Tendência de ataque contra defesa: Atlético e Sport se enfrentam neste sábado, no horário de Keno

Reprodução Twitter

O melhor ataque da competição, com 31 gols em 16 jogos, contra a 2ª pior defesa, que sofreu 26 gols em 17 partidas. Além destas estatísticas, ao olhar os técnicos de Atlético e Sport fica claro que a partida será ataque contra defesa. Jorge Sampaoli e Jair Ventura têm ideias completamente antagonistas. Um preza pelo ataque com muitos homens e o outro valoriza uma defesa cheia. Ataque contra defesa será a receita da partida deste sábado,24. 

E a partida acontecerá na “hora do Keno”. Os torcedores brincam nas redes sociais, mas Keno, se for escalado, atuará pela 4ª vez em um sábado, às 21 horas. Nos outros três jogos, o ponta marcou 7 gols – dois hat-tricks – e deu uma assistência, sendo o melhor em campo nas três partidas. Ele brilhará mais uma vez?

Atlético e Sport duelam na noite deste sábado, 24, às 21 horas, no Mineirão. O Galo é o melhor mandante da competição – tropeçou apenas contra o Fluminense – e está em 3º lugar. Já o Leão da Ilha é o 12º e está em uma campanha muito irregular. 

As duas equipes estão em um mau momento. O Atlético segue entre os primeiros, mas perdeu a liderança na última rodada, além de conquistar apenas quatro dos últimos doze pontos disputados. A derrota por 3 a 1 contra o Bahia, na última rodada, machucou bastante o torcedor. O Sport ostenta um momento ainda pior. Após chegar no G-6, a equipe pernambucana está em uma sequência de quatro derrotas consecutivas. 

Caso o Galo vença, a equipe mineira chega aos 35 pontos e dorme na liderança, mas perde no dia seguinte, visto que Internacional e Flamengo se enfrentam e ambos têm 35 pontos, ou seja, um deles – em caso de vitória no duelo – ou os dois – em caso de empate – pontuarão, deixando o Atlético para trás. Olhando a longo prazo, o melhor final de rodada para o atleticano seria terminar em 3º, com 35 pontos, com um jogo a menos e um ponto atrás de Internacional e Flamengo, ou seja, o empate no jogo dos líderes é o resultado ideal para o Galo.

O Sport vive um momento diferente na tabela. Se vencer, a equipe nordestina chega até à 8ª posição – ganhando quatro posições – e ultrapassa o Palmeiras, mas para isso acontecer, deve haver uma grande combinação de resultados, já que o meio da tabela está bastante embolado. 

O retrospecto do duelo é bastante positivo para o Atlético. Foram 53 confrontos disputados, o Atlético venceu 21, empatou 18 vezes e saiu derrotado de campo apenas em 14 partidas. Em Minas Gerais, o time pernambucano venceu o Galo só três vezes e o último triunfo do Sport em Minas, contra o Atlético, foi em 2000.

O último duelo entre as equipes aconteceu em Belo Horizonte, em 2018, e o placar foi bem elástico para o Galo. 5 a 2 no marcador, com direito a um belíssimo gol de Emerson, ex-lateral atleticano. 

Sampaoli terá todo o elenco à disposição – a única ausência segue sendo Diego Tardelli. Para a partida da outra semana, contra o Palmeiras, o Galo pode perder Keno, que está com dois cartões amarelos e, se levar outro cartão, fica fora contra o seu ex-time. O ponta, que, como dito anteriormente, carrega o bom retrospecto neste horário, é o único pendurado do Atlético.

A escalação deve ter poucas novidades. Éverson está sendo criticado por uma parte da torcida, mas tem todo o apoio de Jorge Sampaoli, que não deve optar pelo retorno de Rafael. O restante da defesa deve seguir o mesmo. Guga falhou na última partida, mas segue sendo a melhor opção para a lateral direita. Réver saiu no intervalo, sentindo dores, mas treinou normalmente e estará apto para a partida.

No meio-campo, Sampaoli terá uma boa dor de cabeça. Allan retornou de suspensão e estará à disposição. Jair, Nathan e Franco se consolidaram como os preferidos de Sampaoli, mas a contratação de Matías Zaracho abre novas possibilidades.

O meio-campista de 22 anos foi registrado no BID, está entre os relacionados e deve estrear. Como está sem jogar desde março, não deve atuar durante todos os 90 minutos, porém ninguém ficaria surpreso como o camisa 15 entre os titulares. A utilização de Zaracho abre várias opções. O argentino pode entrar no lugar de Franco, Nathan, Savarino ou até mesmo de Sasha. 

Keno e Savarino são titulares do ataque atleticano e devem seguir atuando. Eduardo Sasha não vive um bom momento individual, mas é taticamente importante. Uma boa atuação diante do Sport daria confiança ao queridinho de Sampaoli. Marrony, Sávio e até mesmo Zaracho no ataque correm por fora pelas vagas. 

Provável escalação: Éverson; Guga, Réver, Alonso, Arana; Jair (Allan), Alan Franco, Nathan (Zaracho); Savarino, Sasha, Keno. Técnico: Jorge Sampaoli.

Sobre o adversário

Após voltar para a Série A, o Sport tinha um único objetivo em 2020: permanecer na elite. O elenco é limitado e a disputa aparentava ser na parte debaixo da tabela. No entanto, no mês de setembro, os torcedores se animaram muito ao ver seu time no G-6. Mas na mesma velocidade que se iludiram, caíram novamente. 

Com a troca de Daniel Paulista por Jair Ventura no comando técnico, o Sport venceu cinco de oito partidas disputadas e esteve no pelotão de cima. Todavia, o novo treinador não manteve o bom momento e o Leão da Ilha está em uma sequência de quatro derrotas consecutivas. De participante do G-4, o Sport rapidamente já se encontra olhando para o Z-4, pois está apenas quatro pontos na frente de três times da zona do rebaixamento.

A partida deste sábado marca o encontro de dois grandes conhecidos. Patric foi jogador do Atlético entre 2010 e 2020 e tem várias histórias com os atleticanos. O lateral direito, que é capitão do Sport, nunca deixou faltar raça com a camisa alvinegra. Outro personagem é Thiago Neves, multicampeão pelo Cruzeiro e que esteve próximo de ser jogador do Galo mês passado, mas a repercussão negativa fez a diretoria recuar. Como desfalques, Jair Ventura terá os titulares Maidana, que é atleta do Galo, e Marcão, ambos suspensos. 

Provável escalação: Luan Polli; Patric, Adryelson, Chico, Luciano Juba (Júnior Tavares); Ronaldo Henrique, Ricardinho, Thiago Neves; Marquinhos, Leandro Barcia (Hernane Brocador), Lucas Mugni. Técnico: Jair Ventura.

Atlético x Sport
18ª rodada do Brasileirão Série A
24/10/2020, 21:00 horas, Estádio Mineirão
Transmissão: SporTV (menos MG), Premiere
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta (PR) e Victor Imazu dos Santos (PR). 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.