Sair do Z-4 contra entrar no G-4: o grande duelo desta sexta é entre Cruzeiro e Paraná

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Se almeja uma campanha incrível no 2º turno para retornar à Série A, o Cruzeiro tem uma missão: vencer todas em casa. O Mineirão é historicamente um local que a Raposa domina, porém, na Série B, o time não consegue emplacar bons jogos. Uma vitória daria confiança, além de tirar o Cruzeiro da zona do rebaixamento. Terminar um turno da Série B no Z-4 seria dramático para uma instituição tão grande como o Cruzeiro Esporte Clube.

Com o objetivo único de vencer, o Cruzeiro duela com o Paraná na noite desta sexta-feira, 30, às 21:30, no Mineirão. A equipe mineira está em 18º, com 17 pontos, dois pontos atrás do Náutico, primeira equipe fora do Z-4. Já o Paraná é o 5º colocado, com os mesmos 28 pontos do Juventude, primeiro time dentro do G-4. Desejos opostos, vontade semelhante: a vitória.

O Cruzeiro está tendo números melhores com Felipão – uma vitória na estreia e um empate por 1 a 1 com o Náutico na última partida – e deseja seguir nesta sequência. São quatro jogos sem ser derrotado, mas o número de empates nesta sequência – três de quatro partidas terminaram empatadas – é o principal problema. Mesmo assim, o Cruzeiro está confiante na sua defesa. A Raposa sofreu apenas um gol nas últimas quatro vezes que entrou em campo. 

O ponto que assusta o torcedor cruzeirense é o mau desempenho em casa. O Cruzeiro é o 6º pior mandante, com apenas três vitórias em Minas Gerais. A última vitória completa nesta sexta um mês. O triunfo foi contra a Ponte Preta, a melhor atuação da equipe celeste na Série B. Inspiração melhor não há.

Já o Paraná vive um momento incerto. Nas últimas oito partidas, a equipe venceu apenas uma vez. O resultado mais comum nas partidas recentes está sendo os empates – cinco nos últimas oito vezes que entrou em campo. Como visitante, o Paraná venceu apenas duas vezes na competição.

O retrospecto é favorável ao time mineiro. São 25 jogos na história e o Cruzeiro saiu vencedor em 11 oportunidades. O Paraná venceu 8 e houve empate 6 vezes. Com mando da Raposa foram 10 partidas e o Paraná conseguiu 3 triunfos, mostrando que não é um visitante tão agradável aos donos da casa. 

Outro ponto negativo para os cruzeirenses é o retrospecto recente. Nos últimos 10 jogos, o Cruzeiro venceu apenas uma partida, justamente a última, em 2018. O único triunfo nos últimos 15 anos ficou marcado com um 3 a 1 para a Raposa, com direito a gols de Arrascaeta, Fred e Rafael Sóbis.

O técnico Luiz Felipe Scolari terá muita dor de cabeça para decidir a escalação. Como noticiado na última terça, 27, o Cruzeiro teve duas baixas importantes nesta semana, mas contou com dois retornos. Matheus Pereira e Arthur Caíke estão no Departamento Médico, que contou com Raúl Cáceres por mais de um mês. Além de Raúl, Manoel também retornou. 

A defesa deve ter as principais mudanças. Patrick Brey assume a vaga de Matheus. Manoel deve retornar e Ramon e Cacá disputarão a outra vaga. A cria da base tem vantagem após a boa partida contra o Náutico e deve ser titular. Vale ressaltar que Ramon pode ser utilizado como volante. Na lateral direita, Daniel Guedes não foi relacionado e Rafael Luiz não está bem, por isso Raúl pode retornar já como titular.

O meio-campo mostrou mais uma vez falta de qualidade e pode passar por alterações. Machado deu um ótimo lançamento no início do gol de empate contra o Náutico e pode ganhar outra chance. Maurício segue fora, devido a sua participação na Seleção Sub-20 – onde marcou um belo gol – e Régis permanecerá como titular.  Giovanni Piccolomo, reforço anunciado nesta quinta, ainda não foi inscrito no BID.

Airton, após um gol e uma assistência nos últimos dois gols do Cruzeiro, ganhará a vaga do lesionado Arthur Caíke. A dúvida é sobre a manutenção dos contestados Marquinhos Gabriel e Marcelo Moreno. Zé Eduardo retornou de empréstimo e até hoje não ganhou uma chance para atuar por muitos minutos. 

Provável escalação: Fábio; Raúl Cáceres (Rafael Luiz), Manoel, Cacá, Patrick Brey; Adriano (Machado ou Ramon), Jadsom Silva; Marquinhos Gabriel, Régis, Airton; Marcelo Moreno. Técnico: Felipão.

Sobre o adversário

O Paraná bateu na trave em 2019. Após ser rebaixado em 2018, o tricolor buscava retornar rapidamente à Série A. Porém, depois de alguns tropeços na reta final da competição no ano passado, o Paraná ficou em 6º e sem a vaga. Com essa decepção no histórico recente, o tradicional time paranaense colocou para 2020 o grande objetivo de subir de divisão. A 5ª colocação com os mesmos pontos do 4º, Juventude, mostra que o time disputará a vaga até o final da competição.

No estadual deste ano, o time não conseguiu ter um grande desempenho. O Paraná foi eliminado nas quartas de finais para o rival Coritiba e ficou distante do título, vencido pelo Athletico-PR. Na Série B, o Paraná estava em uma sequência ruim, com sete tropeços consecutivos, até que na última rodada enfrentou o Oeste e goleou por 4 a 0.

Os comandados do técnico Allan Aal entrarão com a intenção de terminar o turno no G-4. A escalação terá o desfalque do lateral João Victor e do atacante Bruno Gomes, ambos suspensos. O goleiro Alisson e o zagueiro Fabrício seguem lesionados.

Provável escalação:Marcos; Paulo Henrique, Salazar, Hurtado, Juninho; Jhony Douglas, Higor Meritão; Andrey, Renan Bressan, Thiago Alves; Léo Castro. Técnico: Allan Aal.

Cruzeiro x Paraná
19ª rodada do Brasileirão Série B
30/10/2020, 21:30 horas, Mineirão
Transmissão: SporTV (menos MG) e Premiere
Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Zioli (SP) e Herman Brumel Vani (SP).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Admilsonson Geraldo Oliveira

JESUS O CANCER DO TIME TÁ RELACIONADO DE NOVO, O QUE NÃO TOMA CARTÃO, NÃO MACHUCA, NÃO PEGA NEM RESFRIADO QUANTO MAIS BOLA NO GOL, SOME DO CRUZEIRO FRANGUEIROOOOOOOO

Admilsonson Geraldo Oliveira

JESUS O CANCER DO TIME TÁ RELACIONADO DE NOVO, O QUE NÃO TOMA CARTÃO, NÃO MACHUCA, NÃO PEGA NEM RESFRIADO QUANTO MAIS BOLA NO GOL, SOME DO CRUZEIRO FRANGUEIROOOOOOOOO

Admilsonson Geraldo Oliveira

JESUS O CANCER DO TIME TÁ RELACIONADO DE NOVO, O QUE NÃO TOMA CARTÃO, NÃO MACHUCA, NÃO PEGA NEM RESFRIADO QUANTO MAIS BOLA NO GOL, SOME DO CRUZEIRO FRANGUEIROOOOOOOOOO

peppeu

Leitê quentê na fuça das maria.

FRANK MACHADO (FRANK DRUIMAINI

pobres marias. ilusão 100 fim.

Wellington Souza

Paga os 40 mil de IPTU pro Kalil primeiro, pra depois vir zoar o maior de Minas, bando de gabis Flamenguistas!!