Em busca de quebrar um tabu e manter a excelente sequência no Mineirão, Atlético enfrenta o Vasco neste domingo

Reprodução Twitter

31/05/2015. Há 5 anos, o Atlético vencia o Vasco em casa por 3 a 0, com dois gols de Thiago Ribeiro e um de Jesús Dátolo. Foi a última vez que o Galo venceu o time vascaíno em Belo Horizonte. Nas últimas 3 partidas como mandante, o Atlético foi derrotado duas vezes – ano passado, 2019, e em 2017 – e empatou sem gols em 2018.

Para quebrar este pequeno tabu, o Atlético confia na excelente sequência como mandante. O Galo venceu as últimas 10 partidas no Mineirão, local da partida desta noite, e, no Brasileirão, a equipe alvinegra é a única com 100% de aproveitamento em casa. 

Além de tudo isso, o duelo deste domingo, 04, às 20:30, marcará o encontro entre dois times da parte de cima da tabela. O líder Atlético contra o 5º colocado Vasco da Gama. De um lado, o desejo é abrir mais vantagem na liderança. Do outro, o objetivo é voltar ao G-4 e recuperar o caminho das vitórias.

O Galo está em um ótimo momento. Além de dois pontos de vantagem para o vice-líder Internacional, os comandados de Sampaoli venceram 7 das últimas 8 partidas e estão confiantes. Nos dois últimos jogos, o Atlético fez 7 gols. Keno marcou 6 destes tentos, se tornando o destaque da equipe.  

Já o Clube de Regatas Vasco da Gama vive um momento diferente. Sob comando de Ramon Menezes, ex-jogador do Atlético, o Vasco iniciou o campeonato “voando”, assumindo até a liderança. Entretanto, a equipe carioca caiu de rendimento e está há 4 jogos sem vencer, em todas as competições. 

O retrospecto do confronto é muito equilibrado. Foram disputados 73 jogos entre Atlético e Vasco. O Galo venceu 27 vezes, empatou 19 jogos e saiu derrotado em 27 oportunidades, ou seja, quem vencer a partida desta noite assume o domínio do histórico de jogos.

Porém, como citado anteriormente, os confrontos recentes não são animadores para o atleticano, principalmente em casa. O Galo venceu apenas uma das últimas seis partidas contra o Vasco – ano passado, em São Januário. O Vasco da Gama é um adversário sempre muito indigesto.

Para a partida deste domingo, Jorge Sampaoli terá o elenco completo à disposição – a exceção é o lesionado Diego Tardelli. Por isso o treinador argentino poderá escalar a equipe da forma que desejar e, como de costume, terá mudanças.

O jogo deste domingo marcará a “despedida” de três jogadores importantíssimos. Júnior Alonso, único atleta que jogou todos os minutos desde a pausa, Alan Franco e Savarino foram convocados pelas suas respectivas seleções e irão desfalcar o Galo nas próximas três rodadas – contra Fortaleza, Goiás e Fluminense.

Estes atletas devem ser titulares, até mesmo por não poder contar com eles durante a data FIFA. Além deles, Sampaoli está mostrando, nas úlitmas partidas, um padrão na escalação.

Éverson, goleiro que deu uma assistência primorosa para Keno, está merecendo a vaga de titular e deve seguir defendendo a meta atleticana. Réver, após cirurgia no nariz, pode voltar ao time titular, ao lado de Alonso. Guga está se consolidando como ala titular pela direita e Mariano segue perdendo espaço.  Arana é indiscutível na lateral esquerda.

No meio-campo há sempre a dúvida de quem será escalado. Allan começou no banco na última partida, frente o Grêmio, e será titular. Alan Franco, Nathan e Jair lutam por duas vagas, caso Sampaoli não mude o seu esquema tático. 

No ataque, Savarino e Keno estão em boa fase e devem ser mantidos. Eduardo Sasha, mesmo com uma função tática importante, não está muito bem e pode dar lugar a Marrony, jovem que não atua há muito tempo e poderá praticar a “lei do ex” contra o Vasco.

Provável escalação: Éverson; Guga, Réver (Rabello), Alonso, Arana; Allan, Alan Franco (Jair), Nathan; Savarino, Sasha (Marrony), Keno. Técnico: Jorge Sampaoli.

Sobre o adversário

Sem muitas expectativas antes de iniciar o campeonato, o vascaíno se empolgou com o início de Brasileirão. O time foi líder da competição e estava apresentando um ótimo futebol. Porém, como é de se esperar de um elenco curto como o do Vasco, a equipe carioca caiu de rendimento e não venceu nas últimas 4 partidas, em todas as competições. 

Vale ressaltar que o time cruz-maltino segue em 5º, posição muito boa para o investimento. Almejando a volta ao G-4, o Vasco não terá problemas na escalação. O time comandado por Ramon, ex-meio-campista atleticano, terá força total neste importante confronto direto e contará, principalmente, com seus dois jogadores que estão nas graças da torcida.  

Germán Cano e Martín Benítez: a dupla argentina do Vasco está chamando a atenção do futebol brasileiro e levará muito perigo à meta atleticana. Benítez, o criador, buscará Cano, atacante que não perdoa. O centroavante precisa de uma ou no máximo duas bolas para balançar as redes. A defesa do Atlético deve ficar ligada nestes dois atletas. 

Provável escalação: Fernando Miguel; Miranda, Ricardo, Leandro Castán, Henrique; Andrey, Marcos Júnior (Bruno Gomes); Vinicius, Benítez, Talles Magno; Cano. Técnico: Ramon Menezes.

Atlético x Grêmio
13ª rodada do Brasileirão Série A
04/10/2020, 20:30 horas, Estádio Mineirão
Transmissão: SporTV (menos MG), Premiere
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.