Nesta sexta, Cruzeiro enfrenta o Vitória, em um duelo que possui uma curiosidade única em 2020

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O cruzeirense está vivendo uma montanha-russa de expectativas. Após a vitória contra o Brasil de Pelotas, até mesmo o torcedor mais pessimista falou na possibilidade do acesso. Porém, depois do empate contra o CRB, na última rodada, o desempenho decepcionante acabou desiludindo uma parte da apaixonada torcida. Nesta rodada, o Cruzeiro tem que vencer, mas o retrospecto contra equipes nordestinas neste ano possui uma curiosidade única: em nove partidas contra times do Nordeste em 2020, o Cruzeiro venceu apenas uma vez, justamente contra o Vitória. 

O Cruzeiro enfrenta o Vitória nesta sexta, 11, às 21:30, no Estádio do Barradão, na bela cidade de Salvador. No primeiro turno, a Raposa venceu o rival baiano por 1 a 0 – gol de Régis – e busca o segundo triunfo sobre o adversário, enquanto o Vitória quer vencer para, desta vez, pontuar contra a tradicional equipe mineira.

Os números e o momento

As duas equipes estão no meio de tabela, buscam se distanciar do Z-4 e, se possível, se aproximar do G-4, sonhando com um acesso. O Cruzeiro está em 11º, com 35 pontos, e nove pontos atrás do Cuiabá, primeira equipe dentro do G-4. Já o Vitória está três posições abaixo, em 14º, com 33 tentos. A equipe rubro-negro está 5 pontos á frente do Figueirense, primeira equipe dentro do Z-4.

Se vencer, o Cruzeiro pode ultrapassar o Avaí e assumir a 10ª posição, chegando apenas pela segunda vez na parte de cima da tabela. Em caso de derrota, a Raposa pode voltar para a 15ª posição, se os rivais diretos vencerem. Com mais um tropeço, nesta altura, o acesso cruzeirense fica muito comprometido. Por outro lado, se o Vitória vencer, ultrapassa o próprio Cruzeiro e pode ganhar as posições do CRB e Operário, chegando até na 11ª posição.

No momento, ambos os rivais vem de empates fora de casa. O Cruzeiro jogou muito mal e empatou por 0 a 0 com o CRB, em Alagoas, porém deu continuidade à ótima sequência do Cruzeiro de Felipão: são 22 pontos em 33 disputados, aproveitamento de 66%. Já o Vitória empatou com o Cuiabá por 3 a 3, em uma partida emocionante e segue com bons números: nas últimas sete partidas, o rubro-negro perdeu apenas um jogo – frente ao Confiança, em casa. 

Um fato chamativo desta partida é que o Vitória é dono do 3º melhor ataque, com 36 gols feitos, e o Cruzeiro tem a 4ª melhor defesa da Série B, sofrendo apenas 25 tentos. Como exemplo do ótimo ímpeto ofensivo da equipe baiana, nas últimas 3 partidas do Vitória houve 16 gols, uma média superior a 5 gols por partida. 

O baixo aproveitamento

O Cruzeiro não está tendo bom aproveitamento contra equipes nordestinas em 2020. A curiosidade deste jogo é que foram nove partidas na bela região brasileira em 2020 e o Cruzeiro venceu apenas um jogo – justamente contra o Vitória – um retrospecto muito ruim contra equipes que tem um investimento bem inferior que o time de Minas Gerais. Mérito das organizadas equipes nordestinas que mereceram estes resultados. 

Os 5 adversários do Cruzeiro neste ano (vale ressaltar que o Cruzeiro ainda enfrentará o CSA e o Sampaio Corrêa nesta Série B):

  • Confiança: 2 jogos, 1 empate e 1 derrota;
  • CRB: 4 partidas, 3 empates e 1 derrota;
  • CSA: 1 jogo, 1 derrota;
  • Sampaio Corrêa: 1 jogo, 1 derrota;
  • Vitória: 1 jogo, 1 vitória;

São nove jogos, com apenas uma vitória, quatro empates e quatro derrotas, isto é, aproveitamento de 18,5%. Fora de casa, o Cruzeiro empatou três vezes e perdeu uma, ou seja, não sabe o que é vencer no Nordeste em 2020. Pelo lado positivo para os cruzeirenses, a única equipe que a Raposa triunfou foi contra o próprio Vitória.  

Vale ressaltar que o retrospecto geral do confronto é muito favorável ao Cruzeiro: já aconteceram 48 partidas, onde o Cruzeiro venceu 30, empatou 9 e saiu de campo derrotado para o Vitória apenas 9 vezes. A última derrota cruzeirense aconteceu em 2010, depois disso são 14 jogos invictos: 10 vitórias e 4 empates cruzeirenses.

A escalação

O Cruzeiro deve manter a sua escalação padrão, a qual o cruzeirense, enfim, está tendo conhecimento. O time está melhorando com a presença de Rafael Sobis e Machado na criação. O fator que prejudicou ainda mais o desempenho do Cruzeiro na última partida foram as substituições equivocadas de Felipão, que deixou a Raposa inoperante. 

Para melhorar a equipe, Airton está de volta após cumprir suspensão por causa do 6º amarelo na competição. Por outro lado, o titular Jadsom Silva, segundo atleta cruzeirense que mais atuou nesta Série B, também tomou o 6º amarelo e ficará fora desta partida contra o Vitória. Felipão pode optar por adiantar Ramon para a linha de volantes, ao lado de Adriano, ou pode colocar Jadson como titular. 

O Cruzeiro segue como uma longa lista de pendurados: Fábio, Lucas França, Ramon, Manoel, Cacá, Matheus Pereira, Adriano e Rafael Sobis. Dentre estes oito jogadores, seis devem ser titulares. O lateral Matheus Pereira cumpriu suspensão na 23ª rodada, contra a Chapecoense, mas já tomou dois cartões e novamente pode ficar fora por acúmulo de advertências.

Provável escalação: Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Cacá (Ramon), Matheus Pereira; Ramon (Jadson), Adriano, Machado; Airton, Arthur Caíke, Rafael Sobis. Técnico: Luiz Felipe Scolari. 

O adversário

A temporada do Vitória está decepcionando a sua fiel torcida. Assim como o Cruzeiro, o Vitória ficou fora da fase final do campeonato estadual e viu o rival vencer uma equipe modesta na final. No Baiano, o Bahia bateu o Atlético-BA e o Vitória nem disputou o mata-mata. Já na Copa do Nordeste, a equipe rubro-negra perdeu nas quartas de finais para o campeão Ceará.

Em contrapartida, na Série B, o Vitória vive um dos melhores momentos e precisa de um triunfo grande para ganhar ainda mais confiança. A pergunta da torcida é se, nesta noite, terá gol do “Léo Cearágol”. O vice-artilheiro da Série B, com 12 gols, vive um grande momento e fez 5 gols nas últimas 3 partidas que esteve em campo. No empate contra o Cuiabá, o atacante estava suspenso.

Já no comando técnico, o Vitória terá uma estreia. Eduardo Barroca deixou o time e foi para o Botafogo, dando lugar para Mazola Júnior, ex-Remo. O técnico estreante da noite contará com a volta de Léo Ceará, Wallace e do goleiro Ronaldo. O desfalque é Léo Morais, que está suspenso. 

Provável escalação: Ronaldo; Van, Wallace Reis, Mauricio Ramos, Rafael Carioca; Guilherme Rend, Fernando Neto, Lucas Cândido, Thiago Lopes; Vico, Léo Ceará. Técnico: Mazola Júnior.

Vitória x Cruzeiro
28ª rodada do Brasileirão Série B
11/12/2020, 21:30 horas, Estádio do Barradão
Transmissão: SporTV (menos MG) e Premiere.
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários