da mesma forma. A equipe tem que voltar à elite do futebol brasileiro.

Por isso, o Blog fez um levantamento sobre a quantidade de vezes que uma equipe que terminou a Série B abaixo da 12ª posição conseguiu subir no ano seguinte e o número é preocupante para o Cruzeiro: apenas 20% dos times, ou seja, somente uma em cada cinco equipes que subiram para a Série A terminaram a temporada anterior abaixo da 12ª posição. O Cruzeiro tem duas saídas: contrariar estas estatísticas e ter mais facilidade ou melhorar a sua posição nesta reta final.

Os números

O levantamento do Blog Bola Pra Frente englobou todas as edições da Série B em formato de pontos corridos, que começou em 2006 e teve a sua última edição encerrada em 2019. Nestas 14 edições, 56 times subiram para a Série A – obviamente algumas equipes subiram mais de uma vez, mas foram contadas separadamente, visto que foram campanhas distintas que possibilitaram o acesso.

Dentre estes 56 times que subiram para a Série A desde 2006, 28 (50%) conseguiram diretamente após estar em outra divisão: 18 (32,2%) haviam sido rebaixados no ano anterior e outros 10 (17,8%) conseguiram o acesso para a Série A logo após subir da Série C.

Por isso, em média, duas das quatro equipes que sobem para a Série A não disputaram a Série B no ano anterior, ou seja, na estatística, duas vagas ficam para os 8 times que foram rebaixados da Série A ou subiram da Série C e as outras duas vagas ficam para 12 clubes que ficaram entre 5º e 16º na Série B anterior, diminuindo ainda mais a possibilidade do Cruzeiro, já que a concorrência aumenta.

Em meio às equipes que subiram depois de ficar na Série B, 17 (30,4%) times haviam terminado na parte de cima da tabela, entre a 5ª e a 12ª posição da 2ª divisão na temporada anterior. Outros 11 (19,6%) clubes conseguiram o acesso após terminar bem abaixo na tabela, ou seja, encerraram a Série B do ano anterior abaixo da 12ª colocação, situação atual do Cruzeiro.

Portanto, aproximadamente 20% dos times subiram após terminar a temporada anterior abaixo do 12º lugar. Um número muito baixo. A média, as estatísticas e o histórico evidenciam que o Cruzeiro terá dificuldades.

São dados e curiosidades das últimas temporadas. Por exemplo, somente uma vez uma equipe que terminou a Série B anterior abaixo da 12ª posição venceu a Série B seguinte. O Cruzeiro deseja ser o segundo time a conseguir esse feito e tem essa missão: se organizar a equipe, a obrigação de ser campeão da divisão de acesso pode ser feita.

A dificuldade existirá e as equipes que cairão da Série A chegarão famintas na Série B. O Cruzeiro deve ter organização e compreensão para contrariar todas estas possibilidades e estatísticas. A torcida suplica por um 2021 melhor.

As equipes e os detalhes

O Blog trouxe a lista detalhada de todas as equipes que subiram por meio do campeonato de pontos corridos da Série B (2006-2019) e onde eles estiveram na temporada anterior. Todos os times em negrito passaram pela mesma situação que o Cruzeiro está no atual momento: terminar a Série B abaixo da 12ª posição.

2006:
1º Atlético – rebaixado da Série A em 2005;
2º Sport – ficou em 16º na Série B de 2005;
3º Náutico – ficou em 7º na Série B de 2005;
4º América-RN – subiu da Série C em 2005;

2007:
1º Coritiba – ficou em 6º na Série B de 2006;
2º Ipatinga – subiu da Série C em 2006;
3º Portuguesa – ficou em 14º na Série B de 2006;
4º Vitória – subiu da Série C em 2006;

2008:
1º Corinthians – rebaixado da Série A em 2007;
2º Santo André – ficou em 16º na Série B de 2007;
3º Avaí – ficou em 14º na Série B de 2007;
4º Barueri – ficou em 13º na Série B de 2007;

2009:
1º Vasco – rebaixado da Série A em 2008;
2º Guarani – subiu da Série C em 2008;
3º Ceará – ficou em 12º na Série B de 2008;
4º Atlético-GO – subiu da Série C em 2008;

2010:
1º Coritiba – rebaixado da Série A em 2009;
2º Figueirense – ficou em 6º na Série B de 2009;
3º Bahia – ficou em 12º na Série B de 2009;
4º América-MG – subiu da Série C em 2009;

2011:
1º Portuguesa – ficou em 5º na Série B de 2010;
2º Náutico – ficou em 13º na Série B de 2010; 
3º Ponte Preta – ficou em 14º na Série B de 2010; 
4º Sport – ficou em 6º na Série B de 2010; 

2012:
1º Goiás – ficou em 11º na Série B de 2011;
2º Criciúma – ficou em 14º na Série B de 2011;
3º Atlético-PR – rebaixado da Série A em 2011; 
4º Vitória – ficou em 5º na Série B de 2011;

2013:
1º Palmeiras – rebaixado da Série A em 2012;
2º Chapecoense – subiu da Série C em 2012;
3º Sport – rebaixado da Série A em 2012;
4º Figueirense – rebaixado da Série A em 2012;

2014:
1º Joinville – ficou em 6º na Série B em 2013;
2º Ponte Preta – rebaixado da Série A em 2013;
3º Vasco – rebaixado da Série A em 2013;
4º Avaí – ficou em 10º na Série B em 2013;

2015:
1º Botafogo – rebaixado da Série A em 2014;
2º Santa Cruz – ficou em 9º na Série B de 2014;
3º Vitória – rebaixado da Série A em 2014;
4º América-MG – ficou em 5º na Série B em 2014;

2016:
1º Atlético-GO – ficou em 14º na Série B de 2015;
2º Avaí – rebaixado da Série A em 2015;
3º Vasco – rebaixado da Série A em 2015;
4º Bahia – ficou em 9º na Série B em 2015;

2017:
1º América-MG – rebaixado da Série A em 2016;
2º Internacional – rebaixado da Série A em 2016;
3º Ceará – ficou em 10º na Série B de 2016;
4º Paraná – ficou em 15º na Série B de 2016;

2018:
1º Fortaleza – subiu da Série C em 2017;
2º CSA – subiu da Série C em 2017;
3º Avaí – rebaixado da Série A em 2017;
4º Goiás – ficou em 14º na Série B de 2017;

2019:
1º Red Bull Bragantino – subiu da Série C em 2018;
2º Sport – rebaixado da Série A em 2018;
3º Coritiba – ficou em 10º na Série B em 2018;
4º Atlético-GO – ficou em 6º na Série B em 2018;

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
FRANK MACHADO (FRANK DRUIMAINI

VEM COM JOSUÉ GOZAR OS JERICRU
JERICRU
JERICRU U U U U
POIS JERICRUUUUUUUUU CHEGOU AO FIM
iiiiiiiiiiii AS PREEGAS CEDERÃÃÃÃO………………..

Silva Silva Silva

Pau no cu das marias kkkkkkk caloteiras dos titulos fraudulentos, sem pagamentos kkkkkkkkk marias falidas, timeco piada mundial….kkkkk brigando para nao cairem para a tercerona, realidade das marias Cugulosas….

romulo

Putz, até a portuguesa foi campeã da série B e o micróbio azul não conseguiu ficar nem entre os 10 primeiros… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Paulo Rodrigues

Para resumir, o dia que Smallzeiro subir pra série A o metrô da Capital estará de Venda Nova a Igarapé, e toda região do Barreiro.

Marco Tulio Pereira Pereira

Que CruBeiro É ESSE QUE FALAM QUE É O MAIOR DE MINAS? Sae fosse, teria sido CAMpeão como o Galo foi detonando todas as equipes. Esse sim…MOSTROU SER UM GRANDE CLUBE DE TRADIÇÃO.

Maria BI reBBaixada

Gente MARIA: O CUGULOSO NÃO SOBE NUNCA MAIS! Entenderam ou quer que desenha?kkk