Para voltar à Série A, o Cruzeiro terá que pontuar mais em casa. Veja números das últimas equipes que subiram!

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Gigante da Pampulha é historicamente a casa do Cruzeiro. É o local onde a Raposa levantou diversas taças e comemorou várias vitórias. Porém, neste ano atípico como está sendo 2020, o Cruzeiro não consegue emplacar bons resultados em casa e necessita urgentemente de melhorar o seu desempenho como mandante.

Atualmente na 15ª posição, a equipe mineira é o 8º pior mandante, com partidas a mais em casa do que os seus concorrentes. São 11 jogos com mando de campo, onde o Cruzeiro venceu 4 vezes, empatou em 3 oportunidades e saiu derrotado de campo em 4 jogos, um aproveitamento de 45,5% dos pontos.

Com sete tropeços em onze jogos, o Cruzeiro precisa se recuperar em casa. Vale ressaltar que por causa da pandemia do coronavírus, não há torcida no estádio, podendo assim ser explicado o baixo rendimento. Porém, todas as equipes, infelizmente, estão enfrentando esta situação e os próprios torcedores, assistindo de casa e sem aglomerar, merecem um desempenho melhor.

Como exemplo disso, o blog Bola Pra Frente levantou dados das últimas cinco edições da Série B, com os aproveitamentos como mandante das equipes que subiram. Confira ao fim da matéria a lista completa desde 2015 a 2019 de todos os times que voltaram à elite e seu desempenho dentro de casa.

Números deixam claro que deve haver uma melhora imediata

Faltam 8 partidas em casa. Com 15 pontos em 33 disputados, o Cruzeiro conseguiu fazer apenas 45,5% dos pontos como mandante. Como analisado, dentre as equipes que subiram, o melhor desempenho em casa foi do Bahia, em 2016, com 82,5% de aproveitamento dos pontos, um número incrível e inalcançável pelo atual Cruzeiro.

Caso o Cruzeiro vença as oito partidas restantes no Mineirão, ou seja, tendo 100% de aproveitamento nas próximas rodadas em casa, a Raposa chegará aos 68,4% como mandante. Este rendimento estaria abaixo do aproveitamento de 12 das últimas 20 equipes que subiram para a Série A, mostrando que os tropeços na primeira parte do campeonato já danificaram boa parte da campanha.

Analisando os atuais desempenho, é destacável o rendimento do Cuiabá em casa nesta Série B de 2020: são 24 pontos em 10 jogos, isto é, 80% de aproveitamento em casa. Para o Cruzeiro conseguir ter este desempenho a partir de agora, a Raposa deve vencer seis partidas, empatar uma e perder apenas uma. Com isso, o Cruzeiro chegaria aos 59,6% de aproveitamento e ficaria abaixo de 17 dos últimos 20 times que subiram para a elite.

Para bater a meta mínima, que é a porcentagem do Avaí, 50,9%, o pior mandante que subiu nos últimos anos, a Raposa deve conseguir aproveitamento de 58,3% nos próximos jogos. Para isso, o Cruzeiro tem que vencer 4, empatar duas e pode perder duas partidas, conseguindo desta forma conquistar 14 pontos em 24 e alcançar o aproveitamento de 50,9% do Avaí. Porém, é importante destacar que o Avaí foi o melhor visitante da edição que conseguiu o acesso. O Cruzeiro atualmente é o 4º e tem rendimento como visitante abaixo do time catarinense em 2018.

Lista de aproveitamentos como mandante das últimas edições (2015-2020):

Foram colocados a posição geral, depois a equipe e no fim o aproveitamento nas 19 rodadas como mandante.

2015:

  • 1º: Botafogo: 66,7%
  • 2º: Santa Cruz: 80,7%
  • 3º: Vitória: 70,2%
  • 4º: América-MG: 77,2%

2016:

  • 1º: Atlético-GO: 78,9%
  • 2º: Avaí: 78,9%
  • 3º: Vasco: 68,4%
  • 4º: Bahia: 82,5%

2017:

  • 1º: América-MG: 71,9%
  • 2º: Internacional: 68,4%
  • 3º: Ceará: 66,7%
  • 4º: Paraná: 78,9%

2018:

  • 1º: Fortaleza: 75,4%
  • 2º: CSA: 59,6%
  • 3º: Avaí: 50,9%
  • 4º: Goiás: 54,4%

2019:

  • 1º: RB Bragantino: 78,9%
  • 2º: Sport Recife: 70,2%
  • 3º: Coritiba: 70,2%
  • 4º: Atlético-GO: 61,4%

2020 (até a 20ª rodada):

  • 1º: Chapecoense: 73,3%
  • 2º: América-MG: 60%
  • 3º: Cuiabá: 80%
  • 4º: Juventude: 63,3%

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários