Atlético confirma a contratação de Eduardo Vargas

Reprodução Twitter

O Atlético oficializou na manhã desta sexta, 06, a chegada de Eduardo Vargas, atacante que deixa o Tigres, após quatro anos no México. O jogador de 30 anos foi mais um pedido de Jorge Sampaoli atendido pela diretoria e investidores do Atlético e se tornou a 11ª contratação sob comando do técnico argentino. Para estrear, o atleta ainda precisa ser registrado, mas como estava atuando pelo Tigres, terá condições físicas de jogar em breve. 

A negociação não foi tão simples. Com o encerramento da janela no dia 9 de novembro, o Atlético teve que agir rápido para trazer o atacante pedido por Sampaoli. Vargas tinha contrato com o Tigres até o final do ano, porém o time mexicano só aceitava negociar o atleta com uma compensação financeira. Precisando contar com o atleta neste Brasileirão, o Atlético desembolsou 1,5 milhões de euros (10 milhões de reais) para contratar o jogar, que chega em Belo Horizonte neste sábado. 

Vargas, que assinou até 2022, é um atacante completo. O chileno é um jogador que pode atuar tanto aberto, como ponta, tanto pelo centro. Por isso, Vargas chega como concorrente de Sasha, Nathan, Keno, Savarino e até mesmo do recém-chegado Zaracho. Sampaoli pede um elenco forte e essas disputas são importantes para a competitividade do plantel.

Nascido em 1989, Eduardo Vargas é um velho conhecido do treinador do Galo. Além da Seleção Chilena, onde foram campeões da Copa América, Sampaoli treinou Vargas no Universidad do Chile, no início de carreira do atacante.

Segundo dados levantados pela página Tiro de Canto, no Twitter, Eduardo Vargas, quando treinado por Sampaoli, tem números impressionantes: em 83 jogos, são 50 gols feitos e 16 assistências, ou seja, quase uma participação em gol por partida.

E foi na Seleção do Chile que Eduardo Vargas teve seu maior destaque. O atacante é o 2º maior artilheiro da história do Chile, com 38 gols, quatro atrás de Alexis Sánchez. Vargas, além de bicampeão da Copa América, é o 2º maior artilheiro da competição continental em atividade, atrás apenas de Paolo Guerrero.

O jogador terá a sua segunda passagem no Brasil. Ele esteve no Grêmio em 2013, emprestado pelo Napoli, e marcou 9 gols em 37 jogos. Não foi uma passagem com muito destaque e Vargas, certamente, almeja deixar melhores números no país do futebol.

Além do Grêmio,Napoli, Tigres e Universidad do Chile, Vargas tem no seu currículo passagens por Cobreloa-CHI, Valência-ESP, Queens Park Rangers-ING e Hoffenheim-ALE.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.