Resumo do turno | Quantos chutes são necessários para marcar um gol? Qual dia o Cruzeiro mais venceu? Veja estatísticas e curiosidades do 1º turno do Cruzeiro

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Chegou ao fim o 1º turno da Série B. O blog traz curiosidades e estatísticas de um Cruzeiro que decepcionou, esteve nove rodadas na zona de rebaixamento e contou com a demissão de dois treinadores para começar a ter uma esperança. 

Até este sábado, o Cruzeiro finalizou o turno na 16ª posição, com 20 pontos. Vale ressaltar que os adversários jogarão na rodada e podem ultrapassar a Raposa. Com Felipão, o time conseguiu ter 77,7% de aproveitamento, com duas vitórias e um empate.

Algumas estatísticas que chamaram a atenção foi a necessidade de mais de 14 finalizações para balançar as redes. Outro dado que instiga a todos é que as partidas que o Cruzeiro mais finalizou e mais teve posse, acabou sendo derrotado. Por outro lado, quando finalizou apenas sete vezes, contra o Figueirense, e na oportunidade que teve só 33% de posse de bola, frente o Guarani, acabou com os três pontos. 

Um ponto importante de ser destacado é que o Cruzeiro não conseguiu virar nenhuma partida. Nas sete vitórias, a Raposa abriu o placar. Nas sete derrotas, o Cruzeiro saiu atrás no marcador.

Para os supersticiosos, é bom evitar jogos com o segundo e terceiro uniforme. Boa parte das derrotas aconteceram com estas camisetas. Além disso, os torcedores pedem para que o Cruzeiro pare de atuar às quintas e sábados. Nestes dois dias, o Cruzeiro foi derrotado em 5 de 6 jogos.

Confira estas e outras estatísticas e curiosidades do Cruzeiro no 1º turno. Deixe sua opinião e comente qual estatística e curiosidade pode ser relatada no próximo resumo mensal ou do 2º turno. 

Estatísticas e curiosidades

Retrospecto: Cruzeiro entrou em campo 19 vezes, venceu 7, empatou 5 e perdeu 7 partidas, com aproveitamento de 45,6%.
Na sua casa, o Cruzeiro jogou 10 partidas, venceu 4, empatou 2 e perdeu 4 vezes, 46,6%.
Fora de casa, a Raposa atuou 9 vezes, ganhou 3, empatou 3 e perdeu 3 jogos, 44,5%.

Lista de jogos:

Cruzeiro 2 x 1 Botafogo-SP – 08/08/2020
Guarani 2 x 3 Cruzeiro – 11/08/2020
Figueirense 0 x 1 Cruzeiro – 16/08/2020
Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense – 20/08/2020
Confiança 1 x 1 Cruzeiro – 23/08/2020
Cruzeiro 1 x 2 América-MG – 29/08/2020
Brasil de Pelotas 1 x 0 Cruzeiro – 02/09/2020
Cruzeiro 1 x 1 CRB – 07/09/2020
Cruzeiro 1 x 0 Vitória – 11/09/2020
CSA 3 x 1 Cruzeiro – 19/09/2020
Cruzeiro 0 x 1 Avaí – 25/09/2020
Cruzeiro 3 x 0 Ponte Preta – 30/09/2020
Cuiabá 1 x 0 Cruzeiro – 03/10/2020
Cruzeiro 1 x 2 Sampaio Corrêa – 08/10/2020
Oeste 0 x 0 Cruzeiro – 11/10/2020
Cruzeiro 0 x 0 Juventude – 16/10/2020
Operário 0 x 1 Cruzeiro – 20/10/2020
Náutico 1 x 1 Cruzeiro – 25/10/2020
Cruzeiro 2 x 0 Paraná – 30/10/2020


Observações: o Cruzeiro encerrou o segundo turno na 16ª posição, porém pode ser ultrapassado após o fechamento desta matéria. Os rivais Náutico e Figueirense, equipes que ficaram no Z-4 por causa da última vitória da Raposa, ainda jogarão na rodada.

Números do time no 1º turno (19 jogos):

Gols feitos: 19 | Média de gols: 1 por jogo
Gols sofridos: 17 | Média de gols sofridos: 0,9 por partida

Finalizações: 270 tentativas | Média de arremates: 14,2 por jogo
Finalizações certas: 73 chutes certos | Média de arremates certos: 3,8 por partida
Precisão do chute: 27% das tentativas vão no gol 
O Cruzeiro precisou de 14,2 finalizações para fazer um gol e de 3,8 chutes certos para marcar. 

Média de posse de bola: 54,63% por jogo
Passes: 8542 | Média de passes: 449,5 por jogo
Passes certos: 7116 | Média de passes certos: 374,5 por jogo
Precisão do passe: 83,3% dos passes vão na direção correta. 

Dados dos jogadores:

Número de jogadores utilizados: 35 atletas utilizados em 19 rodadas
Atleta com mais minutos: Fábio, com 1710 minutos, ou seja, esteve em campo em todos os minutos possíveis
Jogadores com mais gols: Marcelo Moreno e Arthur Caíke, ambos com 3 gols
Atleta com mais assistências: Régis, com 3 passes para gol
Jogadores com mais cartões amarelos: Cacá, Jadsom, Airton e Moreno, todos com 4 advertências
Nenhum atleta cruzeirense foi expulso. 

Curiosidades sobre sair ganhando ou perdendo:

Gols feitos no 1º tempo: 9 gols ( 47,4 % do total) | Gols feitos na 2ª etapa: 10 tentos ( 52,6%)
Gols sofridos no 1º tempo: 9 gols (52,9 %) | Gols sofridos na 2ª etapa: 8 tentos ( 47,1%)

Começou perdendo: 8  jogos | Começou perdendo e virou: 0 (0%) |  Começou perdendo e empatou: 1 (12,5%) | Começou perdendo e perdeu: 7 (87,5%)

Iniciou ganhando: 9 vezes | Iniciou vencendo e sofreu virada: 0 (0%) | Iniciou vencendo e sofreu o empate: 2 (22,2%) | Iniciou ganhando e venceu: 7 (77,7%)

Em 2 partidas o Cruzeiro não saiu ganhando ou perdendo, já que ficou 0 a 0.

Curiosidades sobre estatísticas

Partida que mais finalizou: foram 26 finalizações na derrota por 1 a 0, em casa, para o Avaí
Jogos que menos chutou: foram 7 chutes na vitória por 1 a 0, fora de casa, contra o Figueirense e também na derrota por 1 a 0, fora de casa, frente o Cuiabá
Partida que mais finalizou corretamente: foram 9 finalizações certas na vitória por 3 a 0, no Mineirão, contra a Ponte Preta
Jogo que menos chutou corretamente: foi 1 chute certo na derrota por 1 a 0, em casa, para a Chapecoense.

Partida que mais teve posse de bola: teve 72% de posse de bola na derrota por 1 a 0, em casa, contra o Avaí
Jogo que menos teve posse de bola: teve apenas 33% na vitória por 3 a 2, fora de casa, contra o Guarani

Partida que mais tocou a bola: foram trocados 605 passes na derrota por 3 a 1, fora de casa, contra o CSA
Jogo que menos tocou a bola: foram trocados só 284 passes na vitória por 3 a 2, fora de casa, contra o Guarani
Partida que mais tocou a bola corretamente: teve 87,5% de passes certos no empate por 0 a 0, em casa, frente o Juventude
Jogo que menos tocou a bola corretamente: teve apenas 75,4% de passes certos na vitória por 1 a 0, fora de casa, contra o Figueirense

Treinadores:

Enderson Moreira: 8 jogos, venceu 3, empatou 2 e perdeu 3, 45,8% de aproveitamento
Ney Franco: 7 jogos, venceu 2, empatou 1 e perdeu 4, 33,3% de aproveitamento
Célio Lúcio(interino): 1 jogo e empatou 1, 33,3% de aproveitamento
Felipão: 3 jogos, venceu 2, empatou 1 e não perdeu, 77,7% de aproveitamento

Dia do jogo: 

Segunda: 1 partida, 1 empate, 33,3%
Terça: 2 jogos, 2 vitórias, 100%
Quarta: 2 partidas, 1 vitória e 1 derrota, 50%
Quinta: 2 jogos, 2 derrotas, 0%
Sexta: 4 partidas, 2 vitórias, 1 empate e 1 derrota, 58,3%
Sábado: 4 jogos, 1 vitória e 3 derrotas, 25%
Domingo: 4 partidas, 1 vitória e 3 empates, 50%
Horário mais jogado: às 21:30, com 6 jogos neste horário

Uniformes utilizados:

Azul: 9 partidas, 5 vitórias, 3 empates e 1 derrota, 66,6%
Branco: 7 jogos, 2 vitórias, 1 empate e 4 derrotas,33,3%
Terceiro: 3 partidas, 1 empate e 2 derrotas, 11,1%

Transmissão:

Globo Minas: 4 jogos, 1 vitória, 2 empates e 1 derrota, 41,6%
SporTV:  14 partidas, 5 vitórias, 4 empates e 5 derrotas, 45,2%
Premiere: todos os 19 jogos foram transmitidos pelo pay-per-view. Apenas 5 jogos foram exclusivos do Premiere: 2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas, 46,6%

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários