O que o cruzeirense irá incluir na sua lista de pedidos de Natal?

Reprodução Internet

Após um 2019 trágico, que contou com o rebaixamento inédito, o torcedor do Cruzeiro imaginou que o clube iria passar por uma reconstrução de verdade em 2020 e o gigante mineiro iria retornar à Série A. Porém, o ano foi ainda pior e dificilmente o cruzeirense verá seu time na elite do futebol brasileiro em 2021.

O fim de ano chegou e faltam sete jogos para acabar esta Série B. O time mineiro está em 11º, com 40 pontos e poderá chegar no máximo aos 61 pontos, pontuação que nunca fez uma equipe subir para a Série A, ou seja, mesmo se vencer sete das próximas sete partidas, o Cruzeiro teria dificuldade para voltar.

Portanto, o cruzeirense tem vários pedidos neste final de ano. Certamente, a lista de pedidos neste Natal do torcedor está cheia e o blog tentou listar algumas das reivindicações justas que os torcedores irão fazer neste ano. Confira e deixe nos comentários qual é o seu pedido!

Apenas sete vitórias em sete jogos

Pedir algo quase impossível vale a pena? Ninguém tem uma certeza sobre isso, porém, o cruzeirense que ainda crê em um fato improvável, pode pedir isso neste Natal. São necessários sete triunfos em sete partidas para o Cruzeiro alcançar os 61 pontos. Sendo assim, o Cuiabá, que tem 50 pontos, e o Juventude, que já fez 49 pontos, não poderão conquistar mais do que quatro vitórias, visto que passariam os 61 pontos máximos do Cruzeiro. A Raposa tem, atualmente, 1,9% de chances de subir, segundo cálculos da UFMG. Vale a pena tentar pedir como presente de Natal essa sequência de vitórias incríveis?

Um time mais ofensivo

O grande problema das últimas partidas está sendo a postura defensiva da equipe. Vale destacar que é uma característica inerente à filosofia de Felipão, porém o torcedor pede para que o time seja um pouco mais agressivo. No empate dramático frente ao Avaí e na derrota de virada contra a Ponte Preta, o Cruzeiro saiu ganhando no 1º tempo e ficou chamando o adversário. Com isso, o rival chegou e arrancou pontos preciosos do Cruzeiro. A falta de ímpeto ofensivo castigou o Cruzeiro e a torcida implora por um time que ataque com maior frequência, ainda mais diante de adversários fracos. Será que este pedido de Natal é possível?

Vontade em campo

Outro ponto que está incomodando boa parte dos torcedores da Raposa é a falta de vontade e raça em vestir a camisa do Cruzeiro. Vários jogadores ainda não entenderam o peso do manto azul celeste e não entregam em campo a vontade necessária para vencer partidas. Em muitos jogos, o time cruzeirense aparenta estar passivo às jogadas adversárias e não reage quando o rival impõe o jogo. Falta vontade de vencer o jogo e, certamente, o cruzeirense quer esta mudança urgentemente. Pedir neste Natal é uma boa opção.

Uma renovação do elenco

Este pedido é para a próxima temporada, porém já pode se iniciar por agora, visto que é importante começar a pensar na organização do próximo ano. O torcedor, com certeza, deseja um time mais jovem e sem vários medalhões que não entregaram sequer 1% do prometido, enquanto contratações sem tanta badalação – como Airton, Raúl Cáceres, Machado e Ramon – se tornaram titulares e peças importantes da equipe. Por isso, o resultado de 2020 deixa claro que o pedido de Natal é mais jogadores baratos, jovens e com vontade de ajudar o Cruzeiro e menos atletas que não entregam o futebol esperado, além de receber altos salários.

Uma reconstrução verdadeira

O lema da gestão que assumiu o comando do Cruzeiro em 2020 foi a de reconstrução. O discurso foi ótimo, mas a prática foi bem aquém da fala. O time conviveu com vários problemas antigos e, aparentemente, nada foi reconstruído. A torcida cobra Sérgio Santos Rodrigues, atual presidente, de vários pontos, principalmente o desvínculo com qualquer pessoa que estava na gestão turbulenta de 2019, porém o presidente não está correspondendo aos pedidos cruzeirenses. Para um Natal melhor, o torcedor deve estar pedindo que a atual diretoria comece a cumprir o prometido e olhe, de verdade, para uma reconstrução verdadeira do Cruzeiro.

Enfim, vários pedidos urgentes. Para você, leitor, e para a sua família, o blog deseja um Feliz Natal e um próspero Ano Novo!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários